quarta-feira, 17 de julho de 2019

MP ingressa com ação para garantir funcionamento de delegacia da Polícia Civil em Flores de Goiás


O Ministério Público de Goiás (MP-GO) ingressou com ação cautelar contra o Estado de Goiás para garantir o funcionamento da delegacia de Polícia Civil (PC) em Flores de Goiás. O município tem cerca de 12 mil habitantes e fica a 436 quilômetros de Goiânia.

De acordo com o promotor substituto da comarca, Samuel Fonteles, foi informado que a unidade só funcionava uma vez por semana, às quartas-feiras. foram feitas duas visitas, uma em maio e outra em junho. 

Nas duas vezes a delegacia estava fechada nos dias que deveria funcionar.

“Já causa estranheza, por se tratar de um serviço público, o atendimento semanal, mas nem isso está sendo feito”, conta o promotor. 

O delegado responsável afirmou à promotoria que a falta de verba seria o motivo do escalonamento de atendimento. “Entendemos que os recursos são escassos, mas existe o mínimo a ser assegurado à população”, reitera Samuel.

De acordo com o promotor, descobriu-se ainda que um profissional, que não é da PC, seria o responsável por abrir a delegacia às quartas-feiras. “É um parente de um policial militar. Nos informaram que, quando a delegacia é aberta, por volta das 13h30 já é fechada novamente”, completa.

A estimativa é que em uma semana a Justiça avalie e emita uma decisão. Segundo o promotor, é provável que o juiz se sensibilize e providencie de imediato um estudo para designar quantos servidores serão necessários para atender a demanda com pleno funcionamento.

Em nota, o Estado de Goiás, por meio da Procuradoria-Geral do Estado, informou que ainda não foi notificado da ação.

Fonte: Mais Goiás

Vergonha nacional: imprensa continua repercutindo o calote recebido por Xand Avião e fans em Campos Belos (GO)


A imprensa nacional deu destaque ao calote recebido pelo cantor Xand Aviões e por fans do cantor na cidade de Campos Belos, onde faria um show no último domingo (14), às 18h, na XXVI Exposição Agropecuária de Campos Belos (GO). 

Acompanhe as notícias nos links abaixo: 

Cantor Xand Avião toma atitude após levar calote

Xand Avião não realiza show por falta de pagamento em Goiás; assista

Xand Avião é vítima de duro calote e abandona apresentação: “Não depende só de mim”

Excesso de cortesias levou a cancelamento de show de Xand Avião em Campos Belos, diz empresa

Xand Avião tem show cancelado por falta de pagamento

Mais Xand Aviões: empresa Servttec assume responsabilidade por cancelamento, publica outra nota no Instagram e orienta sobre devolução de dinheiro


A SERVTTEC informa que, infelizmente, devido a circunstâncias imprevistas, o XAND AVIÃO SUNSET, que ocorreria nas cidade de CAMPOS BELOS DE GOIÁS, no dia 14 de Julho de 2019, respectivamente, foi cancelado.

Diante disso, a SERVTTEC informa que prosseguirá com os estornos dos valores face dos ingressos em até 60 dias, contados do contato que o cliente, titular da compra, deverá fazer através de nossos canais online: Servttec@hotmail.com (e-mail). 


O estorno será processado de acordo com a forma de pagamento utilizada no ato da compra, isto é:

Para as compras efetuadas em cartão de crédito, o estorno do valor será solicitado à operadora do cartão, a partir do prazo informado, que disponibilizará o crédito em fatura seguinte ou subsequente; 

Para as compras realizadas em cartão de débito, o estorno do valor será solicitado à operadora do cartão, a partir do prazo informado, que disponibilizará o crédito em conta bancária vinculada ao cartão. 

Para as compras efetuadas em dinheiro, a devolução se dará mediante depósito bancário, a partir do prazo informado.

Atente-se que, a disponibilização do crédito em fatura e/ou conta corrente, para pagamentos feitos via cartão de crédito e/ou débito, dependem da data de fechamento da fatura e dos trâmites operacionais do banco, respectivamente.

Por fim, o produtor do Evento, abaixo identificado, para a prestação de serviço de comercialização e gestão dos ingressos em seus pontos de venda, sendo a responsabilidade pela realização, organização e devolução dos valores pagos pelos ingressos aos consumidores estritamente do produtor, a saber:
SERVTTEC COMÉRCIO E SERVIÇOS
Agradecemos a atenção.

Att.
Equipe de Relacionamento


---------------------------------------------------------


(AOS FORNECEDORES)

Olá,

A “ SERVTTEC COMÉRCIO E SERVIÇOS” informa que, infelizmente, devido a circunstâncias imprevistas, o XAND AVIÃO SUNSET, que ocorreria nas cidade de CAMPOS BELOS DE GOIÁS, no dia 14 de Julho de 2019, respectivamente, foi cancelado.

Diante disso, a SERVTTEC informa que prosseguirá com o pagamento dos FORNECEDORES em débito em até 30 dias, contados do contato que o fornecedores/prestador de serviços , deverá fazer contato através de nossos canais online: Servttec@hotmail.com (e-mail). Agradecemos a atenção.

Att.
Equipe de Relacionamento

terça-feira, 16 de julho de 2019

Cancelamento de show de Xand Aviões: Sindicato Rural emite segunda Nota Oficial à imprensa




O Sindicato Rural de Campos Belos confirma a veracidade da sua Nota Oficial publicada no Blog do Dinomar Miranda dia 14/07/2019, reafirmada por outras mídias.

Munidos de documentos e comprovantes reais o Ministério Público foi acionado, bem como outros órgãos competentes, afim de que a Servttec repare os danos causados a população que compraram seus ingressos, paguem os hotéis da cidade nos quais hospedaram o Neto (Sevttec), André (Servttec e Festa Euro Goiânia), e demais integrantes, paguem os fornecedores de bebidas, companhia de rodeio, palco, gerador, Sindicato Rural que locou o espaço e outros. 

Desde já deixamos claro que todo manuseio e arrecadação de dinheiro provenientes das vendas de ingressos e bebidas foram coletados e manuseados apenas pelos organizadores da Servttec. 

O Sindicato Rural de Campos Belos e a empresa Servttec firmaram contrato registrado em Cartório, deixando claro os deveres e direitos de cada parte. 

Em momento algum houve retaliação ou ameaça aos organizadores e produtores do evento, houve sim, a cobrança e o monitoramento para que tudo ocorresse conforme combinado. 

O Sindicato não contratou nenhum show, todos foram contratados pela Servttec, a qual seria a responsável pelo pagamento dos mesmos. 

