quinta-feira, 21 de março de 2019

Palco de série da Netflix, Natividade (TO) se destaca pelas festas religiosas e arquitetura




A Netflix escolheu o município de Natividade, no Tocantins, para gravar sua primeira série original de suspense sobrenatural.


‘O Escolhido’ baseia-se na história mexicana Niño Santo, possui sete capítulos e traz no seu elenco principal a atriz Paloma Bernardi e o ator Renan Tenca.

Parte dos figurantes foi formada por moradores da cidade tocantinense, trazendo mais naturalidade para a ambientação da série.

A história gira em torno de três médicos que são enviados para um vilarejo no Pantanal para vacinar a população contra uma mutação do vírus da zika. Porém, eles acabam presos em uma comunidade que segue um líder que prega a cura por meio da fé e não de medicamentos.

A série ainda não tem data de estreia, mas está prometida para chegar ao streaming ainda em 2019. Além de ‘O Escolhido’, Natividade também já serviu de cenário para outras produções, como a novela da TV Globo ‘O Outro Lado do Paraíso’.

Para descobrir os segredos que encantam em Natividade, seguem abaixo cinco curiosidades sobre o município.

Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

O belo conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico de Natividade foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1987. A cidade faz parte do programa Monumenta, do Ministério da Cultura (MinC), que visa a recuperação e a preservação do patrimônio histórico brasileiro.

Natividade se destaca pela sua charmosa arquitetura colonial, festas religiosas, folclore e gastronomia. Sua história começa no ciclo do ouro, por volta de 1734, quando ocorreu a ocupação da região por bandeirantes, escravos, mineiros, sertanistas, missionários e criadores de gado. O município chegou a ser um dos maiores arraiais da então Capitania de Goiás.

Os visitantes podem conhecer um pouco da história da cidade visitando o Museu Histórico de Natividade. No local, funcionava uma antiga cadeia, da época do Império.

A construção abriga o Centro de Artesanato e Apoio ao Turista, a Oficina de Ourivesaria Mestre Juvenal, uma loja de comercialização de produtos artesanais, além de uma exposição permanente com artefatos encontrados na região.

Festas religiosas

A religiosidade é uma importante marca de Natividade com festejos como a Romaria de Nosso Senhor do Bonfim, considerada a maior festa religiosa do Estado, e a Festa do Divino Espírito Santo de Natividade.

A cidade guarda ainda as ruínas da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, construção iniciada pelos escravos no século XVIII, mas que não chegou a ser concluída.

Região das Serras Gerais

A região das Serras Gerais é conhecida como a nova rota turística do Tocantins. O local engloba, além de Natividade, os municípios de Almas, Arraias, Aurora, Dianópolis, Paranã e Taguatinga (região sudeste do Estado).

As Serras Gerais fazem parte da maior cadeia de serras do Brasil e, além das maravilhas naturais, guardam tradições, arquitetura colonial, história e cultura, como as Cavalhadas, as festas do Senhor do Bonfim e do Divino Espírito Santo, entre outras festas folclóricas e religiosas herdadas do colonialismo e da era do ciclo do ouro.

Em toda a região, o ecoturismo é propiciado por uma profusão de rios, canyons, cachoeiras e cavernas. A Cachoeira Paraíso, em Natividade, possui diversas quedas d’água de médio e pequeno porte, em meio a pedras e paredões rochosos formando, ao longo do percurso, piscinas naturais de águas verdes e transparentes.

Em meio à fauna, à flora e outras belezas naturais, o visitante pode apreciar também os centros históricos de Natividade, Dianópolis e Arraias, que em suas ruas estreitas e muros de pedra construídos por escravos guardam memórias da história do Tocantins.

Joias

As joias de Natividade são famosas por sua tradição, seu design e sua originalidade. O conhecimento técnico vem sendo passado por várias gerações e promovendo a inclusão social de jovens, dando oportunidade a eles de construírem uma carreira e terem sua renda.

As joias artesanais de Natividade já foram reconhecidas em diversos projetos de apoio à cultura no país. Uma das técnicas que mais chama atenção nas peças é a filigrana, um trabalho ornamental herdado dos portugueses, feito de fios muito finos e pequeninas bolas de metal, soldadas de forma a compor um desenho. O metal é geralmente ouro ou prata, mas o bronze e outros metais também são usados.

Amor Perfeito

O famoso biscoito Amor Perfeito é feito de polvilho de mandioca tradicional. A receita foi criada há mais de cem anos e permanece a mesma. O biscoito ganha forma todos os dias em uma cozinha construída no quintal da casa da doceira Tia Naninha.

O processo permanece artesanal com os biscoitos sendo moldados manualmente e assados em forno de barro. Na época da festa do Divino Espírito Santo, são feitos em forma de pomba e servidos de graça aos visitantes.

Fonte: AF Notícias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.