domingo, 30 de dezembro de 2018

A luta do "Ferrerinha". Recuperação pode servir de projeto piloto


Por mais agredido e pisoteado que fosse nos últimos 30 anos, o Ferreirinha, um dos principais cursos d´água que banha a zona urbana de Campos Belos, floresce. 

E floresce lindamente, com suas águas limpíssimas e doce.

Ele luta sozinho contra o descaso da sociedade, como um todo, que ainda insiste em despejar em seu leito sacolas plásticas, vidros, resto de alimentos e bichos mortos, além do desague de canos de pia.

Já foi bem pior. 


Antes da instalação da rede de esgoto pela Saneago, o Ferreirinha tinha-se transformado em um esgoto a céu aberto, com fezes humanas e outros dejetos imundos sufocando suas vidas.

Para além disso, retiraram boa parte de sua mata ciliar, uma proteção natural contra o sol escaldante do nordeste de Goiás.

Mas apesar de tudo isso, o Ferreirinha está ali, firme e com água boa de danar. 


As imagens  são desta semana e foram feitas na altura da avenida Campos Belos.

Como se nota, o riacho já é caudaloso a poucos metros para além da sua nascente. É incrível a sua resiliência.

Que tal ajudarmos o Ferrerinha? 


Não apenas o Poder Público ( Prefeitura, Câmara de Vereadores, Ministério Público e Poder Judiciário)?

Que tal as pessoas e as organizações civis, escolas e universidades tomaram a iniciativa de recuperação total do Ferreirinha e transformá-lo em um projeto piloto, exemplar, de recuperação e conservação de cursos de água urbanos e rurais em nossa região?

Não há muito é que fazer. Basta uma certa organização e um projeto, com início, meio e fim.

As ações podem abarcar a fiscalização e isolamento de canos clandestinos de desague de água suja; o replantio das matas ciliares com mudas e sementes nativas; campanhas de conscientização em rádios e meios de comunicação; mutirões de recolhimento de lixo, ao menos uma vez por mês e muitas outras ações.

Este é um chamado do próprio Ferrerinha, ao prefeito Eduardo Terra; ao promotor Dr. Bernardo Monteiro, ao juiz Dr. Fernando Marney , aos diretores da UEG e do IF Goiano; aos diretores das escolas públicas e particulares; aos ativistas sociais e ambientais, como Jefferson Victor, Evônio Madureira, Dinha Terra, Odiva Vaxier, Franciele Rego, entre outros.

Vamos comprar esse briga, meu povo? Juntos somos mais fortes.




Rodovia da Morte: pais, filhos e amigo mortos em batida na BR-020, em viajavam para o Ano-Novo



Um grave acidente deixou cinco pessoas mortas na madrugada deste sábado (29/12), na BR-020, próximo a Formosa (GO), Entorno do DF. 
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as cinco vítimas — três homens adultos, um menino de quatro anos e uma menina de nove anos — estavam em um Palio, que colidiu de frente com um ônibus. 
Motorista e passageiros eram de duas famílias que viajavam para as festas da virada do ano.
No local, é proibido fazer ultrapassagens. Testemunhas relataram à PRF que o automóvel invadiu a pista contrária por volta das 5h. 
O carro vinha da cidade de Sonora, em Mato Grosso do Sul, e tinha como destino o estado do Piauí. 
O ônibus da Transbrasil fazia o trajeto São Raimundo Nonato (PI) para São Paulo (SP). O motorista do ônibus fraturou uma das pernas e não houve feridos entre os passageiros.
De acordo com a Polícia Civil de Goiás, as vítimas são: Dionísio Cleidiomar de Sousa, 29 anos; Wesley Renan da Silva Sousa, 4; Edimilson de Castro Lima, 45; Edival do Santos Silva; e Ana Karine Jesus Castro, 9. 
O delegado Cristiomário Medeiros, titular da Delegacia de Planaltina (GO) e chefe do plantão de Formosa (GO), disse que a perícia vai apurar se houve manobra irregular.

Cleidiomar viajava com o filho Wesley e o ex-sogro, Edmilson, que estava com a filha caçula, Ana Karine. 
A menina chegou a ser retirada das ferragens com vida, mas teve uma parada cardíaca poucos minutos depois e morreu. 
O quinto passageiro do veículo, Edival Santos, era amigo das duas famílias.
 A mulher e as duas filhas de Edival tinham partido em viagem para a terra natal da família poucos dias antes da tragédia e aguardavam a chegada dele.
Fonte: Corpo de Bombeiros e Metrópoles 


sábado, 29 de dezembro de 2018

Vapt Vup de Campos Belos (GO) é inaugurado. Serviço é uma vitória é pessoal do prefeito Eduardo Terra




Os moradores de Campos Belos (GO) e cidades vizinhas de Goiás agora poderão contar com um centro integrado de serviços públicos, tudo em um só lugar, como a expedição de documentos, serviços do Detran, de identificação, religamento de água e luz, dentre outros serviços. 

A unidade do Vapt Vupt de Campos Belos, que recebeu o nome de unidade Fernando Júlio Terra, ex-prefeito da cidade, morto neste ano, foi inaugurada na última quinta-feira (27).

No evento, estiveram presentes todos o secretariado e diretores municipais, autoridades locais, o Secretário de Estado de Gestão e Planejamento, Joaquim Mesquita, representando o Governo Estadual, Márcio Maia, Coordenador de Unidades Vapt Vupt, prefeito de Divinópolis de Goiás, Charley , o prefeito de Monte Alegre, Juvenal, e o deputado estadual eleito Tião Caroço.

Em seu discurso, o prefeito Eduardo Terra contou das dificuldades em se implantar o Vapt Vupt na cidade, tudo porque anteriormente tinha um local doado para a construção da sede do órgão, mas entraves burocráticos da gestão anterior teriam impedido a instalação. 

E para não perder a oportunidade, Terra foi a Goiânia lutar pessoalmente pelo empreendimento, cedendo parte das instalações da prefeitura e de uma biblioteca pública para poder garantir o serviço por parte do governo estadual. 

Ainda de acordo com o prefeito, diversas pessoas ajudaram na árdua batalha, mas fez questão de nomear o deputado estadual eleito Tião Caroço como elo fundamental para a concretização. 