No sábado, as 19:30 horas nos foi informado que faltava 30 mil para o Kleo Dibah subir no palco, então o Neto (Servttec) pediu ajuda do Sindicato para cobrir essa diferença, sendo prontamente atendido.

Na madrugada do domingo questionamos como estaria o pagamento do Xand Aviões, quando, Neto e André (Servttec e Festa Euro Goiânia) afirmaram que já teriam pago 55 mil e restavam ainda 145 mil.

Mas estariam providenciando este capital, já havendo vários cobradores atrás dos mesmos. 

Percebemos que estavam fugindo dos compromissos e que suas palavras não coincidiam com seus atos, chegando a afirmar que na bilheteria do show de sábado teria arrecadado apenas 500 reais.

Que no bar principal comandado pela Servttec teria apurado apenas R$ 1.263,00 e não seria possível pagar os colaboradores.

Passaram a não atender telefones e não se apresentaram no evento. Preocupado, de imediato acionamos o Delegado da Polícia Civil, o qual acompanhou de perto todo desenrolar dos fatos daí em diante. 

A banda do Xand Aviões chegou na cidade, porém seu empresário tentou negociar com o André (Servttec e Festa Euro Goiânia), contratante da mesma, até as 16:30 horas. 

O Presidente do Sindicato Rural, Wesley Oliveira, propôs assumir a dívida restante para que a banda subisse ao palco e efetuasse a apresentação, com recursos próprios, visto que o Sindicato não possui recursos financeiros suficientes para tal, tanto que, terceiriza a parte de entretenimento da exposição agropecuária com o objetivo de trazer o melhor para nossa população. 

Com o apoio solidário de alguns associados do Sindicato Rural, levantamos parte desse valor e fomos ao hotel para garantir o pagamento ao Xand Avião, porém foi exigido pelo empresário que teríamos que quitar tudo em minutos, em pleno domingo. 

Tornou-se inviável levantar 145 mil em espécie (dinheiro) nesse curto tempo, além do que haviam solicitado ao Xand retornar ao Aeroporto não havendo mais contato com o mesmo. 

Sem outra alternativa, pagamos a Bia Ferraz, negociamos e pagamos outra banda, gerador, som e atendemos o público presente (cerca de 10 mil pessoas) de portões abertos, gratuitamente.

Quanto às cortesias relatadas pela Servttec, informamos que todas foram impressas pelos organizadores do evento, ou seja, pela própria empresa que administrava o equipamento emissor de ingressos.

Esse volume deu-se pelo fato de que os compradores dos camarotes (22 área do show e 5 internos da Boate Euro) recebiam 10 cortesias por camarote, para acesso ao evento, cada espaço deste custavam 3 mil reais e todos foram vendidos (270 cortesias). 

Segundo o André seria mais rentável para eles imprimir cortesias porque pagariam para a empresa Meu Bilhete R$ 0,50 centavos por ticket impresso, ao invés de pagar percentual, assim também, foram impressos 150 cortesias para filiados ao Sindicato.

O que estava previsto no momento da celebração do contrato conforme cláusula 5.10, os organizadores forneceram também cortesias em troca de fornecimento de produtos e serviços, como exemplo, somente para o fornecedor dos extintores foram entregues 12 cortesias, e por aí em diante.

O Sindicato não entregou nenhuma cortesia que não fosse as que havia direito prevista em contrato e fornecidas pela Servttec.

O Sindicato está, juntamente com todos que foram lesados, em busca, por vias legais, do ressarcimento dos prejuízos causados.


Informamos ainda que a população educadamente, bem como a diretoria do Sindicato, em momento algum, agiu com agressividade ou ameaça à equipe da Servttec e seus colaboradores, apenas foi cobrado o que foi pactuado formalmente em contrato. 

Estamos à disposição para maiores informações e esclarecimentos sempre de forma comprobatória com documentos e mais ainda, testemunhas reais.

Todos os presentes ficaram surpresos com a fuga inesperada da equipe da Servttec, pulando a janela da sede do Sindicato Rural, entraram em seus carros com destino desconhecido.

Hoje, 16/07/2019 a Servttec publicou na página que ela administra no instagram @expoagrocamposbelos o procedimento para devolução dos ingressos e ressarcimento dos fornecedores e colaboradores, deixando claro também, que o Presidente do Sindicato Rural de Campos Belos Wesley Oliveira NÃO tem responsabilidade alguma com o ocorrido, sendo os únicos responsáveis os organizadores da empresa Neto e André (Servttec) e da Festa Euro (boate instalada no evento e organização do evento efetuado pelo André - Festa Euro @festaeuroficial).

Campos Belos, 16 de Julho de 2019
Wesley Oliveira
Presidente do Sindicato Rural de Campos Belos 

Inscrições para o Vestibular 2020/1 da UFT serão abertas a partir do dia 25 de julho


A Comissão Permanente de Seleção da Universidade Federal do Tocantins (Copese/UFT) lançou na tarde desta quinta-feira (11) o Edital de Abertura do Vestibular UFT 2020/1 para preenchimento de vagas nos cursos de graduação da instituição.

As inscrições serão feitas exclusivamente pela Internet no endereço eletrônico http://www.copese.uft.edu.br que terão início no dia 25 deste mês, a partir das 10h, e seguirão até às 23h59 do dia 14 de agosto. 


A taxa de inscrição é R$ 120.

Serão ofertadas 943 vagas, distribuídas entre 50 cursos. As vagas serão distribuídas em três modalidades de concorrência – Reserva Legal de Vagas, Ações Afirmativas UFT e Ampla Concorrência (AC).

As provas serão aplicadas no dia 27 de outubro nas cidades: Araguaína, Arraias, Gurupi, Miracema, Palmas, Porto Nacional e Tocantinópolis.

O Edital de Abertura deste Vestibular pode ser acessado no site da Copese.


Fonte: UFT

Show: eclipse lunar no Tocantins





Imagens: Ismael Carlos 

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Vamos Sorrir: filho de juiz é outro nível!

Lado bom da festa: Pablo Xavier, da Prata, vence rodeio de Campos Belos, na XXVI Expoagro



Não só notícias ruins vem da XXVI Expoagro Campos Belos, principalmente e apesar da ausência de Xand Aviões, a grande atração da XXVI Expoagro.

Na verdade, um verdadeiro trauma coletivo. 

A boa notícia veio da competições de rodeio. O grande vencedor foi literalmente uma "prata da casa". 

Pablo Xavier, do Distrito da Prata, em Monte Alegre de Goiás, foi declarado o super campeão em montarias de touros.

Pablo Xavier arrasou com concorrentes, oriundos de várias cidades de Goiás e de outros estados. 

