sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Mega Sena pode pagar R$ 280 milhões. Em Campos Belos, cidade pé quente, há bolões em toda esquina




A Mega-Sena da Virada chega a sua 10ª edição neste ano e pode pagar um prêmio de R$ 280 milhões para quem acertar as seis dezenas. 


As apostas podem ser feitas até as 16h do dia 31 de dezembro.

Em Campos Belos (GO), cidade da sorte, os bolões explodem em todas as esquinas. 

Há bolões de mil jogos e até aqueles que chegam a custar R$ 36 mil. 

O povo quer ganhar a bolada milionária. Também pudera. 

Nos últimos 4 anos, a cidade já ganhou duas mega senas e dezenas de outros prêmios menores, o que levou a considerar a cidade de "pé quente".

Nessa reta final, muitos apostadores ainda estão definindo qual número escolher e quantos jogos realizar. 

Mega da Virada

As apostas para a Mega-Sena da Virada começam a ser exclusivas para o sorteio deste a última sexta-feira (21). Com isso, os outros concursos da Mega-Sena serão suspensos até o dia 31 de dezembro.

O horário limite para as apostas deste sorteio especial será até as 16h do dia 31 de dezembro, reforçou a Caixa. 


A aposta simples custa R$ 3,50 e deve ser feita nas lotéricas com os volantes específicos do concurso da Virada.

Como ocorre em todos os concursos especiais, o prêmio da Mega-Sena da Virada não acumula. 


Caso ninguém acerte os seis números, o prêmio será dividido entre os apostadores que acertarem cinco dezenas, e assim por diante.

Pela primeira vez, os apostadores também têm a opção de registrar suas apostas de qualquer local e a qualquer hora pela internet no site http://www.loteriasonline.caixa.gov.br

Basta ser maior de 18 anos, possuir CPF válido e cartão de crédito. Outra possibilidade é fazê-la via internet banking da Caixa (disponível para correntistas do banco).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.