"É um sonho batalhado e conquistado pelos cidadãos do município. Agora as pessoas terão todos os serviço aqui do lado, com conforto e rapidez", disse o Eduardo Terra, antes de descerrar a placa inaugurativa.

O governador José Eliton tinha prometido ir à inauguração, mas de última hora cancelou o compromisso.

Apesar dos esforços de Eduardo Terra, um dos principais serviços, o de expedição da carteira de identidade, uma obrigação do Instituo de Identificação da Polícia Civil de Goiás, não estará à disposição, por hora.  

O prefeito cobrou, em público, o Secretário de Estado de Gestão e Planejamento, Joaquim Mesquita, a opção do serviço. 

Mesquita informou que vai atender à solicitação e que não tinha instalado ainda em virtude de uma máquina especial de impressão estar ainda em fase de  licitação pelo governo estadual. 

O atendimento do Vapt Vupt de Campos Belos já está em pleno vapor e poderá ser acessado pessoalmente, de segunda a sexta-feira, das 08h às 17h, na Praça da Matriz, em frente ao Banco Bradesco.

O Vapt Vupt contará com mais de 20 servidores e os seguintes serviços: Detran, Ipasgo, Procon, Agrodefesa, Multifuncional, Carteira de Trabalho, Banco do Povo, Prefeitura Municipal, Sefaz, SSPAP, Saneago, Foto Digital – Detran, Clínica Médica – Detran e Caixa Econômica Federal (CEF).

A expectativa é de cerca de dez mil atendimentos por mês. Além de Campos Belos, a unidade atenderá também as comunidades de Monte Alegre de Goiás, Teresina de Goiás, Cavalcante, Alto Paraíso, São João D’Aliança, Divinópolis e São Domingos.




 


História do Vapt Vupt

O Vapt Vupt - Serviço Integrado de Atendimento ao Cidadão, conhecida apenas como Vapt Vupt, é um órgão público do governo estadual de Goiás inaugurada em 17 de outubro de 1999, com parceria dos municípios onde são encontradas suas unidades.

O Vapt Vupt fornece diversas áreas de atendimento, como Detran, Tribunal Regional Eleitoral, Passaporte, Receita Federal, Passe-Escolar e entre outros. 

As unidades do Vapt Vupt podem ser encontradas dentro do estado de Goiás, mas sua maioria são centralizadas na região metropolitana de Goiânia. São encontradas em locais públicos ou mesmo em shopping centers, inclusive dentro de camelódromos situados na capital de Goiás.

Foi criado com o objetivo de ampliar o acesso do cidadão às informações e aos serviços públicos, visando proporcionar um atendimento diferenciado, rápido e eficaz, com qualidade, eficiência e produtividade. 

Em 17 de outubro de 1999 foi inaugurada a primeira unidade fixa do Vapt Vupt, no Centro Comercial Buriti Shopping, no município de Aparecida de Goiânia. 

Com a grande aceitação que o Programa teve por parte da comunidade goiana, a rede de unidades fixas se expandiu de forma espetacular em 16 anos de atividades, contabilizando 49 postos fixos em funcionamento. 





Após bomba em Brazlândia, terroristas ameaçam Bolsonaro, Damares e presidente da CNBB



Em nova postagem nas redes sociais, neste sábado (29/12), o grupo que reivindica a autoria do ataque à bomba contra uma igreja de Brazlândia e ameaça fazer um atentado durante a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), afirma ter entre seus alvos a futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, e o presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o cardeal Dom Sérgio da Rocha.

“Talvez acabem eles, como o padre Ruben Díaz Acántara, antigo representante máximo da igreja Nuestra Señora del Carmen, em Cuautitlán Izcalli, Estado do México”, ameaçam. 


O religioso foi morto em abril deste ano, a facadas, dentro da igreja. Segundo os supostos terroristas, a execução foi feita por integrantes da célula que atuam em território mexicano.

O grupo, procurado por forças policiais do DF e federais, é organizado, possui armas, explosivos, e teria contato com extremistas de outros países. As informações são de um suposto intermediário dos terroristas, que se autodenominam Sociedade Secreta Silvestre.

Intermediário

Após noticiar, em primeira mão, a existência da suposta ameaça terrorista, a reportagem foi procurada nessa sexta-feira (28) por um intermediário do grupo – ele explicou no que consiste a organização e respondeu a 10 perguntas. 

O homem, que se identificou como “Pedro”, encaminhou o texto via e-mail por meio de um navegador impossível de rastrear, geralmente utilizado para trafegar na chamada deep web, a parte sombria da internet composta por várias redes separadas que não conversam entre si.

Para garantir a veracidade das informações e confirmar que faz parte do suposto grupo terrorista, o intermediário encaminhou um arquivo de vídeo mostrando detalhes da bomba deixada no Santuário Menino Jesus, antes de o dispositivo ser detonado pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar, na madrugada do Natal (25).

Pedro revelou que o grupo foi responsável, desde 2016, por pelo menos seis ataques em território nacional. 


Entre eles, a explosão de uma panela de pressão carregada com pólvora e pregos ocorrida em frente ao shopping Conjunto Nacional, em 1º de agosto, na véspera das Olimpíadas do Rio de Janeiro.

No e-mail, o homem ainda fez pouco caso das forças policiais: “Soubemos depois que tentaram nos buscar, mas a competência foi baixa e seguimos impunes e conspirando”.

Ataque a Bolsonaro

O intermediário assegurou que novos ataques irão ocorrer, porém deixou em aberto um atentado durante a posse de Bolsonaro.

Pedro não quis revelar quantos integrantes o grupo tem no Brasil nem em quantos estados a suposta célula terrorista está presente. No entanto, afirmou que Bolsonaro não é o único alvo do grupo e que novos ataques virão.

“Nossos objetivos contra Bolsonaro, seus filiados, apoiadores e simpatizantes partem de uma perspectiva antipolítica e de vingança por suas posições em relação à natureza selvagem. 


Pode ser ele ou pode ser qualquer um que esteja lá, o que for mais oportuno para nós. Talvez ataquemos, talvez concentraremos as nossas forças em outro grande ataque próximo”, destacou.