Sua montaria em touro foi impecável em todos os dias da competição. 

"Era o maior sonho da vida dele, que foi realizado com muito orgulho para o povo pratense. A Prata está em festa", disse um amigo e conterrâneo. 

Assista a uma das montarias em touro:



"Pavão Misterioso" agita o Twitter. Treta ainda não apareceu nos jornais e sites de notícias


Crianças vítimas de acidente com van são transferidas de helicóptero para hospital de Palmas



Duas crianças vítimas de um acidente com uma van, na região sudeste do estado, estão sendo transferidas para o Hospital Geral de Palmas em um helicóptero. 

O acidente foi nesta segunda-feira (15) na TO-040, perto de Novo Jardim, e deixou dois mortos e mais de 30 feridos. As vítimas transferidas têm 4 meses e 7 anos.
A aeronave usada no resgate é da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Um coronel da Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) informou que as duas crianças estavam no Hospital Regional de Dianópolis. 

O estado de saúde delas é grave.
A previsão é que as vítimas cheguem ao Hospital Geral de Palmas (HGP) por volta das 14h40, onde vão ser internadas.

O acidente

Um acidente envolvendo uma van deixou duas pessoas mortas e pelo menos 30 feridas, na manhã desta segunda-feira (15). 

As vítimas que não resistiram aos ferimentos foram identificadas como Altair Antônio Martins, que morreu no local, e Nathália Ursino Albuquerque, que chegou a ser socorrida com vida.

Segundo os bombeiros, o motorista e 35 passageiros estavam no veículo quando o acidente aconteceu. Algumas vítimas tiveram ferimentos mais graves, como fraturas expostas e fratura na bacia.

Informações preliminares indicam que a van tinha saído de Novo Alegre com destino a Palmas.

Fonte: G1

Mais Goiás: Excesso de cortesias levou a cancelamento de show de Xand Avião em Campos Belos, diz empresa



O cantor Xand Avião cancelou, de última hora, a apresentação que faria na Exposição Agropecuária de Campos Belos. Segundo o artista, por falta de pagamento. 


Em nota Sindicato Rural do município, um dos responsáveis pela organização do evento, culpou uma empresa terceirizada, Servttec, pelo contratempo. O texto afirma que a empresa “deixou de honrar compromissos básicos”.

A história da empresa é outra. A Servttec culpa o Sindicato Rural de distribuição “absurda” de cortesias e acusa a entidade de intimidação. Além disso, em nota publicada no Instagram da Exposição, afirma que o SR agiu “de forma desonesta e faltou com verdade na nota oficial”.

“A Servttec afirma que cumpriu tudo que foi acordado, mas diante da distribuição ‘absurda’ de cortesias, a arrecadação proveniente dos ingressos foi baixa e causou diversos prejuízos”, lê-se no texto. 


Segundo a empresa, ao todo, tiveram um prejuízo de mais de R$ 136 mil com ingressos gratuitos, “que poderia ter sido utilizado para sanar acontecimentos como o cancelamento do show Xand Avião”.

Servttec rebate outros pontos

A empresa terceirizada também explica que o dinheiro desembolsado pelo Sindicato Rural para a realização do show do cantor Kleo Dibah era de obrigação da entidade, ao contrário do que foi dito na nota. 


Segundo a Servttec, o SR deveria depositar R$ 100 mil do próprio caixa, mas só pagou R$ 16 mil.Ainda sobre o show de Xand Avião, a empresa disse que o presidente do Sindicato, Wesley Oliveira “foi autoritário, com insultos e ameaças de morte aos empresários”. Isso, conforme o texto, também inviabilizou uma tentativa de fazer o show acontecer.

Sobre funcionários da empresa ‘tomarem fuga’ da cidade, a Servttec respondeu que: “Proprietários e funcionários da empresa foram impedidos de sair da sede do sindicato e foram surpreendidos com pedradas, o que os obrigaram a sair do local pela janela”.

A Servittec afirmou que fez um boletim de ocorrência. (leia a nota completa abaixo)

O Mais Goiás entrou em contato com Wesley Oliveira, presidente do Sindicato Rural de Campos Belos, mas as ligações não foram completadas.

Leia a nota da Servttec sobre o show de Xand Avião em Campos Belos:

A Servttec informa, por meio de sua assessoria de imprensa, que o Sindicato rural de Campos Belos, agiu de forma desonesta, e faltou com a verdade em sua nota oficial.

A Servttec afirma que cumpriu tudo que foi acordado, mas diante da distribuição “absurda” de cortesias, a arrecadação proveniente dos ingressos foi baixa e causou diversos prejuízos.

Sobre o show de Kleo Dibah, o Sindicato que tinha a obrigação de depositar do seu próprio capital de giro cerca de R$ 100 mil reais (cem mil reais), porém o pagamento só foi realizado no sábado, no valor de R$ 16 mil reais.

Atento às faltas de pagamento por parte do Sindicato Rural de Campos Belos e os desacordos junto à empresa, a Servttec se viu obrigada a cancelar o Show do Xand Avião. 

Durante uma tentativa de negociação para a viabilidade do evento, o presidente do Sindicato Rural de Campos Belos Wesley Oliveira foi autoritário, com insultos e ameaças de morte aos empresários, ameaças que se estenderam inclusive à esposa de um dos empresários.

A Servttec também informa que foi vítima de tentativa de intimidação por parte do pessoal ligado ao presidente do Sindicato Wesley Oliveira. Proprietários e funcionários da empresa foram impedidos de sair da sede do sindicato e foram surpreendidos com pedradas, o que os obrigaram a sair do local pela janela.

As pessoas que foram ameaçadas já registraram boletim de ocorrência na delegacia da cidade e estão a disposição da justiça para qualquer esclarecimento.

Desde já a Servttec informa que agiu com lisura, responsabilidade durante todo evento. Qualquer e total falha na pecuária se deram por desacordos e falta de compromisso por parte Sindicato Rural de Campos Belos, representado pelo seu presidente Wesley Oliveira.

Somos uma empresa séria e trabalhamos com objetividade e dados. Portanto, por respeito a todos vocês, tornaremos pública a lista de quantidade de cortesias emitidas pelo Sindicato Rural de Campos Belos".Servtecc

Fonte e texto: Mais Goiás

Deu em "O Popular": Show de Xand Avião é cancelado em Campos Belos e empresários goianienses fogem pela janela



Embora muito aguardado, não aconteceu na tarde de domingo, dia 14, em Campos Belos, região nordeste de Goiás, o show de Xand Avião para encerrar a 26ª Exposição Agropecuária do município. 


