sábado, 11 de maio de 2019

Diretoria Regional de Educação de Arraias realiza formação preparativa para a 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa


Ciclo de formação preparativa para a 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP) está sendo realizado com educadores da Diretoria Regional de Educação (DRE) de Arraias. 

As formações abrangem os cinco gêneros textuais contemplados pela OLP: poema, memórias literárias, crônica, artigo de opinião, e o documentário que é a novidade para esta edição de 2019.

Com o objetivo de contemplar um maior número possível de educadores, as formações estão sendo realizadas em três municípios. 

A primeira formação ocorreu em Arraias, entre os dias 26 a 27 de abril; a segunda, nos dias 3 a 4 de maio, na cidade de Combinado; e a terceira ocorrerá no dia 17 de maio, em Paranã. 

Participam da formação professores de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental e Médio e coordenadores pedagógicos das escolas que integram a DRE.

“A ação tem como objetivo proporcionar aos professores subsídios teórico-práticos sobre o processo de ensino da leitura e da escrita, a partir dos materiais da 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro.  
Ao todo, cerca de 64 professores das redes estadual e municipal irão participar das formações”, destacou Leonardo Victor dos Santos, diretor da Regional de Educação de Arraias.

As técnicas de linguagens da DRE de Arraias, professoras Elza Silva Souza e Michele Cristina Tomaz, responsáveis pelas formações da olimpíada, contaram com a contribuição das professoras semifinalistas da edição de 2018, Juliana Dias, da Escola Estadual Professora Augusta Vaz dos Santos Teixeira, com o gênero memórias Literárias, e Mariza de Jesus Ferreira, do Colégio Estadual Dr. João D’Abreu, com os gêneros crônicas e artigo de opinião.

Para o estudo do gênero documentário, as formadoras também tiveram a contribuição da professora Rosângela Lopes da Silva, do Colégio Estadual Professora Joana Batista Cordeiro, com relatos de prática; e da estudante Lucrécia de Moura Dias, aluna da Universidade Federal do Tocantins (UFT), documentarista do Projeto “Revelando os Brasis”, o qual promove a inclusão e a formação audiovisuais por meio do estímulo à produção de filmes.

Reforçando os estudos do gênero documentário, no dia 21/5, o jornalista Henrique Vieira Lopes também realizará uma palestra, seguida de oficina com filmagens externas que demostram as diversas possibilidades e recursos para trabalhar o gênero.

Na avaliação da Professora Marcimária Xavier de Oliveira, do Colégio Estadual Joaquim de Sena e Silva, a formação contribuiu para o desenvolvimento das competências na utilização do material da competição, pois a troca de experiências e relatos de práticas foi muito rica. 

“Cada formador contribui com suas experiências. Podemos ter, por exemplo, uma clareza maior sobre o gênero documentário, que esse ano é uma novidade”, apontou.

Após o incentivo nas formações ministradas, os professores de linguagens de todas as escolas da Regional estão realizando a abertura da olimpíada em suas respectivas escolas, com ampla divulgação da competição, criando ambientes temáticos e usando da criatividade; contando, ainda, com a participação da comunidade escolar, como as pessoas idosas da comunidade que apresentam seus relatos de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.