Articulado com as palavras e ressaltando, em vários momentos, ter à disposição grande poder de fogo, o interlocutor do grupo extremista disse que os integrantes da organização pertencem a um projeto internacional denominado Individualistas Tendendo ao Selvagem (ITS), que estaria presente em diversos países da América Latina e da Europa. 


“Estamos por aí, em tocaia, e cada um faz a sua parte. Normalmente, alguns de nós sempre andam de estado em estado”, revelou.

A Sociedade Secreta Silvestre usa uma página na internet chamada de Maldição Ancestral para publicar comunicados

Roubos e armamento


Sobre as perguntas relacionadas aos armamentos que a suposta organização terrorista possui e como conseguem captar recursos para realizar os ataques, Pedro explicou que o grupo comete uma série de crimes para conseguir dinheiro.

O dinheiro faturado com a prática de crimes seria usado para comprar “pistolas, revólveres, metralhadoras, artefatos explosivos caseiros, explosivos militares, facas, soqueiras, machados e até mesmo flechas e venenos”. E acrescentou: “Também utilizamos muito o fogo em nossos atentados”.

Questionado sobre o perfil dos integrantes do grupo e como as pessoas são recrutadas, o interlocutor da Sociedade Secreta Silvestre disse que não há um modelo padrão.


 “Somos individualistas, oportunistas infiltrados na civilização esperando a brecha para atacar e provocar o caos. Não nos unimos a qualquer um. Somos um grupo hermético, forjado à base de confiança e sangue.”

Falha da bomba

A reportagem perguntou ao intermediário sobre o atentado frustrado na igreja de Brazlândia, já que o artefato não detonou e o Bope precisou agir para destruí-lo. O interlocutor refutou a informação de que uma possível falha no acionador pode ter impedido a explosão.

Segundo ele, integrantes do grupo haviam testado todos os dispositivos da bomba de forma exaustiva. “O timer sempre demonstrou completa funcionalidade. Talvez uma carga baixa da bateria impediu que os dois ignitores fossem acionados. 


Eles são os responsáveis por fazer explodir a pólvora. Após vários testes, uma vez isso nos aconteceu, a carga da bateria passou a ser insuficiente para ativar os ignitores, então tivemos que trocá-la. Talvez possa ter acontecido novamente”, explicou.

Pedro revelou que o planejamento para o ataque contra a igreja de Brazlândia havia sido feito de forma meticulosa. “Nós tínhamos em mãos todo o horário do santuário, sabíamos o momento em que os fiéis entravam e saíam do local. Programamos para que a explosão ocorresse após a saída dos fiéis. Cerca de 1 mil pessoas estavam no local. Haveria um massacre”, finalizou.

Forças federais


As ameaças a Bolsonaro feitas pela Sociedade Secreta Silvestre mobilizaram forças federais. 


Integrantes do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), da Polícia Federal (PF) e da Subsecretaria de Inteligência (SI) da Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP) estiveram em Brazlândia, na quinta-feira (27), para colher informações na 18ª Delegacia de Polícia, que iniciou as apurações. 

A segurança envolvendo a posse presidencial foi reforçada.

Ainda na quinta-feira, a PF confirmou, em nota, que abriu inquérito e frisou que acompanha o andamento da investigação da Polícia Civil do Distrito Federal sobre o artefato deixado ao lado da Igreja Santuário Menino Jesus, em Brazlândia, na madrugada de terça-feira (25).

A solenidade que marcará o início da gestão de Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto está prevista para começar às 14h05 do dia 1º de janeiro. Um ensaio para ajustar ações de logística e do esquema de segurança foi realizado no último domingo (23). Outra simulação deve ocorrer no próximo domingo (30).

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou na manhã da última segunda-feira (24), em sua conta oficial no Twitter, que a segurança no dia da posse do seu pai será “inédita” porque a avaliação de risco é “a maior da história”.

Haverá atiradores estrategicamente posicionados no terraço do Palácio do Planalto e demais monumentos da Praça dos Três Poderes: Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal (STF). Militares também estudaram a área onde Bolsonaro receberá a faixa presidencial e definiram pontos de observação.

Operação Antiterror nas Olimpíadas

As primeiras prisões feitas pela Polícia Federal no país com base na Lei Antiterror ocorreram em 21 de julho de 2016. 

Na Operação Hashtag, 10 pessoas foram detidas acusadas de integrar um grupo que preparava ações terroristas para as Olimpíadas do Rio de Janeiro.

De acordo com o ministro da Justiça à época, Alexandre de Moraes, o bando utilizava aplicativos de celular, como Telegram e WhatsApp, para conversar e organizar os atentados, que não chegaram a ocorrer. Ainda segundo Moraes, contatos com o Estado Islâmico eram feitos por meio de sites da internet, mas sem interação com a base.

Fonte e texto: Site Metrópoles (DF)

Com piscinas cristalinas, Cachoeira Prata 5 é seu novo destino paradisíaco na Chapada dos Veadeiros




Várias atrações fazem da região da Chapa dos Veadeiros uma das mais queridas para os amantes do ecoturismo. 

Dessa vez o Curta Mais traz mais um dos paraísos ainda pouco explorados na região norte da Chapada: a Cachoeira Prata 5, a 65 quilômetros da cidade de Cavalcante.

Para quem está em busca de sossego, esse é o lugar ideal! A cachoeira, que é a quinta principal do Complexo do Prata, foi carinhosamente apelidada por “piscinas”, devido ao grande número de piscinas naturais que ela possui. 

Com algumas pequenas quedas-d'água, sendo a maior delas com aproximadamente 3 metros de altura, a Prata 5 é uma excelente área para aproveitar e curtir longos banhos. 

As piscinas naturais são alimentadas por água corrente e fazem parte da bacia hidrográfica do Rio Prata.

Para garantir uma viagem incrível sem deixar a segurança de lado, confira as dicas do Curta Mais sobre esse Tesouro na Chapada dos Veadeiros:

Cachoeira do Prata 5

O lugar possui vários locais para banho e um visual único e encantador! Com um poço de profundidade mediana, de borda infinita natural, é possível dar um mergulho e se refrescar com um banho de ducha relaxante em suas quedas d'águas. 

A vista é pra lá de sensacional! Um passeio indispensável para quem vai fazer a trilha do Complexo do Prata. Aproveite para abastecer sua garrafa com as águas cristalina do local.