O cancelamento da apresentação do cantor de forró por falta de pagamento total do cachê causou indignação tanto pela ausência em si como pelos prejuízos causados e levou a uma troca de acusações entre o sindicato rural da cidade e a empresa responsável por levar o show ao município. 

Até o próprio cantor se manifestou nas redes sociais.

Xand Avião foi contratado pela empresa Servttec.com, terceirizada pelo Sindicato Rural de Campos Belos, para encerrar a festa agropecuária. 

O show estava marcado para às 18 horas, mas no meio da tarde quando estava na cidade de Combinado (TO), a caminho de Campos Belos, o cantor foi informado de que apenas 50% do cachê tinha sido pago. 

"Fiquei muito triste, a gente faz o que gosta, mas também precisávamos receber porque tem vários músicos que dependem desse cachê", disse Xand Avião em vídeo publicado em seu perfil no Instagram.

O Sindicato Rural de Campos Belos divulgou nota oficial dando sua versão para o que ocorreu, e o presidente da entidade, Wesley Oliveira, também gravou um vídeo no qual pediu desculpas à população e afirmando que a entidade também foi vítima. 

Ele disse que ficou sabendo na madrugada anterior que a Servitec.com, não havia honrado o compromisso definido em contrato registrado em cartório. 

Wesley tentou negociar com o empresário de Xand Avião, mas diante do alto valor exigido para um domingo, R$ 145 mil, não houve condições de realizar o show.

Na nota oficial, o Sindicato afirma que a Servttec.com deixou outras dívidas no município com "hotéis, distribuidoras, fornecedores, companhia de rodeios, fogos, dentre outros". Conforme Wesley Oliveira, os responsáveis pela empresa, "ao se sentirem acuados", desapareceram de Campos Belos pulando a janela do sindicato rural. 

O presidente do Sindicato Rural disse que já denunciou o caso ao Ministério Público e à Polícia Civil para que providências cabíveis sejam tomadas. Conforme Wesley Oliveira, a empresa "já teria dado calote" anteriormente.

Já a Servittec informou, em nota divulgada no perfil da empresa no Instagram, que foi o sindicato que agiu “de forma desonesta e faltou com a verdade”. 

“A Servittec afirma que cumpriu tudo que foi acordado, mas diante da distribuição "absurda" de cortesias, a arrecadação proveniente dos ingressos foi baixa e causou diversos prejuízos”, informou.

Ainda segundo a empresa, dos R$ 100 mil acordados para o sindicato depositar, foram pagos apenas R$ 16 mil. “Atento às faltas de pagamento por parte do Sindicato Rural de Campos Belos e os desacordos junto à empresa, a Servittec se viu obrigada a cancelar o Show do Xand Avião.”

A Servittec ainda acusa Oliveira de ter feito insultos e ameaças de morte aos proprietários da empresa, além de ter tentado intimidar os empresários. 

“Proprietários e funcionários da empresa foram impedidos de sair da sede do sindicato e foram surpreendidos com pedradas, o que os obrigaram a sair do local pela janela.” 

A empresa diz também que fez registro de boletim de ocorrência na delegacia da cidade.

Ao contrário do que foi publicado mais cedo pelo POPULAR, a empresa que levaria Xand Avião para Campos Belos não tem relação com os responsáveis pela Festa Euro 2019, que ocorre em Goiânia, no dia 3 de agosto.


Fonte: O Popular

Site "Mais Goiás", um dos mais lidos do estado, repercute cancelamento de show de Xandi Aviões em Campos Belos (GO)



Um dos jornais digitais mais lidos no estado de Goiás, o Mais Goiás, também repercutiu o cancelamento do show de Xandi Aviões em Campos Belos, neste domingo (14).

Segundo o mais Goiás, de última hora, o cantor Xand Avião cancelou um show que faria no município de Campos Belos, em Goiás. 


O artista era uma das atrações da Exposição Agropecuária do Município e alegou, via Stories no Instagram, falta de pagamento do contratante.

“Saímos de Brasília e pousamos em Luís Eduardo Magalhães (BA), cidade a 200 km de Campos Belos”, disse. 

“Quando cheguei em uma cidade chamada Combinado (TO) para lanchar, a produção me passou que o rapaz não honrou com o que tinha combinado e não havia depositado nem 50% do valor do nosso cachê”, explicou o artista.

Leia a íntegra da matéria, que também cita a Nota do Sindicato Rural de Campos Belos.

Nove pessoas feridas em acidente com van são transferidas de hospitais



Nove pessoas feridas em um acidente na TO-040, próximo de Novo Jardim, foram transferidas de hospitais. 

De acordo com a direção do Hospital Regional de Dianópolis, os casos são graves, como fraturas expostas, fraturas na bacia e suspeita de traumatismo craniano.

O acidente aconteceu nesta segunda-feira (15) e deixou dois mortos e pelo menos 30 feridos. Duas crianças foram levadas de helicóptero 
para o Hospital Geral de Palmas. 

Um homem precisou ser resgatado de UTI aérea, também para o HGP.

Outras seis pacientes estão sendo levados para hospitais de Porto Nacional e Gurupi. Ambulâncias de Rio da Conceição, de Ponte Alta e de Porto fazem o transporte das vítimas.

Segundo a Secretaria de Saúde, bolsas de sangue estão sendo encaminhadas para as unidades que estão recebendo as vítimas do acidente.

O caso

Um acidente envolvendo uma van deixou duas pessoas mortas e pelo menos 30 feridas, na manhã desta segunda-feira (15). 

Segundo os bombeiros, o motorista e 35 passageiros estavam no veículo quando o acidente aconteceu. A van saiu da pista e capotou. 

Os passageiros que não resistiram aos ferimentos são Altair Antônio Martins, que morreu no local, e Natalina Ursino Albuquerque, que chegou a ser socorrida com vida.

Algumas vítimas tiveram ferimentos mais graves. Informações preliminares indicam que a van tinha saído de Novo Alegre com destino a Palmas. As causas do acidente devem ser investigadas.


Fonte: G1

Em vídeo, Xand Aviões vai às redes sociais explicar porque cancelou show em Campos Belos (GO)


Deu no jornal "O Dia", do Rio de Janeiro: Xand Avião tem show cancelado por falta de pagamento




Xand Avião tem show cancelado por falta de pagamento. A apresentação aconteceria domingo, na exposição agropecuária da cidade de Campos Belos, em Goiás. 

O cantor, por ordem de seus empresários, voltou da metade do caminho, justamente porque os organizadores da exposição não depositaram o valor referente ao cachê do show. 

O sindicato rural da cidade culpou a empresa responsável pela contratação dos artistas pelo não repasse dos cachês acordado com o artista.

