quarta-feira, 31 de outubro de 2018

MP deflagra Operação Esculápio e apreende medicamentos vencidos em hospital de Monte Alegre de Goiás



O Ministério Público de Goiás deflagrou, na última sexta-feira (26/10) a Operação Esculápio, na mitologia grega e romana, é o deus da medicina e da cura. 


Com o apoio da equipe da Promotoria de Justiça de Campos Belos e das Polícias Civil e Militar, os promotores de Justiça Bernardo Monteiro Frayha e Douglas Chegury cumpriram mandados de busca e apreensão nesta segunda-feira (29/10), apreendendo vários medicamentos vencidos no Hospital Municipal de Monte Alegre de Goiás e na Secretaria de Saúde, além de documentos e computadores pertencentes aos órgãos.

Segundo esclarecem os promotores, o Conselho Municipal de Saúde de Monte Alegre de Goiás apresentou denúncia ao MP apontando irregularidades na unidade de saúde, entre elas a existência de medicamentos vencidos, inadequações na Secretaria Municipal e irregularidades relativas à morte de um médico ocorrida no hospital.

A operação também constatou o despejo irregular de lixo hospitalar, que era descartado sem qualquer observância das normas sanitárias. 

Com a informação, a equipe chefiada pelos promotores de Justiça foi até o “lixão” da cidade, onde encontrou todo tipo de lixo, inclusive hospitalar (principalmente medicamentos, sondas e equipo de soro), sem qualquer advertência ou obstáculo ao acesso.

Apurou-se ainda que os medicamentos e materiais utilizados pela área da saúde do município de Monte Alegre de Goiás são descartados em uma vala e, posteriormente, queimados. 

Além disso, a Operação Esculápio também constatou diversas irregularidades na gestão da saúde do Município, como, por exemplo, ausência de farmacêutico municipal e ausência de medicamentos no hospital, assim como outras inconsistências, que ainda estão sendo investigadas pelo promotor de Justiça Bernardo Monteiro Frayha, titular da Promotoria de Campos Belos.

Os promotores esclareceram também que alguns servidores foram notificados e encaminhados para serem ouvidos no mesmo dia na sede da Promotoria, visando instruir o procedimento instaurado. 

O material apreendido será encaminhado para o Centro de Inteligência do Ministério Público para análise e relatórios.

Fonte: MPGO 

Campos Belos: morre Cuta do restaurante, mãe de Mariana da Dog & Cia



Por Jefferson Victor,

Morreu nesta quarta-feira (31), de causas naturais, Maria Luiz Cardoso, 64 anos, pertencente á uma tradicional família do Distrito do Pouso Alto, distrito de Campos Belos (GO).

Cuta esteve semana passada em Brasília, fez exames e pretendia fazer uma cirurgia de redução de estômago, mas devido problemas de saúde apresentados, foi aconselhada a esperar mais um pouco, deveria perder peso e controlar a pressão e a taxa de glicemia.

Segundo familiares, ela chegou bem triste, mas continuava com o firme propósito de levar em frente o seu plano, mesmo que demorasse mais um pouco.

Mas nesta quarta, logo de manhã ela passou mal enquanto vestia uma roupa, foi socorrido mas acabou não resistindo.

De tradicional família de Pouso Alto, Cuta era viúva e deixa dois filhos, Sérgio e Mariana, ambos residentes na cidade de Campos Belos.

Há 25 anos, era proprietária e conduzia o mais tradicional restaurante da cidade, servindo almoço e janta de segunda a segunda.

Até pouco tempo mantinha a tradição do famoso comercial, onde se colocava um pouco de cada prato e os garçons iam fazendo a reposição de acordo com o consumo.

Ultimamente aderiu ao Self Service, se adequando à modernidade e também podendo dar um atendimento mais rápido e com menos desperdício de alimento.

Cuta mantinha a tradição de sempre no dia de Nossa Senhora Aparecida, distribuir alimentos principalmente para crianças, e nesse último, dia 12 de outubro, cerca de 1000 marmitex foram ofertados à população mais carente, e isso consumiu mais de dois dias de preparativos, e ela mesmo debilitada assumiu o comando da cozinha e todos foram servidos satisfatoriamente.

Também gostava de Visitar Bom Jesus da Lapa, fez isso por mais de uma década, ia sempre pedir proteção para ela e toda sua família

Filha de Josino Luiz Cardoso e Justina Ferreira Cardoso (falecidos), era irmã de Josélia, Josa, Gemi, Eva, Joelma, Joeci , Jotino e Joel. Era prima dos advogados Dr. José Luiz Barbosa, e Dra. Florismária Ferreira Barbosa.

O seu corpo está sendo velado na residência de Junior da Dog e Cia, próximo ao Posto Cajueiro.

O sepultamento está previsto para essa quinta-feira dia (01) em horário ainda não estabelecido.

Desde já queremos prestar a nossa solidariedade aos familiares, rogando a Deus que console cada um nesta hora tão difícil.

Colégios militares do Tocantins abrem seleção para mais de 900 vagas em cinco cidades


Os colégios militares do Tocantins abriram inscrições para a seleção dos alunos para 2019. São mais de 900 vagas nas cidades de Palmas, Araguaína, Arraias, Araguatins e Colinas. 

Quem quiser concorrer precisa preencher o cadastro no site da PM. O prazo para fazer a inscrição termina no dia 12 de novembro.

Para participar do processo seletivo, o estudante precisa ser brasileiro ou ter certificado de permanência regular no Brasil e também possuir Carteira de Identidade e CPF. 

As provas serão realizadas no dia 2 de dezembro, com quatro horas de duração.

Para o ingresso no 6º ano do ensino fundamental, as provas deverão iniciar às 8h e para a 1ª série ensino médio às 14h. 

No período matutino, os portões serão abertos às 7h e serão fechados às 7h45; no período vespertino, serão abertos às 13h e fechados às 13h45.

A avaliação terá 40 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas cada uma. Serão 20 perguntas de Língua Portuguesa e 20 questões de Matemática. 

Os locais de provas serão divulgados após o fim das inscrições. O início das aulas está previsto para o mês de janeiro.

Escola de Campos Belos investe em horta comunitária, sob o zelo e cuidado de crianças do ensino infantil





A direção da Escola Municipal Vereador Osvaldo Alves de Souza, do Povoado Barreirão, no município de Campos Belos (GO), está desenvolvendo um projeto muito bancana, junto aos estudantes do ensino infantil.

