domingo, 4 de agosto de 2019

30 anos sem Luiz Gonzaga. Conhece o xote "Sala de Reboco"? chega junto e ouça. É esplêndido



Na última sexta-feira (2) fez 30 anos que Luiz Gonzaga morreu, aos 76 anos.


Uma das principais perdas de personalidades brasileiras do século XX.  

Sua música, entretanto, ainda permanece forte. "O Música e Músicos do Brasil", da rádio MEC, fez neste domingo (04) um especial em homenagem a este grande artista da música brasileira.

O Rei do Baião nasceu em Exu (Pernambuco), em 13 de dezembro de 1912. Gonzaga foi o responsável por levar para o país e para o mundo a riquíssima cultura musical nordestina, além de denunciar, através de sua música, as situações precárias em que se viviam no sertão nordestino. 

É o caso da famosa canção "Asa Branca", música mais emblemática de sua carreira. 

Composta em 1947 em parceria com o advogado cearense Humberto Teixeira, a obra fala do sofrimento do sertanejo em função da seca nordestina.

E para falar sobre o mestre Luiz Gonzaga e o seu incrível legado musical, ninguém melhor do que um especialista no assunto. 

O sanfoneiro Marcelo Caldi, considerado um dos mais importantes de sua geração, gravou um depoimento sobre a importância de Luiz Gonzaga para a música.

O Música e Músicos do Brasil foi  ao ar neste domingo, às 19h, na Rádio MEC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.