Como chegar

A Cachoeira Prata 5 fica na Fazenda Ouro Fino, no Complexo do Prata, a 65km da Cidade de Cavalcante. 

O acesso a Cavalcante é feito pela estrada GO-118 e fica a 322 km de Brasília, a 498 km de Goiânia e a 85 km de Alto Paraíso. Depois de passar por Alto Paraíso, você deve seguir mais 65 km até Teresina de Goiás, onde pegará um trecho de 20 km até Cavalcante.

Para se chegar até o Complexo do Prata é necessário um guia, que pode ser feito no CAT Cavalcante ou até mesmo no CAT Comunidade dos Kalungas do Engenho ll (que fica no caminho). 

O acesso é feito pela estrada Cavalcante-Minaçu de estrada de terra com pouquíssima sinalização.

Trilha

O acesso a Cachoeira Prata 5 é de nível fácil, a trilha é bem tranquila e com lindas paisagens. No começo da trilha, a 100m do estacionamento, já é possível tomar um banho refrescante na Cachoeira Pratinha

Do estacionamento até a quinta cachoeira (Prata 5) é em torno de de 3 km de ida. Mas para quem deseja conhecer a belíssimas e imponente cachoeira Rei do Prata, é necessário fazer uma caminhada um pouco mais longa de 7 km, ambas partindo da Pratinha, aonde se inicia a trilha. 

O percurso passa pelo encantador e exótico Vale de Marte.

A 400 metros do Vale já é possível avistar a Cachoeira Prata 2, conhecida por 3 Marias, que fica dentro de um pequeno Canion. Para ter acesso ao poço da cachoeira, é necessário redobrar a atenção. 

Da cachoeira 3 Marias é possível ver por cima as Cachoeiras Prata 3 e 4, que ficam ao lado. Se você visitar o lugar na época da estiagem, vai se deparar com os poços um pouco vazios. 

Mais 2 km de caminhada se chega as piscinas naturais do Prata 5, que é Cercada por paisagens estonteantes e que reserva vários poços para banhos, vegetação muito preservada, mirantes, um verdadeiro paraíso em meio ao Complexo da Prata. 

O Complexo do Prata

É uma região fantástica da Chapada Veadeiros com uma rica biodiversidade, incluindo uma flora com espécies endêmicas do cerrado. 

O complexo é formado pelo Rio Prata que corre e despenca em várias quedas sucessivas, formando 7 lindas cachoeiras em todo o percurso. Seis delas são de fácil acesso. 

A última, Rainha do Prata, tem uma queda de aproximadamente 20 metros, mas com um acesso mais difícil. É necessário reservar um dia todo para conhecer todo o complexo.

Anote essas dicas!

-Saia bem cedo para poder conhecer todo o complexo, devido a distância da estrada e da trilha. Na volta, se despeça do lugar em torno das 16h para não pegar trilha e a estrada a noite;

-Se programe para fazer a trilha com calma, aproveitando cada cachoeira do trajeto;

-Caso queira curtir o pôr do sol no Prata 5, lembre-se que a estrada não tem nenhuma iluminação e é pouca sinalizada. Além disso, não é recomendado fazer trilhas à noite, o risco de se perder ou se machucar aumenta;

-Use calçados apropriados;

-Leve água, repelente, chapéu e filtro solar;

-Leve lanches para poder ficar um tempo maior, no local não possui nenhuma estrutura;

-Água você pode reabastecer nos riachos pelo caminho, uma garrafa basta;

-Uma pequena mochila é suficiente para o passeio. Evite pesos desnecessários.

-Não deixe lixo no local, não faça fogueiras.


Serviço:

Cachoeira Prata 5 – Chapada dos Veadeiros

Distâncias: Cavalcante ao Complexo do Prata tem 65 km (estrada de terra)
Comunidade Kalunga do Engenho ll ao Complexo do Prata: 49km (estrada de terra)

Entrada: Grátis

Distância da trilha: cerca de 3 km

Dificuldade da trilha: fácil

Tamanho das cachoeiras: de 1 a 3 m de altura

Tamanho dos poços e piscinas: grande, algumas partes de profundidade médias e sua maioria rasa

Guia: Apesar do local não ter controle de entrada e saída, é necessário a contratação de um guia.

Valor do guia/CAT Cavalcante: 150,00(diária) para um grupo de até 6 pessoas.

Valor do guia/CAT Comunidade Kalunga: em torno de 150,00 (diária) para um grupo de até a 8 pessoas.

Maiores informações: CAT Cavalcante: (62) 3494-1507 / CAT Comunidade Kalunga: (62) 99802-4122

Fotos/Pauta: Marcos Aleotti

Fonte e texto: Curta Mais







No Natal, bebida causa tragédia em Campos Belos (GO), com uma mulher morta e uma criança em estado grave




Uma garrafa de "cana 51" entre os pertences das vítimas, além da confissão do motorista.


Esta foi a prova mais cabal do envolvimento do álcool em um capotamento ocorrido um dia após dia de Natal (26), que acabou por ceifar a vida de uma mulher e deixar uma criança gravemente ferida, no município de Campos Belos, nordeste de Goiás.

Era por volta de 12h40, quando uma família trafegava pela rodovia GO-452, entre o povoado do Barreirão e a cidade de Campos Belos.

Todos voltavam da confraternização natalina, feita em casa de familiares no distrito de Pouso Alto.

Os familiares voltavam para Campos Belos, logo após o almoço, quando o motorista do Palio, de cor prata, Placas LCN-9389, de Brasília, que tinha ingerido muita bebida alcoólica e não possuía a carteira de motorista, perdeu o controle do carro e capotou várias vezes.

No carro, havia quatro pessoas, o motorista Adão Júnior Xaiver, de 35 anos; a namorada dele, Zelia Pereira dos Santos, 60 anos; o idoso Manuel Xavier do Bonfim, 73 anos, e a pequena Anna Luisa Rodrigues, de apenas 8 anos de idade. 


"Logo após a curva, o carro saiu voando", disse uma testemunha. 

A namorada do rapaz, Zelia Pereira, foi jogada para fora do veículo e morreu imediatamente, em virtude das gravíssimas lesões.  

