quinta-feira, 4 de julho de 2019

Atletas de projeto de extensão da UFT sagram-se campeãs de futsal em Arraias


Acadêmicas que participam como atletas do projeto de extensão “Futebol não tem gênero, tem craques” sagraram-se campeãs do Torneio Municipal de Futsal Feminino, realizado em Arraias, no último dia 30 de junho. 

O projeto foi criado em 2012 e desde então, as participantes já obtiveram várias conquistas.

Para o coordenador do projeto, professor Tony de Jesus, apesar deste tipo de competição não ser o foco principal, acaba estimulando as participantes a continuarem no projeto. 

“Isso é muito significativo, pois hoje temos atletas que iniciaram as atividades na mesma época do projeto e estão na UFT, nos cursos que o Câmpus oferece".

O treinador da equipe, Alessandro Bada, acredita que é muito bom ver o crescimento e amadurecimento das mais novas jogando com as mais experientes. 

“Ganhar é sempre bom, valoriza o projeto e o trabalho que vem sendo realizado, sem contar que motiva as alunas atletas a continuarem treinando para melhorar a cada dia. O trabalho está tendo resultados. Estou feliz por elas", relata.

A acadêmica de Matemática e também atleta, Yélida Gorgonho, afirma que o projeto foi uma das maiores motivações em sua vida. “ Me sinto tão à vontade e com uma grande família que posso contar. 

Cada atleta que participa tem um aprendizado a passar. Amo fazer parte dessa família e o que me motiva a ir aos treinos é a equipe que por si é muito acolhedora e amigável. 

Assim como os treinadores e colaboradores do time que tem uma grande preocupação com todas as atletas. Sinto-me lisonjeada em fazer parte desse time", detalha.

O placar da semifinal contra a equipe Pró-Redenção foi de 7x1 e a grande final contra a equipe Garotas do Grua de 8x2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.