quinta-feira, 25 de abril de 2019

Equipes técnicas de escolas da Regional de Arraias (TO) participam de 2ª etapa de formações continuadas


A Diretoria Regional de Educação (DRE) de Arraias realizará, a partir dessa sexta-feira, 26, a segunda etapa de formação continuada para os profissionais da educação básica das 17 escolas jurisdicionadas à Regional. 


A formação é feita em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT) e contemplará, em três polos de ensino, professores, manipuladores de alimentos e auxiliares de serviços gerais das unidades de ensino, com base no Calendário Escolar de 2019.

Ao todo, seis municípios fazem parte da Regional de Arraias. Os três polos da formação continuada serão situados em Arraias, Combinado e Paranã. 

As formações envolvem temáticas como a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), Olimpíada de Língua Portuguesa, Alfabetização em Libras e Orientações Básicas sobre Atendimento Educacional Especializado (AEE), Boas práticas de Manipulação de Alimentos e Higienização no ambiente Escolar.

O primeiro polo a receber a formação será o de Arraias, entre os dias 26 e 27 de abril. Já o polo de Paranã sediará as formações em dois momentos, um primeiro, no dia 27, e, posteriormente, entre os dias 17 e 18 de maio. 

O polo de Combinado, que atende, ainda aos municípios de Aurora, Lavandeira e Novo Alegre, a formação será entre os dias três e quatro de maio.

De acordo com o diretor regional de Educação de Arraias, Leonardo Victor dos Santos, o objetivo principal da formação é contribuir com o cumprimento das metas: 16 do Plano Nacional de Educação (PNE 2014/2024) e 20 do Plano Estadual de Educação do Estado do Tocantins (PEE-TO – 2015/2025).

“Nosso foco é garantir a todos os profissionais da educação básica formação continuada em sua área de atuação, considerando as necessidades, demandas e contextualização do sistema estadual de ensino, bem como oportunizar aos docentes condições didático-pedagógicas para melhoria do processo de ensino e aprendizagem e possibilidade de permuta de experiências das boas práticas desenvolvidas”, reforçou.

A parceria entre a Dre Arraias, unidades escolares e a UFT vai ao encontro da estratégia 23.42 do PEE-TO que defende o pacto estadual pelo fortalecimento da educação básica no Tocantins, visando alcançar a meta 23 que trata do qualidade do ensino e da aprendizagem e a qualificação dos profissionais da educação.

Cronograma de atividades

1) Polo Arraias

Data: 26 e 27 de abril de 2019

Participantes: professores, Manipuladoras de Alimentos e Auxiliares de Serviços Gerais.

Temáticas: Base Nacional Comum Curricular (BNCC), Olimpíadas de Língua Portuguesa, Alfabetização em Libras e Orientações Básicas sobre Atendimento Educacional Especializado (AEE), Boas práticas de Manipulação de Alimentos e Higienização no ambiente Escolar.


2) Polo Paranã

Data: 27 de abril de 2019

Participantes: professores e coordenadores pedagógicos dos anos iniciais do Ensino Fundamental das redes estadual e municipal

Temática: BNCC e Alfabetização e Letramento

3) Polo Combinado (Novo Alegre, Lavandeira e Aurora)


Data: 03 e 04 de maio de 2019

Participantes: professores da rede estadual e municipal, Manipuladoras de Alimentos e Auxiliares de Serviços Gerais.

Temáticas: Base Nacional Comum Curricular (BNCC), Alfabetização e Letramento, Olimpíadas de Língua Portuguesa, Alfabetização em Libras e Orientações Básicas sobre Atendimento Educacional Especializado (AEE), Boas práticas de Manipulação de Alimentos e Higienização no ambiente Escolar.

4) Polo Paranã


Data: 17 e 18 de maio de 2019

Participantes: professores, Manipuladoras de Alimentos e Auxiliares de Serviços Gerais.

Temáticas: Base Nacional Comum Curricular (BNCC), Alfabetização em Libras e Orientações Básicas sobre Atendimento Educacional Especializado (AEE), Boas práticas de Manipulação de Alimentos e Higienização no ambiente Escolar. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.