A criança, Anna Luisa, sofreu gravíssimos ferimentos e foi transferida imediatamente para um hospital de Goiânia, onde permaneceu em estado de coma até este sábado (29), quando recobrou a consciência, após duas delicadas cirurgias.

Adão Júnior também foi socorrido ao hospital de Campos Belos, com ferimentos graves. Mesmo preso em flagrante, teve que ser encaminhado para um hospital da capital.

Segundo o Boletim de ocorrência da Polícia Civil, foi possível constatar que o motorista teria feito o uso de bebida alcoólica antes de pegar na direção do veículo. 


Os ocupantes, segundo autoridades, também estariam sem o cinto de segurança. 

"Por isso, ao fazer sua análise técnico jurídica acerca dos fatos apresentados, foi deliberado pela determinação para que se providenciasse a investigação pelo crime de homicídio na direção de veículo automotor estando sob a influência de álcool, bem como também o crime de Lesão Corporal na direção de veículo automotor, também estando sob a influência de álcool em concurso material com duas vítimas, aumentado pelo fato de não ter habilitação para poder dirigir veículo automotor, tipos penais previstos nos artigos 302 §1º inciso I e 3º, artigo 303 §§ 1º e 2º, todos do Código de Trânsito Brasileiro", enquadrou a autoridade policial.

Sob forte comoção e muita revolta dos familiares dela, o corpo de Zelia Pereira foi sepultado no cemitério municipal de Campos Belos (GO).

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Mega Sena pode pagar R$ 280 milhões. Em Campos Belos, cidade pé quente, há bolões em toda esquina




A Mega-Sena da Virada chega a sua 10ª edição neste ano e pode pagar um prêmio de R$ 280 milhões para quem acertar as seis dezenas. 


As apostas podem ser feitas até as 16h do dia 31 de dezembro.

Em Campos Belos (GO), cidade da sorte, os bolões explodem em todas as esquinas. 

Há bolões de mil jogos e até aqueles que chegam a custar R$ 36 mil. 

O povo quer ganhar a bolada milionária. Também pudera. 

Nos últimos 4 anos, a cidade já ganhou duas mega senas e dezenas de outros prêmios menores, o que levou a considerar a cidade de "pé quente".

Nessa reta final, muitos apostadores ainda estão definindo qual número escolher e quantos jogos realizar. 

Mega da Virada

As apostas para a Mega-Sena da Virada começam a ser exclusivas para o sorteio deste a última sexta-feira (21). Com isso, os outros concursos da Mega-Sena serão suspensos até o dia 31 de dezembro.

O horário limite para as apostas deste sorteio especial será até as 16h do dia 31 de dezembro, reforçou a Caixa. 


A aposta simples custa R$ 3,50 e deve ser feita nas lotéricas com os volantes específicos do concurso da Virada.

Como ocorre em todos os concursos especiais, o prêmio da Mega-Sena da Virada não acumula. 


Caso ninguém acerte os seis números, o prêmio será dividido entre os apostadores que acertarem cinco dezenas, e assim por diante.

Pela primeira vez, os apostadores também têm a opção de registrar suas apostas de qualquer local e a qualquer hora pela internet no site http://www.loteriasonline.caixa.gov.br

Basta ser maior de 18 anos, possuir CPF válido e cartão de crédito. Outra possibilidade é fazê-la via internet banking da Caixa (disponível para correntistas do banco).

Sem grana: Governo divulga nota sobre folha de pagamento de dezembro e contesta Caiado



Em nota, a assessoria do governador José Eliton informou que o empenho, liquidação e pagamento da folha de salários de dezembro 2018 "a qualquer momento", segundo a legislação.

A nota, assim, contesta a visão do governador eleito Ronaldo Caiado de que, sem o referido empenho, não há como pagar em janeiro de 2019. Por isso, disse ele, em entrevista na quarta, que vai priorizar o pagamento de janeiro.

Segundo a nota, o "governo deixará significativo saldo em caixa no Tesouro Estadual no dia 31, após a arrecadação de 28 a 30 de dezembro, cumprirá as suas vinculações constitucionais no encerramento do exercício fiscal".

Em entrevista ao jornal O Popular, o governador José Eliton afirmou que deixará parte da folha de pagamento de dezembro quitada. É o caso dos que recebem menos que R$3.500,00

"Não estou falando que vou deixar orçamento, vou deixar pago parte da folha de dezembro, apesar de ter até dia 10, como prazo que a lei estabelece. Me parece que há um equívoco, mas aí é visão de cada um, eu tenho que respeitar. Se a visão dele é ter como prioridade outras questões, cabe a ele executar seu mandato. 


Acho que essa questão deve ser olhada com a prudência adequada. Respondendo objetivamente: a parte da folha que não está empenhada por questões orçamentárias, nada impede que ela seja empenhada dia 1º, 2º e paga regularmente. Nada. 

Aliás, isso não vai ser a primeira vez que vai ocorrer, ocorre praticamente todos os exercícios", disse o governador

Ele explicou que a folha de dezembro terá parte paga e "a outra parte depende da vontade dele (Caiado). Mesmo porque, historicamente, a arrecadação que paga a folha do dia 10 vem do dia 1º ao dia 10.

Já expus inclusive o número que é projetado pela área fazendária do Estado. Com certeza a secretária dele terá condições de verificar isso no dia 1º e acompanhar o ingresso do recurso", frisou.

Eliton contestou Caiado ao afirmar que "100% dos servidores públicos do Estado já receberam devidamente o seu salário (de novembro). A folha está fechada. O 13º, claro, é 1/12, já pagamos todo".

NOTA DO GOVERNO DE GOIÁS

O Governo de Goiás esclarece que quitou na sua integralidade a folha de novembro dos servidores estaduais e informa que os repasses referentes aos empréstimos consignados estão absolutamente em dia, bem como os pagamentos para o Ipasgo, de modo que o instituto continuará usando recurso próprio para quitar a folha de pagamento de seus servidores, devendo inclusive quitar até segunda-feira a de dezembro com esse caixa.

Conforme a Lei 20.1230, de junho de 2018, as consignações devem ser recolhidas em favor das respectivas instituições financeiras até 30 dias úteis após o vencimento da folha de pagamento mensal. Portanto, não há de se falar em atrasos.

