terça-feira, 7 de maio de 2019

"Quase fui derrubada da maca no hospital de Monte Alegre (GO)", diz paciente em reclamação contra médico


"Olá Dinomar Miranda, 

Chamo-me Edina Barbosa. Ontem (domingo) fui socorrida do povoado Prata a Monte Alegre, em ambulância, com fortes dores e pressão alta.

Estava muito inchada devido a uma crise, caí porque eu tenho um aneurisma.

Então as dores são muito fortes. Ao chegar no hospital de Monte Alegre fui humilhada e maltratada pelo médico de plantão, que só não mim derrubou da maca porque juntou todos enfermeiros e minha irmã ao redor.

Tive que ligar para Polícia, registrar um boletim de ocorrência e também para o prefeito Juvenal, que prometeu tomar providências.

Não fui a primeira vítima dele, segundo relato dos enfermeiros que mim socorreram. Eu não quis ficar internada porque tive muito medo dele.

Ouça esta conversa minha com o prefeito. Não quero que prejudique o prefeito, pois ele ficou do meu lado e disse tomar providências e ele é muito amigo da minha família e da minha mãe.


Essa atitude do médico não é coisa que se faça com pacientes, nenhum paciente, e tudo que estou relatando a você é a mais pura verdade."

Comentário desse blogueiro

Passa da hora de os prefeitos regionais tomarem alguma atitude mais firme contra médicos que teimam em desrespeitar pacientes. 

O paciente que procura um médico já está em fragilidade e ao invés de ter empatia, entender o sofrimento de quem os procura, fazem é o contrário. 

E pior é que, como funcionários públicos, se acham no direito de não serem questionados, criticados, cobrados pela sociedade.

Este jornalista já responde, no juízo de Campos Belos, a ações judiciais por simplesmente ser por porta-voz de pessoas, simples e humildes, sofredoras, que simplesmente não sabem a quem recorrer, principalmente quando se depara com situações de crise, como são as questões de doenças e de socorros médicos.   

Volto a dizer. Os prefeitos estão se acovardando e deixando as pessoas doentes a mercê de profissionais que deveriam ser os primeiros a lutar pelo bem-estar dos pacientes. Em realidade, falta humanidade. 

Um comentário:

  1. NOTA DE ESCLARECIMENTO
    Mediante publicação feita por este Blog sobre a paciente Edna Barbosa da Silva do Município de Monte Alegre, esta Secretaria de Saúde, sob minha responsabilidade expõe a seguinte nota de esclarecimento:
    O atendimento em saúde deste Município nunca fez distinção nem acepção de pessoas quando é procurado, principalmente se tratando de pessoas que já procuram o serviço em situação de vulnerabilidade.
    A equipe que presta serviço ao Hospital, em particular o médico ora citado na matéria não possui em seu histórico nenhuma conduta que desabone seu profissionalismo, e nenhum mal trato a pacientes que o procuraM.
    Os prontuários da denunciante confirmam a assiduidade de atendimento à mesma que nos últimos dias se fez presente nesta unidade hospitalar sendo atendida de maneira excepcional pela equipe de plantão. Evidencia-se que em muitas destas idas à Unidade seu comportamento de revolta prevaleceu, resultando em atos agressivos aos que a atendiam. Não obstante a isso a mesma recebeu visita domiciliar de médica para avaliar sua situação e comprovou que a mesma não tem se comprometido com o tratamento que deve ser realizado.
    Declaro perante aos leitores deste Blog que a gestão em saúde continuara a zelar pela saúde da população montealegrense, valorizando também o profissional que, em caso de denúncia infundada tenha seu nome envolvido.
    Diante disso, se tratando de gestão em saúde de um município, acredita-se que informações deste patamar devem ser comprovadas antes de publicadas, de modo que em um futuro próximo a saúde de Monte Alegre de Goiás sofra negativas por parte de profissionais que desempenham seu papel com dignidade e excelência , mas que estão fadadas a terem seu nome denegridos por denuncias injustas.
    KARINA P. RAMOS DA CUNHA –SEC. DE SAUDE – MONTE ALEGRE DE GOIÁS

    ResponderExcluir

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.