Com o objetivo de dar uma cara nova, a escola pensou e está colocando em prática um projeto de grande importância para a comunidade escolar e local, com a participação de todo o corpo de funcionários, alunos e pais de alunos na construção de canteiros de uma horta comunitária, com a respectiva ação de adubação, plantio, irrigação e cultivo. 


Com a parceria, está sendo possível construir hortas que já estão sendo utilizadas na alimentação dos alunos, como complemento ao lanche escolar, plantios de árvores frutíferas e plantas medicinais, além de plantas ornamentais.

Uma das estratégias para que fossem construídas as hortas, foi saber e entender que a maiorias das crianças são de fazendas circunvizinhas e que saem muito cedo de suas casas para irem até a escola. 

"Na maioria das vezes, as crianças nem tomam café antes de sair de suas casas.

Portanto, esse lanche que está sendo reforçado com as hortaliças produzidas na escola esta sendo muito aproveitado pelos nossos alunos que estão usufruindo dessa ideia", diz o professor Salviano. 

Existe uma escala feita pela direção escolar que está disponibilizado para que todos fiquem atentos e que não se percam na participação no processo de cuidado com a horta comunitária. 

"Com isso, a Escola Municipal Vereador Osvaldo Alves de Souza vem contribuindo para que os alunos tenham ótimas aulas e ao mesmo tempo uma boa alimentação, rica em proteínas para que os mesmos continuem fortes e saudáveis neste processo de ensino e aprendizagem". 







Escola de Arraias segue recomendação do MPE e realiza evento para estimular a prática da leitura


Representando o Ministério Público Estadual (MPE), o Promotor de Justiça de Arraias João Neumann Marinho da Nóbrega participou nesta segunda-feira, 29, da I Feira Literária, organizada pelo Colégio da Polícia Militar Unidade IV Jacy Alves de Barros.

O evento teve como tema “A importância da Leitura” e contou com uma série de atividades como apresentações teatrais, palestras, salas temáticas, premiações, leituras de poesias feitas por alunos, dentre outras ações.

A Feira Literária foi organizada em consonância com uma recomendação expedida pelo Promotor de Justiça, ainda em 2015, que orientou as escolas de Arraias a adotarem projetos de incentivo e desenvolvimento de hábitos de leitura, permitindo aos alunos o acesso pleno ao conhecimento.

O representante do MPE acompanhou todo o evento e reconheceu e enalteceu a grande importância dessa iniciativa e do trabalho desenvolvido pela direção da escola em questão.


Fonte: Surgiu

Deputado Osires Damaso defende polo de educação superior em Paraíso do Tocantins




Na tarde desta última terça-feira, 30, o deputado estadual Osires Damaso (PSC), esteve reunido, em seu gabinete, com o Pró-Reitor de Administração da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), Daniel Bardal, acompanhado com líderes do município de Paraíso do Tocantins e representantes da Comissão Técnica de Estudos para discutir polo de educação superior em Paraíso do Tocantins.

O pedido partiu um Ofício da Câmara de Vereadores com apoio de todos os parlamentares do legislativo municipal e solicita o empenho do deputado Osires Damaso na garantia de verba no orçamento do Estado do Tocantins, na ordem de 1 milhão e 250 mil reais para a continuidade da implantação do Campus da Unitins em Paraíso do Tocantins.

“Educação é a mola propulsora do desenvolvimento e crescimento de Paraíso do Tocantins. 


Garantir o acesso de paraisenses a uma educação de qualidade é um dever do Estado e comprometo-me em agilizar e defender a garantia da verba no orçamento do Estado do Tocantins para atender a demanda e assegurar o andamento da instalação do Polo na cidade”, disse Damaso.

Para o presidente da Câmara Municipal, vereador professor Deley Oliveira, a implantação significa oportunidade e esperança aos jovens. 

“Os estudantes de Paraíso do Tocantins e região do Vale do Araguaia estão com poucas opções na educação superior e a Universidade Estadual surge como esperança para que as pessoas que não têm condições de pagar uma faculdade”, explicou o presidente.

Estiveram na reunião representando a comissão, o presidente do PSC Municipal de Paraíso do Tocantins, Roberto Bandeira, presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Paraíso, Pró-Reitor de Administração da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), Daniel Bardal, professor e coordenador da Comissão, Amarair Tavares professor Deley Oliveira, diretora regional de Educação de Paraíso, Merivani Arrais e o assessor parlamentar, William Assunção.

Sessão Ordinária

Em pronunciamento na sessão ordinária da Assembleia Legislativa do Tocantins desta última terça-feira, 30, o deputado Osires Damaso apresentou o pedido aos deputados estaduais que visa a garantia da verba no valor de 1 milhão e 250 mil reais para ser aprovado no orçamento do Estado do Tocantins, contido na Lei Orçamentária Anual (LOA), para o exercício de 2019 e solicitou o apoio da Casa Legislativa para dar celeridade ao pedido de implantação, na parte que cabe ao Governo do Estado.

“Paraíso do Tocantins precisa de um polo de ensino superior para dar condições de formação superior e de qualidade aos jovens do município e da região do Vale do Araguaia, e para que este campus seja implantado e mantido em pleno funcionamento deverá ser e abraçado por todos os deputados desta Casa de Leis”, finalizou o deputado.

Fonte: Assessoria 

Iniciação Científica no Campus Campos Belos já colhe frutos extraordinários



Alunos e professores participantes do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica Júnior (PIBIC-Jr) participaram do 7° Congresso Estadual de Iniciação Científica e Tecnológica do IF Goiano que aconteceu no Campus Rio Verde de 22 e 26 de outubro.

Neste ano de 2018 o Campus Campos Belos foi representado por 16 alunos, todos acompanhados pelos professores: Karine Dias, Laíse Nascimento, Flávio Oliveira, Althiéris Saraiva, Marcos Rogério e João Rufino. As apresentações em forma de pôster aconteceram no dia 24 de outubro.

O aluno do terceiro ano do curso técnico em Informática, Pedro de Tôrres Maschio, recebeu a premiação de melhor trabalho apresentado na modalidade ensino médio com o trabalho intitulado: 

"A mineração de dados educacionais no Brasil: Um mapeamento sistemático de literatura". A orientação do trabalho é do Prof. Cleon Xavier.