Já em relação ao pagamento da folha dos trabalhadores estaduais, a Sefaz lembra que, desde 2015, todos os salários são pagos até o décimo dia do mês subsequente ao trabalhado, conforme estabelecido pela Constituição Estadual.

Sobre o empenho da folha de dezembro, considerando que o seu pagamento pode ser feito até o 10º dia do mês subsequente ao trabalhado, o Governo do Estado poderá fazer o empenho, liquidar e pagar a folha a qualquer momento, conforme disposto na legislação.

O atual Governo deixará significativo saldo em caixa no Tesouro Estadual no dia 31, após a arrecadação dos dias 28 a 30, cumprirá as suas vinculações constitucionais no encerramento do exercício fiscal. 

Somente neste ano pagou 13 folhas salariais, incluindo o 13º salário dos servidores estaduais, que estão rigorosamente em dia de acordo com a legislação, num cenário diferente de muitos outros Estados brasileiros.

GOVERNO DE GOIÁS

Monte Alegre: Cavalgada da Amizade acontece no dia 30


GO-447 é a cara do fracasso de José Eliton e Marconi Perillo






Faltam exatamente três dias para o final de 2018 e menos de 36 horas para finalizar o governo de Marconi Perillo e José Eliton à frente do governo do estado de Goiás.

Para lá do fracasso nas urnas, ao menos para o Nordeste de Goiás, o governo José Eliton e de Perillo ficará marcado pelo lamaçal da GO-447, rodovia de apenas 60 km e que liga a cidade de Divinópolis de Goiás à GO-118, em Monte Alegre de Goiás, no nordeste do estado.

Há várias décadas as comunidades de todas as cidades da região aguardam, com ansiedade, a pavimentação dessa obra, o que levaria a um maior desenvolvimento e geração de riqueza, acesso a universidades, integração com o Oeste baiano, ligação entre a Chapada dos Veadeiros e Terra Ronca.

Bastavam pavimentar 60 km de rodovia. Mas Perillo e José Eliton foram incapazes, foram incompetentes para finalizar uma obra de tão magnitude.

O governo acabou e a obra ficou pelo caminho.

A pavimentação da rodovia GO-447, entre a cidade de Divinópolis de Goiás e a GO-118, no município de Monte Alegre de Goiás, próximo a Campos Belos é a obra rodoviária mais esperada da história da região.

Pode transformar a relação econômica e de desenvolvimento de todas as cidades da região.

Foi iniciada em julho de 2014, há mais de quatro anos, com custo inicial de R$ 69.666.658,85, porém esse valor já foi reajustado pela Agetop.

Em seu site, a Agetop, que já foi alvo de inúmeras investigações por corrupção e de muito rolo, divulgou em maio passado um reajuste de R$ 6.032.676,81, somados ao valor inicial de R$ 69.666.658,85 com os R$ 16.984.601,18, do primeiro aditivo.

Ou seja, quase 100 milhões foram torrados neste pequeno trecho e nem metade da obra foi concluída.

O cidadão, pagador de impostos, que se arrisca a trafegar pelo local, vai encontrar muita lama, atoleiros e quase duas de horas de um rally semelhante ao dos Sertões.

Com essa enrolação e muito dinheiro envolvido, o governo parece não ter pressa em concluí-la.

Segundo o site da Agetop, as obras da GO-447 seriam concluídas em março de 2019.

Além da demora e enrolação, a qualidade do asfalto também é questionada, pois há trechos que já apresentam falhas com desníveis e falta sinalização.

A obra, quando concluída, beneficiará toda a população de municípios como Divinópolis, Monte Alegre de Goiás, Campos Belos, São Domingos e demais cidades da região, integrando duas vastas regiões do Nordeste goiano, ligando a GO-118 a BR-020.

Ministério Público tem que investigar

Passado as festas de final de ano e após a posse do governo Bolsonaro, é hora de cobrar a fatura dos desmandos com o dinheiro público.

A comunidade local do nordeste de Goiás solicita ao Ministério Público do estado que cobre dos gestores que ora abandonam o governo as devidas responsabilidades.

A pergunta que não quer calar é: onde estão os R$ 100 milhões, que deveriam ter sido investidos na pavimentação da GO-447?

Na obra não foram aplicados, porque senão estaria pronta. 


Quem vai responder pelo descaso? 

Secretaria da Educação de Goiás abre Processo Seletivo. Há vagas para o nordeste de Goiás


A Secretaria da Educação, Cultura e Esporte de Goiás faz saber aos interessados a abertura de três editais para o preenchimento de nada menos que 17.643 vagas em cargos de ensino fundamental, médio e superior. 

De acordo com os documentos publicados no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, 26 de dezembro, as oportunidades são para lotação em diversos municípios do estado. 

Os salários oferecidos variam entre R$ 876,65 e R$ 4.726,85.

O primeiro edital publicado, 09/2018, conta com 13.288 vagas para Professor de Arte, Professor de Biologia, Professor de Ciências, Professor de Ensino Religioso, Professor de Filosofia, Professor de Física, Professor de Educação Física, Professor de Geografia, Professor de História, Professor de Espanhol, Professor de Inglês, Professor de Português, Professor de Matemática, Professor de Química e Professor de Sociologia.

O segundo edital, 10/2018, dispõe de 3.944 vagas para Executor de Serviços Administrativos, Merendeira, Executor de Serviços Auxiliares, Auxiliar Serviços Gerais/Higienização e Vigia.

Por fim, o terceiro edital, 11/2018, conta com 441 vagas para Administração e Finanças, Advogado, Analista de Sistema/Programador, Apoio Administrativo, Arquiteto, Assistente Social, Cadista, Educador Físico, Engenheiro Civil, Engenheiro de Computação, Engenheiro Eletricista, Nutricionista, Psicólogo e Topógrafo.

Do quantitativo de vagas, 5% serão reservadas aos portadores de deficiência. 

O prazo de vigência do contrato a ser firmado com o candidato convocado para a contratação será de até um ano, podendo ser estendido ao prazo máximo de três anos, de acordo com o que estabelece a Lei Estadual 13.664/2000.

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 08 horas do dia 14 de janeiro e 23 horas e 59 minutos do dia 31 de janeiro de 2019, no site oficial(www.escoladegoverno.go.gov.br). A taxa de inscrição varia entre R$ 15,00 e R$ 30,00.

