segunda-feira, 8 de julho de 2019

Festival Internacional de Curta-Metragem de Brasília abre hoje inscrição


O 8° Curta Brasília, que acontecerá em dezembro de 2019, no templo do cinema brasiliense projetado por Oscar Niemeyer, o Cine Brasília, em Brasília/DF é norteado pela inovação e qualidade de sua programação, unindo cinema, tecnologia, música e outras artes, destacando-se como uma experiência entre público, obras e artistas.

A composição do festival agrega mostras de curtas-metragens nacionais e internacionais, espaço dedicado a experiências em realidade virtual, workshops, oficinas, debates, mercado de economia criativa, intervenções e performances artísticas.

Um dos destaques da última edição foi o Fórum VR, especialmente voltado para o mercado audiovisual em 360° e com presença de 14 convidados brasileiros e estrangeiros, em programação com cases, masterclass e oficinas dirigidas ao tema.

Números
Em suas sete edições realizadas anualmente desde 2012, já passaram pelo Festival Curta Brasília:

48 mil de público;
4.487 curtas-metragens inscritos;
Inscritos de todo os estados brasileiros;
105 sessões;
373 curtas-metragens exibidos;
147 curtas-metragens internacionais exibidos;
114 curtas-metragens do DF exibidos;
59 videoclipes nacionais exibidos;
25 videoclipes do DF exibidos;
6 homenageados;
31 debates;
15 oficinas;
+ de 100 convidados nacionais;
+ de 10 convidados internacionais;
29 experiências em realidade virtual;
Itinerância nacional e internacional.

As Inscrições

As inscrições para o 8° Curta Brasília podem ser feitas de forma gratuita mediante a preenchimento de formulário online disponível no site www.curtabrasilia.com.brde 08 de julho a 08 de agosto de 2019.

Podem inscrever-se curtas-metragens e videoclipes produzidos em qualquer formato e gênero, realizados a partir de janeiro de 2018, com duração máxima de 25 minutos, cujos realizadores sejam brasileiros ou residentes no país, assim como filmes dirigidos por brasileiros em outros países ou dirigidos por estrangeiros no Brasil.

As obras selecionadas farão parte da Mostra Nacional, de curtas-metragens, e da Mostra Decibéis, de videoclipes. Contanto os filmes inscritos e não selecionados para a Mostra Nacional poderão ser convidados pela organização do Festival para compor a grade de programação dos Programas Especiais do evento.

As demais regras para participação de obras audiovisuais no 8° Curta Brasília podem ser conferidas no regulamento das inscrições, também presente no endereço www.curtabrasilia.com.br .

Prêmios

O Festival Curta Brasília, por meio do Júri Oficial e do Júri Popular, concederá aos filmes vencedores o "Troféu CURTA BRASÍLIA”, além do prêmio em dinheiro, nas seguintes categorias:

Prêmio do Júri Oficial para o melhor curta-metragem da Mostra Nacional de Curtas: R$ 6.500,00 (seis mil e quinhentos reais);

Prêmio do Júri Popular para o melhor curta-metragem da Mostra Nacional de Curtas: R$ 6.500,00 (seis mil e quinhentos reais);

Prêmio do Júri Oficial para o melhor videoclipe na Mostra Decibéis de Videoclipes: R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais);

Prêmio do Júri Popular para o melhor videoclipe na Mostra Decibéis de Videoclipes: R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais);

Prêmio do Júri Popular infantil para o melhor curta-metragem da Mostra Calanguinho: R$1.500,00 (mil e quinhentos reais).

O Festival Curta Brasília, por meio do Júri Oficial, concederá o “Troféu CURTA BRASÍLIA”, sem prêmio em dinheiro, para os filmes premiados nas seguintes categorias:

Melhor Direção;
Melhor Roteiro;
Melhor Fotografia;
Melhor Atuação;
Melhor Montagem;
Melhor Som.

A organização poderá instituir prêmios resultantes de parcerias e apoios, como ocorrido em edições anteriores.

Os parceiros e apoiadores poderão premiar livremente filmes das Mostras Competitivas e dos Programas Especiais.

O Festival Curta Brasília é uma realização da empresa Sétima Cinema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.