Parabenizamos a todos os representantes, orientadores e orientandos do programa de iniciação científica do Campus Campos Belos.

Fonte: IF Goiano




José Omar é reconduzido ao cargo de chefe do Ministério Público do Estado do Tocantins


O procurador-geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior, recebeu das mãos do governador do Tocantins, Mauro Carlesse, na manhã desta quarta-feira, 31, a nomeação para o novo mandato como chefe do Ministério Público do Estado do Tocantins. 

“Agradeço à categoria que me honrou, por meio de uma votação expressiva. Eu e minha equipe nos esforçaremos ao máximo para realizar uma gestão diferenciada, com foco no atendimento das necessidades dos procuradores e promotores de Justiça, notadamente das promotorias de Justiça do interior, que são, de fato, a linha de frente da atuação ministerial”.

A escolha do PGJ que conduzirá a instituição pelos próximos dois anos foi feita com base na lista tríplice, formada por ocasião de eleição ocorrida ao longo do dia 29, segunda-feira. José Omar obteve o maior número de votos, seguido dos Procuradores de Justiça José Demóstenes de Abreu e Alcir Raineri Filho.

Em documento enviado ao governador, no dia da eleição, o presidente da Associação Tocantinense do Ministério Público, promotor de Justiça Luciano Casaroti, solicitou ao chefe do Executivo respeito aos princípios da democracia, observando-se como critério para a nomeação o nome do candidato mais votado na lista. 

Pedido também reforçado pela Associação dos Servidores Administrativos do Ministério Público (ASAMP) e pela Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP).

José Omar de Almeida Júnior ocupava, até o mês de maio deste ano, o cargo Subprocurador-Geral de Justiça e assumiu o posto de chefe do Ministério Público Estadual, por ocasião da aposentadoria do então PGJ, Clenan Renaut de Melo Pereira.

A solenidade de posse acontecerá no dia 14 de dezembro, conforme previsto na Lei Orgânica do Ministério Público do Tocantins.

Perfil

José Omar de Almeida Júnior iniciou sua carreira profissional no Ministério Público do Estado de Goiás, na função de assessor técnico, a qual exerceu entre os anos de 1976 e 1989. 

Com a criação do Tocantins, mudou-se para a capital provisória, Miracema do Tocantins, onde ingressou no quadro auxiliar do Ministério Público do Estado. 

Em junho de 1989, assumiu o cargo de assessor do Procurador-Geral de Justiça. No mês seguinte, ascendeu à chefia de gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça. 

Foi aprovado no primeiro concurso para Promotor de Justiça do Estado do Tocantins, tendo ingressado na carreira em 30 de janeiro de 1990. 

Em sua trajetória, atuou nas promotorias de Justiça das comarcas de Arraias, Paraíso do Tocantins e Palmas, até ser promovido a Procurador de Justiça em agosto de 1997. 

Foi Procurador-Geral de Justiça por dois mandatos consecutivos, nos biênios de 1996/1998 e 1998/2000 e atualmente ocupa o posto em mandato complementar. 

Na instituição, também ocupou os cargos de Ouvidor e coordenou o Centro de Apoio Operacional do Consumidor por dois mandatos, tendo exercido as funções de Diretor-Geral, Subprocurador-Geral de Justiça por duas vezes, Corregedor-Geral Substituto, membro do Conselho Superior do Ministério Público, além de integrar o Colégio de Procuradores de Justiça. Entre os anos de 1990 e 1993 presidiu a Associação Tocantinense do Ministério Público (ATMP).

Fonte: CT

Em Brasília, professora, natural de Arraias (TO), é assaltada na garagem de casa e morta com tiro no peito


Uma professora, natural de Arraias (TO), morreu na noite de domingo (28/10) vítima de latrocínio (roubo seguido de morte) em Ceilândia. 

De acordo com informações da Polícia Civil, a professora Symone Gomes de Araújo, 48 anos, foi abordada por dois assaltantes no momento em que chegava em casa, na QNM 20, e levou um tiro no peito.

Symone e outra mulher estacionavam os seus veículos na garagem da residência da professora quando a dupla apareceu. 


Os criminosos fugiram apenas com o carro de Symone, um Fiat Palio vermelho. 

Após ser baleada, a vítima foi socorrida por policiais militares, que a levaram para o Hospital Regional de Ceilândia. Mesmo passando por cirurgia, ela não resistiu aos ferimentos.

Symone era professora de educação física do Centro de Ensino Especial de Taguatinga há pelo menos 10 anos. 

Vice-diretor da instituição, Helder Gonçalves, 33, disse que todos os funcionários da escola estão perplexos. 

"Não dá para acreditar. Ela era uma pessoa exemplar e muito querida pelos alunos. É difícil de aceitar. Uma perda enorme", lamentou.

A 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia) investiga o caso e procura pelos dois suspeitos de cometerem o crime. 

"Ainda não temos muitas informações sobre os assaltantes. Vamos concentrar os esforços para encontrar o carro primeiramente e, assim, localizar os criminosos", disse o delegado-chefe da unidade, André Luís Leite. 

Ele não descartou a possibilidade de mais criminosos terem participado da ação.

De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF), até setembro deste ano, 19 pessoas morreram vítimas de latrocínio no Distrito Federal. 

O número é menor em comparação ao mesmo período de 2017, quando a pasta contabilizou 27 mortes pelo crime.

Segundo o Sindicato dos Professores do DF (Sinpro), o sepultamento será realizado em Arraias, Tocantins, cidade natal de Symone.
Fonte: PCDF

Escola Agrícola de Arraias promove Feira de Ciências do Campo





Com o objetivo de apresentar para a comunidade o trabalho que está sendo realizado na Escola Estadual Girassol de Tempo Integral Agrícola David Aires França, localizada no município de Arraias, foi realizado o XIV Dia de Campo, nos dias 25 e 26. 

O evento contou com apresentações de atividades como a produção orgânica das hortaliças, de mudas frutíferas e arbóreas do Cerrado, de compostagem com a utilização de restos orgânicos, plantio de mandioca e de feijão. 

Outras atividades apresentadas foram sobre a criação de bovinos, suínos e aves.