O processo seletivo avaliará os candidatos através de análise curricular. O resultado final está previsto para ser divulgado no dia 22 de fevereiro de 2019, no site já citado.

A validade da seleção será de 24 meses, a contar da data de publicação da homologação do resultado final no Diário Oficial do Estado de Goiás, prorrogável por igual período pela Secretaria de Gestão e Planejamento, a pedido da Secretaria.

Lotação das vagas

As oportunidades são para Abadia de Goiás, Abadiânia, Acreúna, Adelândia, Água Fria de Goiás, Água Limpa, Águas Lindas de Goiás, Alexânia, Aloândia, Alto Horizonte, Alto Paraíso de Goiás, Alvorada do Norte, 

Amaralina, Americano do Brasil, Amorinópolis, Anápolis, Anhanguera, Anicuns, Aparecida de Goiânia, Aparecida do Rio Doce, Aporé, Araçu, Aragarças, Aragoiânia, Araguapaz, Arenópolis, Aruanã, Aurilândia, Avelinópolis.

Baliza, Barro Alto, Bela Vista de Goiás, Bom Jardim de Goiás, Bom Jesus de Goiás, Bonfinópolis, Bonópolis, Brazabrantes, Britânia, Buriti Alegre, Buriti de Goiás, Buritinópolis, Cabeceiras, Cachoeira Alta, 

Cachoeira de Goiás, Cachoeira Dourada, Caçu, Caiapônia, Caldas Novas, Caldazinha, Campestre de Goiás, Campinaçu, Campinorte, Campo Alegre de Goiás, Campo Limpo de Goiás, Campos Belos, Campos Verdes, Carmo do Rio Verde, 

Castelândia, Catalão, Caturaí, Cavalcante, Ceres, Cezarina, Chapadão do Céu, Cidade Ocidental, Cocalzinho de Goiás, Colinas do Sul, Córrego do Ouro, Corumba de Goiás, Corumbaíba, Cristalina, Cristianópolis, Crixás, Cromínia, Cumari.

Damianópolis, Damolândia, Davinópolis, Diorama, Divinópolis de Goiás, Doverlândia, Edealina, Edeia, Estrela do Norte, Faina, Fazenda Nova, Firminópolis, Flores de Goiás, Formosa, Formoso, Gameleira de Goiás, Goianápolis, Goiandira, Goianésia, Goiânia, Goianira, Cidade de Goiás, Goiatuba, Gouvelândia, Guapó, Guaraíta, Guarani de Goiás, 

Guarinos, Heitoraí, Hidrolândia, Hidrolina, Iaciara, Inaciolândia, Indiara, Inhumas, Ipameri, Ipiranga de Goiás, Iporá, Israelândia, Itaberaí, Itaguari, Itaguaru, Itajá, Itapaci, Itapirapuã, Itapuranga, Itarumã, Itauçu, Itumbiara, Ivolândia.

Jandaia, Jaraguá, Jataí, Jaupaci, Jesúpolis, Joviânia, Jussara, Lagoa Santa, Leopoldo de Bulhões, Luziânia, Mairipotaba, Mambaí, Mara Rosa, Marzagão, Matrinxã, Maurilândia, Mimoso de Goiás, Minaçu, Mineiros, Moiporá, Monte Alegre de Goiás, Montes Claros de Goiás, 

Montividiu, Montividiu do Norte, Morrinhos, Morro Agudo de Goiás, Mossâmedes, Mozarlândia, Mundo Novo, Mutunópolis, Nazário, Nerópolis, Niquelândia, Nova América, Nova Aurora, Nova Crixás, Nova Glória, Nova Iguaçu de Goiás, Nova Roma, Nova Veneza, Novo Brasil, Novo Gama, Novo Planalto.

Ourizona, Ouro Verde de Goiás, Ouvidor, Padre Bernardo, Palestina de Goiás, Palmeiras de Goiás, Palmelo, Palminópolis, Panamá, Paranaiguara, Paraúna, Perolândia, Petrolina de Goiás, Piracanjuba, Piranhas, Pirenópolis, Pires do Rio, Planaltina, Pontalina, Porangatu, Porteirão, 

Portelândia, Posse, Professor Jamil, Quirinópolis, Rialma, Rianápolis, Rio Quente, Rio Verde, Rubiataba, Sanclerlândia, Santa Bárbara de Goiás, Santa Cruz de Goiás, Santa Fé de Goiás, Santa Helena de Goiás, Santa Isabel, Santa Rita do Araguaia, Santa Rita do Novo Destino, Santa Rosa de Goiás, Santa Tereza de Goiás, Santa Terezinha de Goiás.

Santo Antônio da Barra, Santo Antônio de Goiás, Santo Antônio do Descoberto, São Domingos, São Francisco de Goiás, São João D Aliança, São João da Paraúna, São Luís de Montes Belos, São Luiz do Norte, 

São Miguel do Araguaia, São Miguel do Passa Quatro, São Patrício, São Simão, Senador Canedo, Serranópolis, Silvânia, Simolândia, Sítio D Abadia, Taquaral de Goiás, Teresina de Goiás, Teresópolis de Goiás, Três Ranchos, Trindade, Trombas, Turvânia, Turvelândia, Uirapuru, Uruaçu, Uruana, Urutaí, Valparaíso de Goiás, Varjão, Vianópolis, Vicentinópolis, Vila Boa e Vila Propício.


Fonte: Noticias Concursos

Governo entrega máquinas e caminhões aos prefeitos goianos


O governador José Eliton entrega aos prefeitos goianos, nesta sexta-feira, 28, às 9h, 257 caminhões basculantes, 26 motos niveladoras, 23 tratores agrícolas e 4 caminhões pipa. 

Os recursos investidos na compra, da ordem de R$ 113 milhões, foram viabilizados graças às emendas no orçamento da União, propostas pelos deputados federais e senadores goianos e contrapartida do Governo do Estado. 

O projeto também teve o apoio da Caixa Econômica Federal e do Ministério da Agricultura.

Também serão entregues, no futuro, 205 máquinas retroescavadeiras, cujo processo de licitação está sob judice.

Os caminhões e outros maquinários, todos zero quilômetro, estão chegando e sendo colocados no estacionamento do Estádio Serra Dourada, onde vai acontecer a solenidade de entrega. 

