terça-feira, 16 de abril de 2019

Pelo segundo dia a Escola Agrícola de Arraias (TO) permanece sem aulas e sem nenhuma resposta das autoridades




A Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esporte do Tocantins (SEDUC-TO) não apresentou, até o momento, nenhuma solução para a falta de merenda escolar que culminou na suspensão das aulas na Escola Agrícola David Aires França, que permanece de porteiras fechadas.

Membros do Observatório da Educação do Campo e Quilombola da UFT estiveram na Escola Agrícola em Arraias para acompanhar o caso e identificaram elementos que agravam ainda mais a situação. 

A Escola funciona em tempo integral e tem parte de seus alunos em regime de internato. 

Os estudantes que residem na Unidade Escolar no internato são, em sua maioria, de municípios muito distantes, como Caseara e até de outros Estados como Goiás e Mato Grosso. 

Parte destes estudantes oriundos destas localidades não tem recursos financeiros para custearem sua ida para casa e retornarem quando o problema da merenda for resolvido, ou seja, continuam na Escola.

Os estudantes que não tiveram condições para retornarem para suas casas estão se alimentando com doações feitas por funcionários da Escola, por instituições eclesiásticas e comerciantes da região. Nas imagens desta postagem vemos parte dos mantimentos doados.

A gravidade da situação é preocupante e implica responsabilidades. Estes jovens estão sob a tutela do Estado e não estão recebendo uma condição mínima de assistência que é a alimentação. 

Condição esta que está sendo contornada pelos funcionários da Escola que continuam fazendo doações do seu próprio bolso e conseguindo outras doações, como já citado anteriormente, contudo, não é o Estado quem está resolvendo esta situação e sim a equipe da Instituição.

Essa situação não pode permanecer como está! A SEDUC precisa vir a público e apresentar uma solução de imediato para as famílias destes jovens que permanecem na Escola, para os estudantes que estão sem aulas e para a sociedade como um todo.

A Escola Estadual Agrícola David Aires França funciona desde 1988 oferecendo uma educação profissional de qualidade para os jovens da região sudeste tocantinense. 

Várias gerações de Técnicos em Agropecuária se formaram na instituição e tem boas colocações no mercado de trabalho. Esta escola é a única possibilidade de formação da maioria dos estudantes lá matriculados, ou seja, sem ela já teriam parado os estudos sem concluírem a Educação Básica.

Há que destacar também outro impacto socioeconômico desta tão renomada Escola. O fato de receber e formar muitos jovens oriundos de Comunidades Remanescentes de Quilombo. 

Estudos informam que cerca de 20% dos estudantes da Escola Agrícola de Arraias são quilombolas vindos vários quilombos da região. Reafirmando ainda mais o papel desta Instituição de Ensino para o Estado do Tocantins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.