quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Justiça bloqueia bens do prefeito de Novo Jardim (TO)


O juiz da 1ª Vara Cível de Dianópolis (TO), Jossanner Nery Nogueira Luna , decretou a indisponibilidade de todos os bens imóveis e móveis do prefeito de Novo Jardim, Antonio Arlindo Cipolatto e de mais quatro empresários.

Ação proposta pelo Ministério Público do Tocantins denuncia supostas fraudes em licitação pública, através de locação irregular de veículos, execução e manutenção de estradas, manutenção de veículos e nepotismo.

Além do prefeito Arlindo, outras quatro empresas também tiveram seus bens bloqueados.


O juiz Jossanner Nery determinou que fosse comunicado com urgência aos Cartórios de Registros de Imóveis de Novo Jardim-TO sobre a indisponibilidade dos bens imóveis e eventual quinhão hereditário que lhe forem transferidos por inventário ou arrolamento dos requeridos.

Também determinou que o DETRAN-TO informasse sobre veículos registrados em nome dos requeridos e que restringisse a alienação em razão da indisponibilidade dos carros.

Outra medida foi a indisponibilidade dos valores em dinheiro nas contas bancárias dos requeridos, o qual deve ser efetuado através do sistema BACENJUD.

A decisão do juiz foi em resposta à Ação Civil de Improbidade Administrativa promovida pelo Ministério Público Estadual que denunciou as supostas ações criminosas promovida pelo prefeito Arlindo Cipolatto na administração de recursos públicos do município de Novo Jardim (TO). 


Fonte: Tocantins24h



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.