sexta-feira, 26 de julho de 2019

DF: jornalistas do Correio Braziliense aprovam estado de greve


Os trabalhadores do Correio Braziliense aprovaram estado de greve e podem paralisar as atividades caso a empresa não regularize os pagamentos atrasados. A decisão foi aprovada por unanimidade em assembleia realizada na última quarta (24).

Os jornalistas definiram que, caso o jornal não pague os salários de todos os profissionais no dia 6 de agosto - data limite para o pagamento do salário referente ao mês de julho – a categoria entrará em greve a partir do dia 7.

A empresa se comprometeu a pagar no salário de julho o reajuste aprovado da Convenção Coletiva de 2019 (3,5%), mais o retroativo. 

Manteve ainda a proposta de avançar no pagamento das férias de fevereiro de 2109 e o pagamento da primeira parcela dos 40% do PPR da Convenção de 2018.

Há mais de quarto anos que o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal e os funcionários da redação do jornal Correio Braziliense vêm cobrando da empresa a regularização definitiva das dívidas trabalhistas.

Diante da falta de respostas concretas, os jornalistas e a direção do SJPDF exigem do jornal uma postura mais transparente com seus trabalhadores. 

"Lembramos ainda que a greve é um movimento legal e último recurso encontrado pelos trabalhadores após anos de reivindicação do cumprimento de seus direitos previstos na Consolidação das Leis Trabalhistas e também nas Convenções Coletivas firmadas pela empresa", ressaltou Wanderlei Pozzebom, coordenador geral do SJPDF.

Fonte: SJPDF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.