terça-feira, 2 de julho de 2019

Oito suspeitos de assalto e morte de PM em Pernambuco são mortos no Agreste da PB





Um dia depois do assassinato de um policial militar em Santa Cruz do Capibaribe, oito pessoas foram mortas em uma operação conjunta das polícias militares de Pernambuco e da Paraíba na cidade de Barra de São Miguel, na região de Campina Grande, Paraíba. 

Mais de 70 PMs e duas aeronaves estiveram envolvidas na ação policial nesta terça-feira (2).

Os corpos são de seis homens e duas mulheres. Os criminosos teriam sido surpreendidos em uma fazenda da região. 

A tentativa de assalto a um mercadinho e a uma casa lotérica em Pernambuco nesta segunda-feira (1º) deixou também um PM ferido. De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, a quadrilha tinha atuação interestadual e era especializada em assaltos a bancos. 

Foram apreendidos o dinheiro do roubo em Santa Cruz do Capibaribe, duas pistolas 380, dois revólveres 38 e uma espingarda calibre 12 de repetição, que foi utilizada na ação criminosa.

Ainda de acordo com a PCPE, entre os mortos estão o vereador do município de Betânia Andson Berigue de Lima, conhecido como Nanaca, o irmão dele, conhecido como Galego de Lena, um primo deles, conhecido como Edys de Gevan. 

Também estão entre os mortos um homem conhecido como Wellington Cabeludo, também de Betânia, e uma mulher identificada como Jácia de Siba, que manteria um relacionamento com Galego de Lena.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram uma caminhonete com marcas de balas levando vários corpos na caçamba, seguindo um veículo da Polícia Militar. A população que acompanha o trajeto do automóvel aplaude a ação policial. As roupas usadas pelos mortos se assemelham aos trajes vestidos pelos bandidos no assalto.

Os corpos dos criminosos foram levados para a UPA de Santa Cruz do Capibaribe. O carro que teria sido utilizado por eles foi encontrado na cidade de Riacho de Santo Antônio, distante cerca de 20 km de Barra de São Miguel.
Entenda o caso

A ação criminosa da segunda-feira aconteceu em uma localidade conhecida como Malhada do Meio, quando os criminosos, que estavam em um carro branco, foram surpreendidos pelos PMs.

Houve perseguição e troca de tiros. As imagens mostram a viatura perseguindo os suspeitos. Após uma curva à direita, os assaltantes surpreendem os policiais com uma rajada.

Um vídeo mostra o policial ferido saindo da viatura e tentando se abrigar. O carro onde estavam os policiais ficou seriamente danificado pelos estilhaços dos disparos, feitos com uma espingarda calibre 12. Os criminosos conseguem fugir.
Polícia Civil de Pernambuco divulgou nota sobre o caso

Informações preliminares dão conta de que o vereador do município de Betânia Andson Berigue de Lima, conhecido como Nanaca, estaria entre os mortos. Ele teria ido resgatar o irmão, conhecido como Galego de Lena, possível participante no crime do dia anterior. 

Era o líder do grupo, formado ainda por um primo desses irmãos, conhecido como Edys de Gevan. Além dos três, estão entre os oito suspeitos mortos um homem conhecido como Wellington Cabeludo, também de Betânia, e uma mulher identificada como Jácia de Siba, que manteria um relacionamento com Galego de Lena.

Tanto Wellington como Galego tinham mandados de prisão expedidos – o primeiro, pelo assalto a uma lotérica na cidade de Carnaíba em 2018, e o segundo, por sequestro de funcionário do Bradesco do município de Custódia, também no ano passado. 

Os quatro suspeitos do assalto no dia anterior estavam escondidos no Sítio Boi Brabo, no limite entre os municípios de Riacho de Santo Antônio e Barra de São Miguel, na Paraíba.

“Nossa operação se iniciou desde a investida em Santa Cruz do Capibaribe. Os serviços de inteligência da PM monitoravam a quadrilha e, às 3h30 desta madrugada, o restante do grupo, quatro suspeitos em dois carros, chegou ao local para resgatar os demais. 

Foi quando se iniciou o confronto. Tentou-se a rendição, mas como já é uma prática desse tipo de criminosos, eles atentaram contra a vida dos policiais. Socorremos feridos para uma unidade de pronto atendimento, mas não resistiram. 

Eram bandidos extremamente perigosos e, pelas informações iniciais, envolvidos em diversos assaltos a bancos, como um em Belo Jardim e outro anterior em Santa Cruz do Capibaribe”, explica o tenente-coronel Lúcio Flávio de Campos, comandante do 24° Batalhão da PM.

Participaram dessa operação, pelo lado pernambucano, além do 24° BPM, o Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi), o Grupamento Tático Aéreo da SDS (GTA), a Delegacia de Santa Cruz do Capibaribe e o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

Pela Paraíba, estiveram envolvidas as Polícias Militar e Civil daquele estado. Os materiais apreendidos serão encaminhados à 21ª Delegacia de Polícia de Homicídios, em Santa Cruz do Capibaribe, que dará andamento às investigações.

Fonte e texto: OP9

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.