No primeiro dia, os alunos participaram de palestras sobre manejo e criação de ovinos, os cuidados com a aplicação de defensivos agrícolas, licenciamento ambiental das atividades rurais, alimentação dos bovinos no período da seca, manejo e conservação de solos, agroecologia e crédito rural.

No segundo dia de atividades, os visitantes passearam por uma trilha do conhecimento com temáticas como flores, horta vertical, sertão sustentável, fábrica de ração, entre outros. Em cada ponto da trilha, os alunos falavam sobre suas experiências.

De acordo com Divina Maria Fernandes Vidal, supervisora escolar da Diretoria Regional de Educação de Arraias, a ação da escola agrícola foi um sucesso, porque uniu os conteúdos teóricos com a prática. 

“A escola também reservou espaços para a literatura, para a produção dos alunos nas aulas de Língua Portuguesa, distribuiu mudas para os participantes e houve degustação de alguns produtos como a mandioca”, contou.

“Foram dois dias de intensa movimentação e aprendizado, nos quais destacamos a troca de saberes e o protagonismo de nossos alunos. De ouvintes a monitores, ao longo do evento experimentamos as alegrias da associação entre teoria e prática”, explicou a diretora da escola, Veronice Costa.

Parcerias

Este ano, estudantes de unidades escolares de outros municípios participaram das atividades do Dia do Campo. 

Também estiveram na ação, professores do Colégio Agrícola de Almas, do Colégio Agrícola de Natividade e da Escola Agrícola José Porfírio de São Salvador, unidades escolares que oferecem ensino profissionalizante.

A Escola Agrícola de Arraias contou com o apoio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins).

Aprendizagens

O estudante Aldemir Dias, do curso técnico em Agropecuária, falou de sua experiência. “Gostei muito, pois me proporcionou interagir com novas pessoas e demonstrar os conhecimentos adquiridos na sala de aula. Aprendi muito nas visitas às unidades demonstrativas”, disse.

Márcio José Martins, aluno da 3ª série do curso de Agropecuária, ressaltou a importância das ações do Dia do Campo. “Proporciona aos alunos momentos de discussões sobre os trabalhos realizados em salas de aula. 

Outro fator importante é o intercâmbio com estudantes de outras escolas e os agricultores da região, com estes promovemos a troca de ensinamentos”, frisou.

O estudante Ícaro Bertacco ressaltou a oportunidade de aprendizagens com o compartilhamento das informações e experimentos com os visitantes. 

“É quando podemos mostrar para a comunidade que aqui é um lugar de ensino de qualidade, mostrar o que produzimos e as experiências de sucesso realizadas durante o ano. Nesta edição, ensinei e aprendi muito com meus colegas, visitando os diversos stands”, esclareceu.

Fonte: Governo do TO




Campos Belos: Morre Acilon Caetano, pai de Márcio do espetinho




Por Jefferson Victor,

Morreu ontem, segunda feira (29), de causas naturais, em Brasília, Acilon Caetano de Brito, 75 anos de idade.

Acilon estava na Capital Federal para exames de rotina, tinha consulta marcada para segunda feira (29), mas no domingo sentiu-se mal, teve uma parada cardiorrespiratória, foi ressuscitado e em seguida passou por uma cirurgia para tratamento de um aneurisma que o acometeu no final de semana, porém duas horas após a operação veio a falecer.

Ele nasceu em Patos da Paraíba - PB, veio para Campos Belos nos anos 60, casou-se com dona Iracema Vieira de Morais (falecida) e com ela teve 5 filhos, Márcio, Claudio, Shirley, moradores em Campos Belos, e Rose e Sérgio que atualmente residem nos Estados Unidos da América, e que devido à distância, não participarão do velório.


Eles estão muito abalados com o passamento do seu pai e chorando enviaram mensagens aos irmãos lamentando o fato.

Acilon tinha como profissão açougueiro, atuava no abatimento de bovinos e suínos, mas sua grande paixão mesmo era a criação comercialização de caprinos, e com isto estimulou muitos criadores na região, já que a exportação para Brasília e outras localidades se tornou um negócio lucrativo.

Adepto de uma buchada de bode, ensinou muita gente em Campos Belos a consumir essa iguaria tão presente na mesa dos nordestinos espalhados por esse Brasil afora.

Muito carinhoso com a família, era o xodó dos parentes, brincalhão era querido por todos, uma espécie de tiozão.

Acilon era irmão de dona Socorro, Laércia, Antônia, Marly, Marlucia, Ailton, Hamilton, Pedro Antonio, Marcos e José.

Tio de Luiz Sérgio radialista, Cida de Zé Cândido, Neto da Churrascaria Rodeio, Liduina do Hotel Cristal, Márcia de Evaldo Terra, Ana Lúcia, Solange, Glória, Patrícia, Marta, Shirlene, Dôra, De Assis, Luciene e outros.

Muito ligado a esportes, era torcedor ferrenho do Palmeiras, e em Campos Belos foi um dos fundadores do Renascença, time de veteranos, e normalmente atuava como árbitro. 

Segundo os adversários, quando ele apitava a parcialidade era tanto que seu time dificilmente perdia.

Uma vez atuando como juiz, deu uma falta a favor do Renascença bem próxima da entrada da área, Gildázio pegou a bola pra bater e ele sem perceber gritou pra ele “olha eu marquei a falta mas é pra Sinval bater”, isso criou uma certa desconfiança do adversário de que eles na verdade estavam jogando contra 12.

Participava ativamente dos acampamentos do Renascença, e neste último, esse ano, levou 4 ovelhas para a pescaria.


Lá, como de tradição, fez buchada de bode e estava muito à vontade no grupo de amigos, os quais lhe chamavam de “Índio,”apelido bem aceito, uma maneira carinhosa de seus amigos brincarem com ele.

Foi grande o movimento de parentes e amigos que vieram para despedida final.


Eles formam uma família com muitos membros, povo alegre e unido, sempre se reúnem em comemorações e esbanjam alegria de viver, mas hoje estão tristes com a perda desse ente querido.

Seu corpo foi velado na rua Dona Aurora Santos, Q. 03 Lote 08 no setor Portal da Serra.

O sepultamento ocorreu quarta-feira (31), às 09h, no cemitério local.

Desde já externamos à família do Acilon os nossos mais sinceros sentimentos, rogando a Deus que console a cada um nesse momento tão difícil.