Acidente com van mata duas pessoas e deixa mais de 30 feridas na TO-040, em Novo Jardim (TO)



Um acidente envolvendo uma van deixou duas pessoas mortas e pelo menos 30 feridas, na manhã desta segunda-feira (15). 

As vítimas que não resistiram aos ferimentos foram identificadas como Altair Antônio Martins, que morreu no local, e Natalina Ursino Albuquerque, que chegou a ser socorrida com vida. 

O caso aconteceu na TO-040, perto de Novo Jardim, região sudeste do Tocantins.

Segundo os bombeiros, o motorista e 35 passageiros estavam no veículo quando o acidente aconteceu. Algumas vítimas tiveram ferimentos mais graves, como fraturas expostas e fratura na bacia.

A Polícia Militar esteve no local e informou que o veículo pode ter tombado após o motorista perder o controle. 

O Corpo de Bombeiros também faz atendimento às vítimas e disse que ambulâncias de municípios vizinhos foram acionadas para ajudar no socorro aos feridos.

Informações preliminares indicam que a van tinha saído de Novo Alegre com destino a Palmas. O Corpo Bombeiros informou que as vítimas com ferimentos mais graves devem ser transferidas para um hospital de Palmas.

Fonte: G1

A pedido do MP-GO, Justiça determina bloqueio de bens do prefeito de Campos Belos


Atendendo pedido do Ministério Público de Goiás (MP-GO) em ação civil pública (ACP) por ato de improbidade, o juiz Marcelo Alexander Carvalho Batista concedeu liminar determinando a indisponibilidade de bens do prefeito de Campos Belos, Carlos Eduardo Pereira Terra, até o valor de R$ 750 mil. 

O objetivo é garantir o pagamento de multa civil, sem prejuízo de eventual ressarcimento ao erário.

De acordo com a ACP, o prefeito Carlos Eduardo Pereira Terra editou o decreto 072/2019, em meados do mês de junho deste ano, suspendendo todas as despesas referentes ao município, por falta de orçamento. 

A medida incluía serviços essenciais como saúde, educação, transporte público e escolar, entre outros. No entanto, manteve a programação da festa denominada Arraia Belo.

Segundo os promotores Bernardo Monteiro Frayha e Úrsula Catarina Fernandes da Silva Pinto, na ACP, ao editar o decreto suspendendo todas as despesas do município, o prefeito utilizou o decreto com “fins políticos e espúrios, como forma de pressão sobre a Casa Legislativa municipal, colocando o povo contra os vereadores”. 

Foram suspensos todos os serviços do município e determinada a redução da carga horária de transporte escolar e merenda a todos os alunos da rede pública municipal de ensino; suspensão de todos os serviços inerentes à saúde, como cirurgias, transporte de pacientes e exames, entre outros.

O decreto municipal suspendeu também o patrolamento das estadas vicinais, coleta de lixo, manutenção viária e de todos os pagamentos, sem qualquer ressalva. Liminarmente, em outra ACP, o MP-GO conseguiu sustar os efeitos do decreto. 

O decreto, de acordo com a decisão judicial, não apresentou justificativa adequada e concreta para a suspensão do orçamento do município, apenas diz que não tem verba para custeio dos serviços, “esquecendo-se que o administrador público não pode opor a reserva do possível ao mínimo existencial”.

De acordo com o magistrado, os serviços suspensos estão relacionados ao mínimo existencial, com serviços essenciais à efetivação de direitos fundamentais, “irrenunciáveis e impassíveis de suspensão pelo administrador público, mesmo diante de uma situação calamitosa ou de grave comprometimento das despesas, o que não foi comprovado ou sequer demonstrado pelo gestor no momento da elaboração do decreto”. 

Segundo Marcelo Alexander, o município, mesmo alegando falta de recursos, manteve a realização do Arraia Belo, entre os dias 27 e 29 de junho, sendo absolutamente incoerente haver verba para festa pública e não ter para os demais serviços e despesas, mesmo os mais urgentes e essenciais.

Decreto suspenso

Em outra ACP, no final do mês de junho, o juízo de Campos Belos concedeu liminar suspendendo os efeitos do decreto municipal, por inconstitucionalidade e ilegalidade. 

O Decreto nº 72, editado em 14 de junho deste ano, segundo os promotores Bernardo Monteiro Frayha e Úrsula Catarina Fernandes da Silva Pinto, viola os princípios constitucionais de eficiência e continuidade do serviço público.

Além da inconstitucionalidade, o decreto possui vícios legais, uma vez que o artigo 84 da Lei Orgânica de Campos Belos, que regulamenta a expedição de decreto municipal, não admite a suspensão dos serviços públicos e pagamentos de despesas. 

Sobre a alegação de falta de orçamento, os promotores lembram que o artigo 169 da Constituição prevê medidas de contenção de gastos, como a redução do número de funcionários comissionados e exoneração de servidores não estáveis.

O crédito suplementar depende de aprovação da Câmara Municipal e, por isso, o prefeito afirmou no decreto que, se o município não conseguir suplementação do orçamento, os serviços públicos teriam de ser suspensos. 

Assim, segundo a ação, o prefeito colocou a responsabilidade em cima dos vereadores. 

Tal atitude torna o decreto ilegal, por desvio de finalidade, uma vez que o ato administrativo serviu como tentativa inadequada de obter aprovação do Poder Legislativo. 

Fonte: MPGO 

domingo, 14 de julho de 2019

Xand já tinha anunciado o show e retornou quando estava em Combinado (TO). Voltou no mesmo rastro




O cantor Xand Aviões já estava próximo de Campos Belos (GO), quando foi avisado de que não teria mais o show na cidade, na XXVI Expoagro, devido ao não pagamento total do cachê.

O avião do cantor pousou em Luiz Eduardo Magalhães (BA), onde o aeroporto opera com instrumentos noturnos, e se dirigiu a Campos Belos na tarde deste domingo.

No entanto, quando já estava na cidade de Combinado (TO), a 40 km de distância, foi avisado sobre a inadimplência e da impossibilidade da não realização do show.

O cantor, que já tinha avisado em suas redes sociais sobre o show em Goiás, voltou no próprio rastro.



Cantor lanchou em Combinado (TO)

Em vídeo, presidente do Sindicato Rural de Campos Belos diz que vai tomar todas as medidas cabíveis pelo cancelamento do show de Xand Avião. "Fomos vítimas também"


Sindicato Rural de Campos Belos emite Nota à Imprensa



Nota à imprensa 

O Sindicato Rural de Campos Belos, na pessoa do seu presidente, Wesley Oliveira, vem a público explicar à sociedade sobre o cancelamento do show musical do cantor “Xand Avião”, previsto para ocorrer neste domingo (14), durante a XXVI Exposição Agropecuária de Campos Belos. 


