quarta-feira, 31 de julho de 2019

Bronca: varicocele é responsável por aproximadamente 40% das causas de infertilidade masculina e atinge cerca de 15% dos homens


Cerca de 15% da população masculina tem varicocele, que consiste na principal causa de infertilidadepresente em até 40% dos homens. 

A Varicocele, ou varizes do testículo, consiste na dilatação anormal das veias testiculares, que ocorre principalmente após esforço físico. 

Essas veias dilatadas no cordão espermático podem dificultar o retorno venoso provocando disfunção testicular e piora da qualidade do sêmen.

Segundo o Radiologista Intervencionista e Angiorradiologista Dr. Francisco Carnevale, da CRIEP -Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa, a varicocele no homem pode causar dor no testículo ou na região da virilha e dilatação das veias da bolsa escrotal, especialmente durante esforço físico ou exercício físico, De forma associada, o testículo afetado poderá reduzir de tamanho e levar à redução da qualidade do sêmen.

Atualmente, os principais tratamentos para a Varicocele são a cirurgia convencional e, mais recentemente, a embolização endovascular. 

“Bastante eficaz, é uma técnica nova e minimamente invasiva na qual, por meio de um pequeno furo na virilha, inserimos um cateter e injetamos materiais para a oclusão da veia comprometida. 

Esse é um procedimento sem cortes ou cicatrizes e o sucesso técnico se aproxima de 100%”, afirma o médico.

Prof. Dr. Francisco Cesar Carnevale - médico da CRIEP - Carnevale Radiologia Intervencionista Ensino e Pesquisa – autoridade médica referência nacional e internacional em Radiologia Intervencionista, Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular. 

Sua principal linha de pesquisa está focada no tratamento de pacientes com sintomas do trato urinário inferior associados ao crescimento da próstata pela Hiperplasia Prostática Benigna (HPB). 

Pioneiro a publicar na literatura científica mundial, a técnica de Embolização das Artérias da Próstata (EAP) dentro do Hospital das Clínicas da FMUSP, sob a supervisão dos professores Miguel Srougi e Giovanni Guido Cerri. 

 É diretor de Radiologia Vascular Intervencionista do Instituto de Radiologia (InRad-HCFMUSP), do Instituto do Coração (InCor-HCFMUSP) e do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo (SP). 

É responsável pelas disciplinas de Graduação e Pós-graduação na área de Radiologia Intervencionista da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.