Liberdade sem limites ou com responsabilidade?




Não é segredo para ninguém, e faz bastante tempo, que o alunado da Universidade de Brasília, como de outras escolas espalhadas pelo país, deixou a produção acadêmica e científica de lado, bancada pelos pobres contribuintes, e enveredou, de vez, pelas tortuosas sendas de uma esquerda ultrarradical e raivosa, que pune, com todo o tipo de agressão, qualquer um que ouse comungar outros credos.

Mesmo o enorme prédio do Minhocão, que abriga a maioria dos cursos ali oferecidos, é alvo da depredação impiedosa dessa matilha ensandecida que se apossou da universidade, como se ali fora um reduto inexpugnável dos partidos de esquerda, derrotados nessas últimas eleições. 


Pichações e assolações desse patrimônio estão por toda parte. A revolta pelos resultados saídos das urnas enfureceu ainda mais esses vândalos que passaram a dominar praticamente toda a instituição.

De alunos, se transformaram em bonecos de ventríloquos, repetindo em coro slogans ensaiados, que visam unicamente amedrontar oponentes, fazendo de um edifício público, satélite de partidos radicais. 


Também já não se pode esconder de ninguém que há muito a direção da 

UnB perdeu todo o tipo de controle sobre o alunado, não apenas por medo de contrariá-lo, mas, sobretudo porque endossam essas manifestações corriqueiras.

Nessa balbúrdia em que se transformou a Universidade da capital, muitos professores também têm responsabilidade direta, alimentando a fúria dos alunos com o catecismo caduco dessas ideologias, conforme orientação pedagógica do niilista Antonio Gramsci (1881-1937). 

Os docentes que prezam pela pesquisa científica são violentamente alijados do grupo profissional.

Dessa forma, vai se concretizando a ideia desse “pai dos comunistas” italianos que dizia que “a autoridades dos partidos que conduzissem o processo, seriam onipresentes e invisíveis como um decreto divino”. Não é pouca coisa, trata-se do autor mais citado em teses no Brasil. 


Sem exagero, é correto considerar que nossas instituições de ensino superior se transformaram hoje num templo devotado de culto à Antonio Gramsci. Pelo menos essa é a afirmação de analistas que estudam o processo de abdução das universidades brasileiras,

Com a ausência das autoridades dentro e fora da UnB, os alunos, com o apoio camuflado de muitos professores, tomaram o leme da universidade e fazem o que querem, como querem e no momento que lhes convier.

Veja alguns vídeos no Blog do Ari Cunha. Eles circulam agora nas redes sociais e mostram hordas de estudantes ameaçando pequenos grupos que não aceitam se submeter a doutrina dessa massa violenta. Foi preciso escoltar os alunos pensantes para que não fossem linchados vivos.

A UnB está fora de controle, sob o comando de arruaceiros que não têm nada a perder. Não chega a ser surpresa que no vácuo de autoridade que vive o país, nossas universidades estejam literalmente entregues nas mãos de uma elite sem compromissos com o futuro ou com quem quer que seja, até mesmo consigo próprias.

A frase que não foi pronunciada:

“O objetivo mais elevado da educação é desaprender o que antes tínhamos por certo, substituir a certeza pela sutileza, o preconceito pela compaixão e o destino pela possibilidade.”

Neel Burton

Fonte: Ary Cunha (Coluna visto, lido e ouvido)

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Haddad vence Bolsonaro em Campos Belos (GO), com 60% dos votos válidos





O Candidato à presidência da República Fernando Haddad (PT) foi o vencedor no município de Campos Belos, nordeste de Goiás, pelo segundo turno do pleito de 2018. 

Mesmo perdendo no âmbito nacional, Haddad obteve 60,68% dos votos validos, somando 5.442 votos, contra 39,32% de Bolsonaro, que obteve em Campos Belos 3.526. 

128 eleitores votaram em branco e 660 anularam o voto. 

Fazendo a comparação com o primeiro turno das eleições presidenciais, Haddad obteve 49,62% (4.450), contra 34,18% (3.066) de Bolsonaro. 

Alckmin ganhou das urnas em Campos Belos 5,84% dos votos (524) e Ciro (PDT), 5,73%, com 514 votos válidos. 

Isso significa dizer que Haddad conseguiu 992 votos a mais no segundo turno, um crescimento de 11,06%. 

Já Bolsonaro obteve 460 votos a mais, com crescimento de apenas 5,14% em percentagens dos votos. 

Praticamente um Alckmin de diferença. 

Já Haddad levou os votos de Ciro, Marina e Amoedo, Cabo Darciolo e demais candidatos, grosso modo. 

Em eleições suplementares, Divinópolis de Goiás elege Dr. Charley Tolentino como prefeito


Dr. Charley Tolentino (PRB) foi eleito prefeito de Divinópolis de Goiás com 57,27% dos votos válidos, em eleição suplementar realizada neste domingo (28), junto com as eleições presidenciais. 

Em números absolutos, Dr. Charley recebeu 2.064 votos e adversário deles, Miltim (PR),obteve 42.73%.

A votação para prefeito na cidade teve 14,25% de abstenção. 

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 18 eleitores da cidade votaram em branco e 206 votaram nulo.

Divinópolis teve eleição suplementar porque o prefeito Alex Santa Cruz de Oliveira (PPS) e o seu vice, Jofre Pereira Cirineu (PPS), eleitos em 2016, foram condenados por abuso de poder econômico e compra de votos, pelo fornecimento de combustível, passagens de ônibus e dinheiro durante a campanha eleitoral. 

Os dois estão inelegíveis por oito anos e foram condenados a pagar R$ 53 mil cada um.

Com informações de Antônio Carlos 

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Em Gurupi (TO), vídeo mostra momento em que policial civil atira de dentro de viatura e mata PM



Um vídeo gravado por uma câmera de segurança mostra o momento exato da abordagem da Polícia Civil que terminou com a morte do sargento Gustavo Teles, da Polícia Militar do Tocantins. 


Veja o vídeo

O caso foi registrado na madrugada de terça-feira (23) em Gurupi (TO), no sul do estado. 

Os dois militares estavam em uma motocicleta sendo perseguidos por uma viatura da Civil.

A bordagem aconteceu por volta de 00h55. A motocicleta surge no vídeo e passa por cima de um morro de terra perto do meio-fio. 