Primeiramente e antes de mais nada pedimos desculpas à sociedade, às pessoas que compraram ingressos e a todos aqueles que de maneira direta ou indiretamente estavam ligadas ao evento.

Sobre o episódio, é importante esclarecer que:

1. O Sindicato Rural de Campos Belos é tão vítima do lamentável episódio, quanto o querido público que comprou os ingressos e sempre confiou na credibilidade desta Instituição.

2. A fim de não utilizar o capital próprio do Sindicato Rural de Campos Belos, que tem uma baixa arrecadação, a entidade tomou a iniciativa de terceirizar a realização dos shows e da comercialização de bebidas à empresa Servttec.com, de Goiânia, especializada na promoção de shows em diversas cidades de Goiás e de outros estados, inclusive na “Festa Euro”, promovida anualmente na capital goiana.

3. Para terceirizar o serviço, o Sindicato Rural formalizou, no início do ano, o contrato com a referida empresa para promover os shows, vendas de ingressos e comercialização de bebidas, inclusive com uma multa por rescisão contratual de R$ 200,000.00 (duzentos mil reais).

4. Ocorre que durante a realização do evento, a empresa e seus funcionários começaram a apresentar uma série de problemas, inclusive de transparência, trazendo uma suposta baixa arrecadação de bilheteria e vendas de bebidas.

5. Atrelado à falta de transparência, a empresa Servttec.com deixou de assumir diversas responsabilidades financeiras, inclusive com a equipe de Rodeio, da montagem do palco e toldos, todas sob sua responsabilidade. 


Atenta aos diversos problemas apresentados pela empresa terceirizada, a presidência do Sindicato Rural começou a identificar diversas falhas de gerenciamento.

6. Somado a isso, a Servttec deixou de honrar compromissos básicos, como o pagamento dos artistas. No show de Kleo Dibah, por exemplo, para que o mesmo se concretizasse, o Sindicato teve que depositar do seu próprio capital de giro R$ 30.000 (trinta mil reais), por falta de pagamento, então responsabilidade da empresa Servttec.com.

7. Por fim, neste domingo (14), para um dos shows mais aguardado da festa, o de “Xand Avião”, a empresa voltou a faltar com suas obrigações financeiras. Observando que a apresentação artística não poderia ocorrer, o presidente do Sindicato tomou todas as iniciativas e tentou de todas as formas honrar os compromissos não cumpridos pela empresa junto ao empresário do artista. Infelizmente “Xand Avião teve que voltar ao Aeroporto de Luiz Eduardo Magalhães por falta de acordo. 


Ao presidente do Sindicado foi facultado o pagamento de R$ 145 mil, em espécie, em dez minutos. Sem condições de transferência bancária, por ser domingo, e sem acordo (não aceitar cheques ou garantias), o empresário cancelou a apresentação do cantor.

8. É importante esclarecer que a empresa terceirizada também deixou como vítimas, em Campos Belos, diversas empresas, como hotéis, distribuidoras, fornecedores, companhia de rodeios, fogos e dentre outros. Não satisfeitos, os empresários tomaram fuga da cidade, pulando a janela do sindicato, tomando destino ignorado.

9. O presidente do Sindicato e produtores rurais, solidariamente, à vista da fuga dos empresários, uniram-se e arcaram com o pagamento do show de Bia Ferraz e mais uma banda, além da diária do palco, gerador e outros custos, para ao menos finalizar a festa agropecuária com um show com portões abertos.

10. A propósito, o presidente do Sindicato sente muito pelos transtornos e compreende os sentimentos daquelas pessoas que viajaram centenas de quilômetros, foram aos salões, compraram suas roupas e depositaram sua confiança em nossa festa.

11. Dos fatos acima, o Sindicato Rural de Campos Belos comunicou o fato ao Delegado de Polícia, ao Ministério Público de Goiás e procurou os órgãos de imprensa para comunicar os fatos à sociedade, com a máxima transparência.

12. O Sindicato Rural também, por intermédio de seus advogados, estão estudando as medidas judiciais cabíveis para responsabilizar os empresários, assim como as medidas administrativas para a devolução, o mais breve possível, dos valores pagos pelos ingressos.

Campos Belos, 14 de julho de 2019

Wesley Oliveira

Presidente do Sindicato Rural de Campos Belos

Em cima da hora: show de Xandre Aviões cancelado em Campos Belos. Portões foram liberados



O que era para ser um dos shows mais esperado da XXVI Expoagro de Campos Belos (GO), o de Xandre Aviões do Forró, e que ocorreria no fim da tarde deste domingo (14), passou a ser uma tremenda dor de cabeça para os organizadores do Sindicato Rural. 


Tudo porque houve um desacordo entre a Banda do profissional e os organizadores, que não foi solucionado e o show foi cancelado. 

A informação começou a chegar pelo aplicativo Whatsapp no meio da tarde. Temendo boatos, muitas pessoas ligaram para o blog, atrás da informação.

O blog ligou para Wesley Oliveira, presidente do Sindicato Rural de Campos Belos, que confirmou a informação.

O presidente disse que liberou os portões e contratou de forma emergencial um outro cantor, para cobrir o horário de Xande Aviões, mas não explicou os motivos do cancelamento.  

Disse também que vai emitir uma Nota Oficial explicando o ocorrido e a forma de devolução do dinheiro. 

Tão logo a nota seja emitida pelo Sindicato, nós a publicaremos na íntegra.

sábado, 13 de julho de 2019

Fechamento das Rádios Comunitárias e o Jogo de Poder. O Brasil não é para amadores


As palavras de Jean Wyllys


Rapaz de Arraias (TO) desaparecido em Brasília (DF)



Cristiano Ferreira Gomes é natural de Arraias, sudeste do Tocantins, está desaparecido em Brasília. Ele está em tratamento psiquiátrico por conta de uma esquizofrenia e toma remédios controlados. 

Em virtude disso, a família está desesperada e pede ajuda. "Gente!! esse é o Cristiano, um amigo de Arraias-TO. Ele está desaparecido, por favor, ajudem compartilhando. Ele desapareceu em Brasília", relata um amigo. 

Qualquer informação, contate pelo (61) 99187-9612.

Delícia gelada: Após publicação no Blog, boleira cresce e amplia negócio em Campos Belos (GO)




Há dois anos, em agosto de 2017, a leitora Elizângela Guimarães, que estava desempregada à época, procurou o nosso blog para pedir uma publicação, pois estava iniciando a fabricação e comercialização de deliciosos bolos de sorvetes.

