terça-feira, 30 de julho de 2019

Dia D de Combate ao Fogo chega à reta final no Tocantins




Iniciado em 05 de junho, o Dia D de Prevenção às Queimadas e aos Incêndios Florestais está chegando a sua reta final.

Já foram 18 municípios contemplados com as ações, alcançando quase 2.100 propriedades rurais em todas as regiões do Tocantins. 

Para a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, que coordena as atividades junto com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH), os resultados são muito satisfatórios e têm cooperado para a mudança de consciência dos cidadãos quanto às queimadas.

Os resultados são alcançados por meio das equipes, montadas com representantes de diversos órgãos parceiros, 32 no total, que seguem para a zona rural com material informativo, orientação pessoal e através de smartphone utilizam aplicativo que possibilita o cadastramento das propriedades para ações futuras, inclusive de fiscalização. Além disso, falam de manejo do solo e construção de aceiros.

“Nossa avaliação em relação às ações é muito positiva, até por que, conseguimos um alcance muito maior este ano, em relação à quantidade de municípios e também de propriedades visitadas”, destacou o tenente-coronel Geraldo da Conceição Primo, superintendente da Defesa Civil Estadual.

Técnicos da Defesa Civil Estadual, Semarh, BPMa, IBAMA, Naturatins, DEMA, ADAPEC, Ruraltins, 22 Batalhão de Infantaria do Exército, Energisa e prefeituras locais estão entre os mais participativos na busca dos resultados junto aos dez municípios que mais tiveram focos de queimadas em 2018.

A ação atingiu cidades como Pium, Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão, Lizarda, Paranã, Arraias, Goiatins, Mateiros, Ponte Alta do Tocantins e Rio Sono. 

E também há outros sete onde estão instalados os quartéis do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins que fizeram parte dos roteiros das ações, além da Capital Palmas.

O Dia D é uma realização do Comitê do Fogo e o encerramento da programação em 2019 será em 08 de agosto, em Pedro Afonso. 

O município está fora do ranking dos que mais queimaram ano passado, porém, ainda assim, solicitou a ação na região.“A quantidade de queimadas tem diminuído onde ocorreu o Dia D, pois a população está mais consciente”, afirmou o coronel Primo. 

“Mal aplicado, o fogo acarreta grandes prejuízos ao meio ambiente, aos moradores, ao rebanho e até a produção pode ser devastada”, completou o tenente-coronel, destacando que os municípios que mais queimam estão nas regiões Centro-Oeste e Centro-Leste do Tocantins.

Onde existem os Quartéis do Corpo de Bombeiros Militar, os próprios comandantes coordenam as ações.

Fonte: Governo TO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.