Os militares se desequilibram e rolam no asfalto. Logo depois, o ocupante que estava na garupa da moto se levanta, leva a mão a cintura, dá alguns passos e novamente cai. 

Este seria o sargento Gustavo Teles, que foi baleado e morreu no local.

As imagens mostram também que Teles estava de costa quando supostamente foi baleado. 

O tiro teria partido da viatura ainda em movimento. A Polícia Civil não informou de que arma partiu a bala que matou o PM.

Ao mesmo tempo, o outro ocupante da moto se levanta, pega alguma coisa no chão e logo depois levanta as mãos para o alto. 

Ele coloca um objeto no chão e novamente levanta os braços. Este seria o sargento Edson Vieira, que sobreviveu a abordagem e está internado em um hospital após ter um ferimento no pé durante a queda.

As imagens confirmam parte da versão contatada por Vieira em depoimento. Ele afirmou que estava pilotando a motocicleta e não reagiu à abordagem dos Policiais Civis.

Por outro lado, contraria parte do que foi informado pela Polícia Civil. 

"Em determinado momento, o condutor da motocicleta perdeu o controle, ambos caíram e quando se levantaram, já levantaram com armas em punho. 

Nesse momento houve reação da equipe de policiais civis, foi efetuado um disparo e um dos ocupantes da motocicleta foi atingido. 

Quando esse primeiro ocupante foi atingido, o segundo se entregou e colocou a arma no chão", afirmou o delegado Hélio Gomes, no dia seguinte à ocorrência.

O G1 questionou a Polícia Militar e a Secretaria de Segurança Pública sobre as imagens e aguarda resposta. O Governo informou que ainda não teve acesso ao vídeo, mas está reunido para se pronunciar sobre o caso.


O caso

Os dois sargentos da Polícia Militar estavam sendo perseguidos porque supostamente teriam envolvimento em homicídios e uma tentativa. 

Os crimes aconteceram na mesma noite, em Gurupi. O sindicato dos policiais civis chegou a afirmar que a ação dos militares se assemelha a de grupos de extermínio.

O delegado Hélio Gomes afirmou que os policiais civis tinham acabado de fazer atendimento no local do primeiro assassinato e seguiam para outra ocorrência quando se depararam com os PMs na motocicleta.

Durante a abordagem, a Polícia Civil apreendeu três armas com os sargentos da PM. Uma das armas foi ligada aos dois assassinatos por um laudo da perícia. 

O sargento teve a prisão preventiva decretada por suspeita de envolvimento em dois homicídios na mesma noite.

Polêmica


Após a abordagem o delegado que fez o primeiro atendimento do caso resolveu deixar o estado após supostamente receber ameaças. 

Um vídeo gravado durante o velório do sargento Gustavo Teles mostra outro policial da mesma companhia afirmando que "os combatentes vão continuar a guerra que o sargento começou".

"A informação que a gente teve foi de que a saída dele [do delegado] de Gurupi e do Tocantins foi em razão de ameaças que foram feitas por policiais militares e principalmente por um vídeo que está circulando nas redes sociais, em que um membro da Companhia Independente de Operações Especiais disse que a morte do colega vai ter volta e que estamos tentando denegrir a honra dele", explicou o delegado Bruno Boaventura em entrevista ao G1.

No vídeo citado por Boaventura, um membro da Companhia Independente de Operações Especiais, da qual o sargento Gustavo Teles participava, diz que os "amigos e combatentes estarão sempre continuando a guerra que ele começou, pois a voga não vai parar. Os entendedores entenderão. 

O nosso irmão não morreu em vão e vai ser honrado".

O governo do estado informou que não vai se posicionar sobre o vídeo. A Polícia Militar informou que tem prestado todo o apoio necessário, no sentido de colaborar com as investigações. 

Disse ainda que já está em curso um Procedimento Administrativo a fim de se apurar as circunstâncias que envolveram os militares.

A Secretaria de Segurança Pública ainda não se manifestou sobre o vídeo.

Entenda

Na mesma noite da morte do policial Gustavo Teles, foram registrados outros dois homicídios na cidade. Um deles ocorreu na avenida Brasília com a rua 7. A vítima é Neuralice Pereira de Matos, de 22 anos. 

O outro foi na avenida Alagoas, no centro da cidade, onde Nataniel Gloria de Medeiros, de 28 anos, também foi baleado e não resistiu.

Os crimes teriam sido praticados de forma semelhante: dois homens em uma motocicleta atiraram contra as vítimas. 

O vídeo de uma câmera de segurança na avenida Alagoas, no centro de Gurupi, mostra o momento em que Nataniel Gloria de Medeiros, de 28 anos, é baleado.

Outros dois jovens foram baleados de forma semelhante. Eles estavam em uma calçada junto com outras pessoas, quando atiradores passaram de moto e dispararam. Os feridos foram levados para o Hospital Regional de Gurupi.

Nota na íntegra

O Governo do Estado, por meio das Polícias Civil e Militar do Tocantins, informa que é interesse institucional que sejam apuradas as posturas dos policiais militares, 2º Sgt PM Edson Vieira Fernandes e 3º Sgt PM Gustavo Teles, bem como a forma de condução por parte da Polícia Civil naquela ocorrência da noite do dia 22, em Gurupi.

Além da investigação, que corre em segredo de justiça, cabe ressaltar que, na apuração do caso que envolve os dois militares, a PM tem prestado todo o apoio necessário à Polícia Civil no sentido de colaborar com as investigações.

Também já está em curso um Procedimento Administrativo na PM a fim de se apurar as circunstâncias que envolveram os militares.

Por fim, destaca que as polícias Militar e Civil continuam conduzindo os trabalhos de polícia ostensiva e investigativa, em todo o Estado do Tocantins, inclusive em ações conjuntas, contra o crime e a busca pela paz social.

Fonte e texto: G1 Tocantins 

Prefeito de Taguatinga (TO) vai ter que reduzir em 20% despesas com cargos não efetivos


O prefeito de Taguatinga, Altamirando Zequinha (PV), deverá reduzir em 20% as despesas com cargos em comissão, contratos temporários e funções de confiança, conforme Ação Civil Pública (ACP) ajuizada pelo Ministério Público Estadual (MPE) por ato de improbidade administrativa contra o gestor.

Altamirando Zequinha terá um prazo de 30 dias após a Justiça conceder a liminar ao pedido do MPE, o que ainda não ocorreu. 

As medidas deverão ser implementadas até que os gastos do município com a folha de pagamento voltem a se enquadrar abaixo do limite prudencial estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Em caso de não cumprimento desta possível liminar, o MPE pede que o prefeito seja afastado do cargo.

Recorrente

O Ministério Público vem atuando no caso representado pelo promotor de Justiça Argemiro Ferreira dos Santos Neto, que expediu anteriormente uma recomendação, orientando ao prefeito a tomada de providências para o reenquadramento dos gastos com pessoal ao limite legal. 

Porém, não houve resposta e o gestor continuou a aumentar a despesa, elevando drasticamente o desequilíbrio fiscal do município.

Segundo o Promotor de Justiça, o descontrole das contas acarretou inclusive o atraso dos pagamentos dos servidores vinculados à Secretaria Municipal de Saúde.

Crescimento nos gastos
O representante do MPE aponta que a irregularidade foi identificada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). 

No terceiro bimestre de 2017, as despesas com pessoal em Taguatinga eram de R$ 15.160.189,13, valor que correspondia a 53,71% da Receita Corrente Líquida (RCL). 

Crescendo continuamente nos períodos seguintes, estes gastos alcançaram, no quarto bimestre de 2018, R$ 19.358.895,49, correspondentes a 60,78% da RCL.

Ainda de acordo com os dados levantados pela Promotoria de Justiça, a elevação dos gastos ocorreu tanto pelo aumento na contratação de pessoal quanto pelo acréscimo dos salários dos servidores, medidas que não poderiam ser adotadas pela gestão em razão do desenquadramento do limite legal e da falta de previsão na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Em julho de 2017, o município contava com 562 servidores. Em abril de 2018, somavam 706 servidores, segundo consta na folha de pagamento da Prefeitura.

A imprensa tentou contato com o gestor, mas as ligações não foram atendidas.

Fonte: T1 Notícias

Cinco cidades de Goiás terão eleição no domingo para escolher novo prefeito, entre elas Divinópolis e Planaltina


Em 19 cidades, a eleição no próximo domingo será diferente. Além de eleger o próximo presidente da república e o governador, nos estados em que haverá segundo turno, os eleitores também escolherão novos prefeitos e vices. 

A eleição suplementar para escolher os chefes dos Executivos municipais ocorre após casos de condenação eleitoral ou criminal, abuso de poder político, compra de votos ou cassação de mandato. 

Quem causou a nulidade da eleição não pode concorrer.

Em nove estados — Ceará, São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Amazonas, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Maranhão — haverá votação para prefeitos e vices. 

A gestão municipal nessas cidades ficou por conta dos presidentes das Câmaras de Vereadores.

Em Goiás, por exemplo, haverá cinco eleições suplementares: Davinópolis, Divinópolis, Serranópolis, Turvelândia e em Planaltina de Goiás, no Entorno da capital federal. 

Em todos os casos, os então administradores tiveram seus mandatos cassados pelo crime de captação ilícita de sufrágio, previsto no Artigo 41-A da Lei Eleitoral, e que veda qualquer tipo de doação, promessa ou vantagem pessoal ao eleitor em troca do voto.

Em Planaltina de Goiás, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) cassou o mandato do prefeito David Alves Teixeira Lima (PR), e de sua vice, Maria Aparecida dos Santos (Pros), por compra de votos. 

Eles sequer assumiram o cargo. O Ministério Público Eleitoral do estado (MPE-GO) começou as investigações logo após a disputa de 2016. 

Segundo as denúncias, um dono de empresa de transporte coletivo prometeu empregos a quem votasse em David e em Maria Aparecida. 

Panfletos eleitorais eram colocados nos assentos dos ônibus, alguns chegaram a ter o rosto dos candidatos estampados.

A mais recente decisão da Justiça Eleitoral para a realização de eleições suplementares ocorreu em Mongaguá, no litoral Sul de São Paulo. O TRE-SP decidiu por unanimidade que o novo pleito ocorreria no início da semana.

A crise no Executivo municipal começou em maio deste ano, quando o prefeito da cidade, Artur Parada Prócida (PSDB), foi preso em flagrante pela Polícia Federal. 

Em sua casa, ele guardava R$ 5,3 milhões. Ele foi investigado na Operação Prato Feito, contra supostas fraudes em licitações para merenda escolar em 30 cidades de São Paulo. Ele acabou afastado do cargo por lavagem de dinheiro.

No lugar de Artur, assumiu o vice-prefeito Marcelo Melo Gomes (PSDB). Contudo, em julho, ele acabou afastado da gestão municipal por ser investigado por desvio de verbas da União para a educação. 

Depois, teve seu mandato cassado pela Câmara Municipal em agosto. Gomes voltou ao cargo em outubro após liminar do Tribunal de Justiça de São Paulo. Mas a Justiça Eleitoral decidiu realizar novas eleições.

Amazonas, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina terão eleição para governador. 

Nesses locais a ordem de votação será primeiro voto para governador, depois para presidente e por último para prefeito. Em Goiás, Ceará, Mato Grosso e Maranhão, o eleitor deve votar primeiro para presidente, depois para prefeito.

Fonte: CorreioWeb

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Taguatinga-TO: Prefeitura gasta mais de R$ 1,3 milhão com folha de pagamento e MPE pede afastamento do prefeito


O descontrole nas contas públicas do município de Taguatinga, que tem ocasionado até mesmo atrasos no pagamento de salários dos servidores da saúde, virou uma ação judicial na qual. 

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio do promotor de justiça Argemiro Ferreira Neto, instaurou uma ação civil por ato de improbidade administrativa contra o prefeito Altamirando Zequinha Gonçalves Taguatinga - o Miranda Taguatinga. 

Na ação o promotor pede que seja concedida liminar determinando o afastamento do prefeito do cargo.

No pedido, a promotoria solicita ainda que a justiça determine que o gestor municipal reduza as despesas com pessoal, especialmente gastos com cargos em comissão, contratos temporários e funções de confiança, em pelo menos 20%, até que as despesas do município sejam menores que o limite prudencial previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal. 

O prazo solicitado é de 30 dias, sob pena de afastamento de Miranda Taguatinga da função de prefeito.

De acordo com o promotor de justiça, o prefeito é o responsável direto pelo aumento gradativo das despesas do município, tendo adotado nos últimos meses uma gestão ineficiente que tem feito as contas públicas ultrapassarem os limites da LRF, chegando a 60,78% no 4º bimestre de 2018.

Somente no mês de abril deste ano a prefeitura de Taguatinga chegou a gastar R$ 1.3551.629,06 com uma folha de pagamento de apenas 706 funcionários. 

Na ação, o MPE argumenta que a falta de controle fiscal do gestor ocasionou o atraso nos salários dos servidores da saúde. 

“Por todos estes fatos, denota-se que o demandado não tem qualquer compromisso com a boa administração pública”, pontuou.

As denúncias contra os supostos atos de improbidade administrativa foram feitas pela Associação dos Servidores Públicos Municipais do Estado do Tocantins (ASPMET), que há meses vem cobrando a regularidade no pagamento dos salários dos servidores. 

"Nós procuramos mostrar que os problemas no atraso do pagamento de servidores, o não pagamento da data-base, o não cumprimento do PCCR são devidos ao grande número de contratos, muitos deles desnecessários. 

A ASPMET não é contra os contratos essenciais, mas sim contra aqueles que servem apenas como ajeitamento político. 

Enquanto associação nós iremos defender os direitos dos nossos associados, mas para isso precisamos que o município tenha condições de pagar prioritariamente o salário dos servidores, o que não está acontecendo", declarou o presidente da ASPMET, Ronaldo Sérgio Alves de Sousa.

Inquérito
O atraso nos salários é objeto de um outro procedimento administrativo instaurado também pelo Ministério Público Estadual para apurar os motivos pelos quais os servidores da pasta vêm recebendo nos últimos 3 meses o pagamento com atraso de pelos menos 10 dias.

Para o MPE, o atraso fere a dignidade da pessoa humana e afirma que compete ao gestor público garantir o essencial para uma existência minimamente digna por parte dos servidores públicos. 

Ainda no inquérito, a promotoria cita que, mesmo em situação financeira desfavorável, o administrador público tem o dever de realocar recursos públicos para satisfazer as necessidades mais urgentes do município.

O Conexão Tocantins tem tentado contato com o prefeito, mas as ligações para a prefeitura de Taguatinga não foram atendidas.

Fonte: Conexão TO

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Carreta Novartis da Saúde chega em Goiás para combate à hanseníase




Após percorrer o estado do Mato Grosso, a Carreta Novartis da Saúde chega em Goiás, no dia 22 de outubro, oferecendo atendimento gratuito e exames para hanseníase, além da conscientização da população sobre a prevenção e o tratamento da doença infecciosa crônica que causa, sobretudo, lesões de pele e danos aos nervos.

A primeira parada da Carreta será no município de Jaraguá, onde ficará por dois dias, a
ntes de seguir viagem para os demais municípios do Estado, como Goianésia, Padre Bernardo, Crixás, Cavalcante, Campos Belos, Teresina de Goiás, Monte Alegre e Divinópolis de Goiás. 


A região Centro-Oeste apresenta o maior índice de detecção da doença no país¹ – cerca de sete vezes mais que a região Sudeste, e doze vezes a região Sul – e apenas no estado de Goiás mais de mil casos foram registados em 2017². 

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil ainda ocupa o segundo lugar no ranking de países com novos casos de hanseníase, no entanto, há uma redução de 34,1% no número de novos casos diagnosticados no país entre 2006 e 2015³. 

A queda é reflexo de uma série deações implantadas no País para o enfrentamento da doença, entre as iniciativas destaca-se a Carreta Novartis da Saúde.

A ação é realizada pela Novartis, desde 2009, em alinhamento à Organização Mundial de Saúde (OMS)ao assumir o desafio de contribuir de forma ativa com a erradicação da hanseníase até 2020. 

A Carreta é realizada em parceria com o Ministério da Saúde e conta com apoio do CONASS (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e do CONASEMS (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde). 

Trata-se de caminhão itinerante com cinco consultórios e um laboratório que percorre todo o Brasil para contribuir com o combate a hanseníase.

Os pacientes diagnosticados recebem o tratamento completo, bem como as prescrições médicas para receber os medicamentos durante os meses seguintes. 

Além disso, a Novartis também doa os tratamentos medicamentosos para a hanseníase à Organização Mundial da Saúde, que os repassa aos países que dele precisam.

Ao longo de sua história, o projeto já beneficiou mais de 66 mil pessoas em diferentes estados do Brasil. 

Além disso, estima-se que a Carreta de Saúde seja hoje responsável por 25% de todos os diagnósticos de hanseníase registrados no Brasil, fornecendo assim uma cooperação única com os órgãos nacionais de saúde pública na eliminação desta doença.

A hanseníase, comumente conhecida como lepra, é uma doença infecciosa causada pela bactéria Mycobacterium leprae, ou bacilo de Hansen, que lesiona os nervos periféricos e reduz a sensibilidade da pele. 

Geralmente, o distúrbio ocasiona manchas esbranquiçadas em áreas como mãos, pés e olhos, mas também pode afetar o rosto, as orelhas, nádegas, braços, pernas e costas. O tratamento é ambulatorial e disponibilizado pelo SUS.

Sobre a Novartis

A Novartis está reimaginando a medicina para melhorar e ampliar a vida das pessoas. Como líder mundial em medicamentos, utilizamos tecnologias científicas e digitais inovadoras para criar tratamentos transformadores em áreas de grandes necessidades médicas. 

Em nossa busca por novos medicamentos, somos constantemente classificados entre as principais empresas do mundo que investem em pesquisa e desenvolvimento. 

Os produtos da Novartis alcançam quase 1 bilhão de pessoas em todo o mundo e estamos encontrando maneiras inovadoras de expandir o acesso aos nossos tratamentos mais recentes. Cerca de 125 mil pessoas de mais de 140 nacionalidades trabalham na Novartis em todo o mundo.

Fonte: Assessoria 

De Campos Belos (GO): Escolinha K10 mede forças com o Goiás e Atlético Goianiense

Por Morgana Tavares, A Escolinha de Futebol K10, presidida pelo ex-jogador de futebol profissional Kássio Fernandes, compareceu pe...