Na oportunidade, ela dizia que quem provasse dos bolos de sorvetes fabricados  por ela, jamais esqueceria seus sabores.

E não é que deu certo! 


Esta semana Elizângela Guimarães voltou a nos procurar para agradecer e contar das suas novidades.

"As vendas cresceram, o negócio andou. Comprei um forno industrial, uma máquina de pesar, duas batedeiras, estou trabalhando a todo vapor, Graças a Deus", contou Elizângela. 

Disse também que até o bolo da Caixa Econômica Federal, durante a passagem do caminhão da sorte pela cidade, no sorteio da Mega Sena, foi feito por ela.

E pede mais divulgação. 

Anote aí o zap da Elizângela (62) 99617 4012. O bolo é barato, viu. O quilo está por R$ 35,00

Ouça os áudios de agradecimento




Pai e filha morrem afogados após canoa virar durante travessia na Ilha do Bananal


Pai e filha morreram afogados durante uma travessia no rio Sorrocan, na região da Ilha do Bananal, no sul do estado do Tocantins. 

Daniel Rubens Pereira Costa, de 28 anos, e Laura Medeiros Costa, de 7 anos, estavam em uma canoa que virou e não conseguiram se salvar. 

O acidente aconteceu na noite desta sexta-feira (12).

Testemunhas informaram à Polícia Militar que as vítimas estavam voltando da Ilha do Bananal em uma canoa, por volta das 21h, quando a embarcação começou a encher de água e as vítimas foram submersas. 

Além de pai e filha, o barco transportava também uma mulher, que não teve ferimentos, e uma motocicleta.

Uma testemunha informou que Daniel Rubens tinha ido à Ilha do Bananal para fazer negócios de compra e venda de gado. As vítimas foram encontradas e retiradas do rio por populares.

Os corpos de pai e filha foram levados para o IML de Gurupi e liberados ainda na noite de sexta-feira. Eles estão sendo velados em uma fazenda da região e devem ser enterrados na tarde deste sábado (13).

Outros casos

Um afogamento foi registrado no rio Tocantins também nesta sexta-feira (12). Luiz Soares da Silva, de 53 anos, morreu após pular de um barco para nadar no rio Tocantins, em Praia Norte, na região do Bico do Papagaio. 

Desde o início do ano até agora já são 29 afogamentos registrado no estado.

Fonte: Surgiu 

Câmara aprova texto-base de projeto que regulamenta a vaquejada


O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta semana, por 402 votos a 34, o texto-base do projeto de lei que regulamenta as práticas da vaquejada, do rodeio e do laço no Brasil (PL 8240/17). 


Os deputados continuarão a análise dos destaques apresentados em outra sessão a ser marcada.

A proposta é consequência da Emenda Constitucional 96, que, entre outros pontos, reconhece a vaquejada como um bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro. 


A emenda determinou a regulamentação da prática por uma lei específica, que assegure o bem-estar dos animais envolvidos.

De acordo com o texto aprovado hoje, ficam reconhecidos o rodeio, a vaquejada e o laço como expressões esportivo-culturais pertencentes ao patrimônio cultural brasileiro de natureza imaterial, sendo atividades intrinsecamente ligadas à vida, à identidade, à ação e à memória de grupos formadores da sociedade brasileira.

O relator, deputado Efraim Filho (DEM-PB), defendeu a importância do projeto. “A intenção é regulamentar o bem-estar animal nesses eventos, como a obrigatoriedade de médico veterinário, juiz, tamanho mínimo de curral para evitar o confinamento”, disse.

Por outro lado, a proposta foi criticada pelo líder do Patriota, deputado Fred Costa (MG), que disse que a vaquejada comete “atrocidades contra animais usando a cultura do subterfúgio”. “Esta proposta é um atentado contra os animais.”

Segundo a deputada Marília Arraes (PT-PE), a votação do projeto sobre a vaquejada faz parte de uma “moeda de troca” do governo em busca de apoio da bancada ruralista para a reforma da Previdência (PEC 6/19), que está na pauta do Plenário.

Regras

A proposta aprovada nesta terça-feira define as modalidades que passam a ser reconhecidas como esportivas, equestres e tradicionais. 

Na lista estão, entre outras, o adestramento, o concurso completo de equitação, o enduro, o hipismo rural, as provas de laço e velocidade, a cavalgada, a cavalhada, o concurso de marcha, a corrida, as provas de rodeio e o polo equestre.

O texto determina ainda que deverão ser aprovados regulamentos específicos para o rodeio, a vaquejada, o laço e as demais provas equestres, por suas respectivas associações, no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

Esses regulamentos terão de contemplar regras que assegurem a proteção e o bem-estar dos animais, e prever punições para os casos de descumprimento.

Sem prejuízo de outras leis que tratem do bem-estar dos animais, deve-se, em relação à vaquejada, assegurar água e alimentação suficiente sempre à disposição, assim como um local apropriado para o descanso. 

Também prevenir ferimentos e doenças por meio de instalações, ferramentas e utensílios adequados, além da prestação de assistência médico-veterinária.

O projeto estabelece que os promotores de eventos utilizem protetores de cauda em todos os bois, além de garantirem uma quantidade mínima de areia lavada de 40 centímetros de profundidade na faixa em que acontece a pontuação.

Fonte: Agência Câmara

Câmara conclui votação da reforma da Previdência em 1º turno


A Câmara dos Deputados concluiu, na madrugada deste sábado (13), a votação em primeiro turno da proposta de reforma da Previdência (PEC 6/19). 

O texto terminou de ser analisado em Plenário na noite de sexta-feira (12) e, em seguida, passou pela comissão especial que preparou a redação a ser votada no segundo turno. A comissão aprovou o texto por 35 votos contra 12.

O texto-base da reforma, na forma do substitutivo do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), foi aprovado na última quarta-feira (10) por 379 votos a 131. Desde lá, os deputados votaram 12 destaques e emendas apresentados pelos partidos.

Destes, foram aprovados quatro, com mudanças em regras para aposentadoria de policiais, no cálculo de benefícios para as mulheres, em idade mínima para professores e em tempo mínimo de contribuição para homens.

O único destaque aprovado nesta sexta-feira foi do PDT (465 votos a 25) e reduziu a idade exigida do professor para se aposentar pelo pedágio de 100% do tempo de contribuição que faltar na data de publicação da futura emenda constitucional. A idade passa de 55 anos se mulher e 58 anos se homem para 52 anos se mulher e 55 anos se homem.

Dessa forma, os professores de educação infantil e do ensino básico poderão se aposentar com cinco anos a menos que o exigido para os demais trabalhadores.