Os contratos de cessão de uso pelas Prefeituras estão sendo elaborados pela Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico (SED).

O secretário de Desenvolvimento, Tito Souza do Amaral, lembra que os caminhões e as máquinas serão cedidos às prefeituras goianas, por tempo indeterminado, embora continuem fazendo parte do patrimônio do Estado. 

Ele considera esta iniciativa do Governo de ceder os equipamentos como uma atitude republicada e transparente do governador José Eliton, o que, na sua opinião, demonstra uma administração municipalista que visa o desenvolvimento do Estado como um todo, sem discriminação político-partidária.

O secretário anuncia que em 2019 os municípios goianos receberão mais R$ 70 milhões em máquinas e equipamentos que vão complementar o programa das patrulhas mecanizadas. 

Esses recursos são provenientes de emendas parlamentares de toda a bancada goiana e já foram aprovados no orçamento da União deste ano e empenhados. A contrapartida do Estado também já está assegurada.

Os municípios que terão os equipamentos em mãos, ainda este ano, foram indicados pelos senadores, deputados federais e pelo Governo do Estado. 

E os primeiros a receberem os caminhões e maquinários foram aqueles que apresentaram no tempo hábil a documentação exigida nos contratos.

A expectativa do Governo é que os prefeitos de Goiás tenham mais condições e autonomia para manter as estradas vicinais em bom estado de conservação e prestar serviços à população em geral e em especial aos agricultores do Programa Agricultura Familiar garantindo mais estrutura para os fazendeiros aumentarem a produção e fazer o escoamento com mais rapidez e segurança.

Fonte: Governo

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Divinópolis, Teresina, Campos Belos, Cavalcante, Guarani, Mambaí e São Domingos ainda não receberam profissionais do Programa Mais Médicos


Até agora, 147 profissionais se apresentaram para trabalhar nos postos de saúde dentro do Programa Mais Médicos em Goiás. 

Ao todo, eram ofertadas 202 vagas e, em 26 cidades, apesar de interessados se cadastrarem nas vagas inicialmente, não houve confirmação para início das atividades.

A expectativa dos secretários de saúde destas cidades (veja quadro) é que, com o novo edital aberto na última semana pelo Ministério da Saúde (MS), as faltas sejam preenchidas para que não haja prejuízo para os atendimentos de saúde.

Vice-presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Goiás (Cosems-GO), André Luiz Dias Mattos, que também é secretário de saúde da cidade de Morrinhos (130km de Goiânia), diz que já previa que haveria desistências. 

“A gente entende que o profissional recém-formado quer se especializar, buscar alguma melhoria profissional e muitas vezes a distância de algumas dessas cidades pode inviabilizar esses planos”, comenta.

A expectativa do Cosems, segundo Mattos ressalta, é que a abertura de novas vagas com a possibilidade de ingresso dos profissionais com registros profissionais do exterior possa resolver o problema. 

“Até mesmo os médicos cubanos que não foram embora e, que por ventura, se interessarem em ficar nestas cidades ou até mesmo se candidatarem a outras vagas em outros municípios, poderão participar. Esperamos que estas vagas sejam preenchidas até o final do ano”, diz.

Mattos detalha que no início do processo houve interessados para todas as cidades que tiveram vagas dispostas. 

“Existem dois momentos nesse processo. Um deles é a validação, quando o profissional apresenta os documentos exigidos e a homologação, quando, de fato, ele se apresenta para trabalhar”. 

Até agora, houve 151 validações e em quatro casos os municípios ainda aguardam a homologação. Mas nos outros 55 casos, ainda não ocorreu nem a validação.

Distância

A maior parte destes casos é de cidades com distâncias maiores da capital ou de Brasília. Como é o caso de Teresina de Goiás (500 km de Goiânia e 300 km de Brasília). 

Conforme já mostrado em reportagem no dia 25 de novembro, a cidade fica em uma região onde a energia elétrica não alcança todas as casas, a água consumida por alguns é de um riacho que passa atrás das residências e muitas casas não têm banheiro. 

Nessa cidade, duas médicas cubanas cuidavam da saúde da população.

“A gente espera que com o novo edital, essas profissionais possam voltar ou até mesmo outros, brasileiros ou estrangeiros, se interessem pela vaga”, disse. 

Em outras cidades, mais próximas da Capital, como Aparecida de Goiânia, e perto do Distrito Federal, como Valparaíso de Goiás, todas as vagas foram preenchidas no início do processo, no mês passado.

Mattos chama a atenção para o fato de que, no novo edital, as inscrições estão abertas para profissionais brasileiros e estrangeiros formados no exterior, mesmo que não tenham registro profissional no Brasil. 

Mattos reforma que não é necessário que os candidatos revalidem o diploma estrangeiro no País. Mas serão exigidos dezessete documentos diferentes desses profissionais. “Estamos na expectativa e esperamos que todas as vagas possam ser preenchidas no prazo”, diz.

De um total de 10.205 profissionais que manifestaram interesse, 5.972 compareceram ao local de trabalho

O Ministério da Saúde (MS) informou que até às 9 horas desta quarta-feira (19), 5.972 médicos já haviam comparecido ou iniciado as atividades nas localidades onde irão atuar pelo Programa Mais Médicos. 

Os dados ainda são preliminares. A data de início das atividades, no entanto, é definida com o gestor local. 

Após esta fase, o MS informou que fará um levantamento das vagas em abertos e das desistências para que nos dias 20 e 21 de dezembro sejam novamente ofertadas a outros profissionais com CRM Brasil.

Já o prazo para o envio da documentação de médicos brasileiros e estrangeiros formados no exterior encerrou no dia 16 (domingo). 

Ao todo, 10.205 profissionais manifestaram, por meio do edital, interesse em participar do programa. As documentações de todos ainda estão em análise, também conforme previsto no edital.

Nos dia 27 e 28 de dezembro, os médicos brasileiros formados no exterior terão acesso ao sistema para escolherem as vagas em aberto. 

Posteriormente, nos dias 3 e 4 de janeiro de 2019, os médicos estrangeiros terão a mesma oportunidade. Criado em 2013, o Programa Mais Médicos conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 distritos especiais indígenas.

Veja abaixo as cidades que ainda não receberam profissionais do Programa Mais Médicos: