sexta-feira, 15 de março de 2019

Advogado que atuou na Prefeitura de Aurora denuncia irregularidades na gestão do município



Um vídeo divulgado em redes sociais e aplicativos de mensagens tem causado polêmica no município de Aurora do Tocantins, a cerca de 500 km de Palmas na região sul do estado. 


No vídeo o ex-advogado da prefeitura do município, Milton Félix, faz críticas à gestão do prefeito Aloilson Cardoso (PTB) e à primeira-dama Valda Maria Damaso.

O advogado aponta supostas irregularidades na Prefeitura de Aurora como o não pagamento de valores referentes a empréstimos consignados descontados em folha dos servidores do município e não repassados ao banco, uso de maquinário da prefeitura em propriedades rurais de secretários do município e até o abastecimento de carros particulares com combustível pago pela prefeitura.

Por telefone Félix confirmou as denúncias ao Conexão Tocantins e disse que o vídeo foi feito como uma resposta a um recado enviado a ele pela primeira-dama após uma discussão em redes sociais. 


“O vídeo foi enviado diretamente à primeira-dama e a um vereador, eu não publiquei em rede social, se isso viralizou não foi porque eu divulguei”, disse o advogado.

Todo o imbróglio começou após a construção de dois quebra-molas em um bairro da cidade de Aurora. 


A obra gerou discussão no perfil de um vereador no Facebook, Félix, que trabalhou na prefeitura como advogado até o ano passado, entrou nos comentários e disse que “as mazelas do município de Aurora não se tratavam apenas de quebra-molas, mas que tinham problemas muito mais sérios a serem resolvidos” e enumerou as supostas irregularidades cometidas pela prefeitura.

Após o comentário, Félix diz que recebeu recados da primeira-dama. “Ela disse que havia tirado prints e que faria representação contra mim na OAB porque eu havia ferido o código de ética dos advogados”, informou o advogado.

Como resposta Félix diz à primeira-dama no vídeo que não tem medo das ameaças e que seria muito melhor que Valda “tomasse muito cuidado antes de ficar ameaçando as pessoas” porque, em suas próprias palavras “eu sei de muita coisa que aconteceu e acontece na gestão deste município e que você também sabe e é conivente”, diz Félix à primeira-dama.

Na sequência da gravação Félix afirma que Valda esteve em seu escritório de advocacia pedindo que ele atuasse em uma causa particular por conta da prefeitura. “Eu disse que não faria porque isso era um serviço particular”, afirma.

O advogado faz críticas ainda à gestão da primeira-dama como secretária de assistência social do município. “Você é uma negação”, e completa “durante sua gestão como secretária nada foi feito e não se esqueça que sei que no período em que você era gestora, por muitas vezes você veio me perguntar como fazia para tirar algumas pessoas e colocar outras, querendo minha ajuda para fazer perseguição a pessoas e eu te disse que você como gestora fazia o que achava que deveria ser feito”, afirma no vídeo.

Vereador

No vídeo gravado pelo advogado sobraram críticas também ao vereador Sharlys Divino que, segundo Félix, teria dito que como advogado ele não conseguia ganhar as causas da prefeitura e, por isso, deixou o cargo. “Causas onde o município não pagou funcionário e não tem comprovante de que pagou não tem como ganhar mesmo não”, defende-se.

Mais adiante Félix também diz que a família do vereador é que “mamou” na prefeitura desde que seu irmão, que foi prefeito da cidade e condenado pela justiça pelo desvio de R$ 80 mil. “E agora o senhor está articulando para seu irmão ser contratado como assessor jurídico da Câmara”, afirma.

Denúncia

Ainda na gravação o advogado diz que fez uma notificação que será entregue ao presidente da Câmara de Aurora comunicando que o irmão do vereador Sharlys, por ter sido condenado, está proibido de exercer cargo público por 6 anos.

No vídeo, Félix também diz que irá levar as denúncias ao Ministério Público Estadual (MPE). 


Já na entrevista por telefone, ele disse que ainda não tem certeza se apresentará as provas que afirma ter. “Eu estou elaborando um documento, mas posso ou não levar ao Ministério Público, vai depender de como as coisas vão se desenrolar”.

Apesar de ser filiado por ora ao PDT e já ter concorrido ao cargo de vice-prefeito nas eleições de 2008, Félix afirma que não tem pretensões políticas por enquanto.

Respostas

Em contato com o Conexão Tocantins, o prefeito Aloilson Cardoso afirmou que as denúncias do advogado seriam pelo fato do mesmo ter tido o seu contrato com o município cancelado. 


Segundo o prefeito, o contrato venceu em 31 de dezembro e não foi renovado. “Ele não quer aceitar a demissão. Cancelei o contrato com ele e ele não quer aceitar isto”, disse.

O prefeito afirmou que vai mover uma ação contra o advogado. “Até o momento eu não tinha movido, eu gosto é de paz, tranquilidade, mas ele está fazendo por onde a gente mover ação contra ele. 


Minha vida é um livro aberto não tem pendência de nada, não devo nada a ninguém. Se tem alguma coisa que eu fiz de errado foi com aval dele, porque tudo que eu faço, as minhas atitudes têm aval jurídico”, frisou o prefeito.

Aloilson Cardoso foi eleito prefeito em 2012, reeleito em 2016 e diz que sua “identidade é limpa”.

Já a primeira-dama questionou a fala do advogado de que ela teria mandado recado para ele. “Eu não mandei recado nenhum pra ele. Se alguém levou para ele foi como fofoca. 


Só que após este vídeo aí deu para todo mundo ver que realmente um advogado não tem ética! E assim, quando ele fala que o procurei para um processo de inventário, não foi isto. 

O que aconteceu é que ele trabalhava na prefeitura e meu esposo pediu para ele acompanhar o processo de inventário de meu pai, sim. Só que ele como jurídico se não podia fazer, ele teria de ter falado que não podia. Só que ele fez o serviço e agora para me prejudicar está falando que falou que fazia particular. Em momento algum ele falou. 

Quem procurou ele foi meu esposo. Pede para ele apresentar o contrato que eu assinei que eu devo para ele. 

Ele está fazendo isto para me difamar. Todo mundo na cidade sabe quem sou eu, meu marido e quem é ele”, concluiu a primeira-dama.

O Conexão Tocantins também tentou contato com o vereador Sharlys Divino, mas as ligações para o telefone não foram completadas. O espaço para manifestação continua aberto.


Fonte e texto: Conexão Tocantins 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.