Principais regras
A reforma da Previdência aumenta o tempo para se aposentar, limita o benefício à média de todos os salários, eleva as alíquotas de contribuição para quem ganha acima do teto do INSS e estabelece regras de transição para os atuais assalariados.

> Veja como ficou a reforma da Previdência após a votação do 1º turno no Plenário

Em relação ao texto originalmente encaminhado pelo governo, ficaram de fora a capitalização (poupança individual) e mudanças na aposentadoria de pequenos produtores e trabalhadores rurais.

Quanto ao pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) ao idoso ou à pessoa com deficiência, foi mantido no texto constitucional o parâmetro de renda mensal per capita familiar inferior a um quarto do salário mínimo para ter acesso a esse benefício, admitida a adoção de outros critérios de vulnerabilidade social.

Esse valor constava da lei de assistência social e foi considerado inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 2013, mas o tribunal não declarou nula a norma e famílias com renda de até meio salário têm obtido o benefício na Justiça.

Os estados ficaram de fora das novas normas, devendo apenas adotar fundos complementares para seus servidores dentro do prazo de dois anos da futura emenda, além de poderem cobrar alíquotas progressivas, nos moldes da instituída para os servidores federais.

Idade mínima
Na nova regra geral para servidores e trabalhadores da iniciativa privada que se tornarem segurados após a reforma, fica garantida na Constituição somente a idade mínima. O tempo de contribuição exigido e outras condições serão fixados definitivamente em lei. Até lá, vale uma regra transitória.

Compare a legislação atual com o texto da reforma da Previdência aprovado em 1º turno

Para todos os trabalhadores que ainda não tenham atingido os requisitos para se aposentar, regras definitivas de pensão por morte, de acúmulo de pensões e de cálculo dos benefícios dependerão de lei futura, mas o texto traz normas transitórias até ela ser feita.

Já a pensão por morte poderá ser inferior a um salário mínimo quando essa não for a única fonte de renda do dependente. O valor depende de cálculo vinculado ao tempo de contribuição.

Quem já tiver reunido as condições para se aposentar segundo as regras vigentes na data de publicação da futura emenda constitucional terá direito adquirido a contar com essas regras mesmo depois da publicação.

Déficit

O objetivo da reforma, segundo o governo, é conter o déficit previdenciário – diferença entre o que é arrecado pelo sistema e o montante usado para pagar benefícios. Em 2018, o déficit previdenciário total da União, que inclui os setores privado e público mais militares, foi de R$ 264,4 bilhões.

A expectativa do Planalto com a reforma da Previdência era economizar R$ 1,236 trilhão em dez anos, considerando apenas as mudanças para trabalhadores do setor privado e para servidores da União. Estima-se que, com as alterações, a economia poderá ficar em torno de R$ 1 trilhão nesse mesmo período.

Na parte da receita, o relator propõe a volta da alíquota de 20% da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) para os bancos. Essa alíquota estava vigente até dezembro de 2018, quando passou a ser de 15%.

Para os atuais trabalhadores segurados do INSS (Regime Geral da Previdência Social – RGPS), o texto cria cinco regras de transição – e a pessoa poderá optar por uma delas.


Fonte: Agência Câmara

Deu ruim: homem é condenado por baixar a calça e fazer gesto obsceno em campus da UFT


Um homem foi condenado por praticar ato obsceno dentro do campus a Universidade Federal do Tocantins (UFT), em Palmas. 

O caso foi registrado em 2016 e a condenação saiu nesta quinta-feira (11). 

Na época do fato, o réu foi flagrado por uma criança de nove anos que chegava na instituição com a mãe.

Conforme consta no processo, após ver o homem com as calças arriadas a mulher chamou os guardas da instituição, que conseguiram detê-lo. 

Ele negou as acusações e durante o processo criminal apresentou uma investigação feita pela UFT, para apurar o caso, que foi arquivada por falta de provas.

De acordo com a decisão da juíza Odete Batista Dias Almeida, o policial militar que levou o homem para a delegacia na época do crime informou à justiça que o acusado tinha se envolvido em outro caso idêntico na quadra 504 Sul. 

Além disso, o homem também tem uma condenação criminal pela mesma prática.

O réu acabou sendo condenado a cinco meses e dez dias de detenção, em regime aberto. A juíza permitiu que ele recorra da condenação em liberdade.

Fonte:G1

Defesa pede ao Tribunal Militar habeas corpus para sargento da FAB preso com drogas


O advogado Carlos Alexandre Klomfahs, que defende o segundo-sargento da FAB Manoel Silva Rodrigues, preso com 39 kg de cocaína na comitiva do presidente Jair Bolsonaro na Espanha, apresentou, nesta sexta-feira, 12, um pedido de habeas corpus ao Superior Tribunal Militar (STM). 

O advogado pede a soltura de Rodrigues argumentando que a defesa "não teve acesso" nem ao número do Inquérito Policial Militar (IPM) e nem ao processo contra o militar.Rodrigues foi preso no dia 25 de junho ao desembarcar em Sevilha com 39 kg de cocaína. 

O segundo-sargento é comissário de bordo e fazia parte de uma equipe de 21 militares que prestava apoio à comitiva que acompanhou Bolsonaro na reunião do G-20, no Japão.

Na petição, o advogado solicita à Corte Militar a concessão de uma liminar que determine o acesso aos autos. Segundo a defesa, o ministro que foi sorteado para analisar o pedido foi Péricles Aurélio Lima de Queiroz.

Klomfahs argumenta que essa situação "mitiga o direito de defesa constitucionalmente assegurado" de Rodrigues e que, por isso, o segundo-sargento sofre "constrangimento ilegal". 

Segundo o documento, a defesa do militar enviou e-mail ao Comando da Aeronáutica em Brasília na segunda-feira, dia 8, solicitando o número do processo e ou do IPM para se habilitar nos autos. A investigação corre sob sigilo.

No dia seguinte, o coronel responsável pelo inquérito informou ao advogado a circunscrição, a auditoria e o nome do juiz-auditor do processo, mas não teria indicado o número dos autos, segundo alega Klomfahs.

A defesa indica que fez nova solicitação, via endereços da secretaria da 2.ª auditoria militar da 11.ª circunscrição, mas não obteve acesso ao teor da acusação até o ajuizamento do habeas corpus.

O texto argumenta que houve "omissão" do juiz-auditor, indicando que "instado por meio de seu e-mail institucional, quedou-se inerte". No pedido de soltura, Klomfahs pede que o juiz seja notificado a prestar informações.

No início de julho a Polícia Federal abriu inquérito para investigar o sargento e apurar eventuais ligações do militar com narcotraficantes, além das circunstâncias que propiciaram a obtenção da droga.

Fonte: Agência Estado