sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Três homens são presos em Campos Belos após troca de tiros com a PM. Um deles é acusado do assalto a uma joalheria do Goiânia Shoppinng




Três homens foram presos nesta quinta-feira (20), em Campos Belos, nordeste do estado, após trocarem tiros com a Polícia Militar e com a Polícia Civil, no Setor industrial.

Segundo a PM, equipes saíram em apoio a uma operação conjunta com a Polícia Civil (Deic), em cumprimento a um mandado de busca e apreensão, por volta das 16 horas.

No local da diligência, ao ser percebida a chegada das autoridades, os agentes do Estado foram recebidos a tiros. Ao menos dois disparos foram ouvidos.

Após serem contidos, os três homens apresentaram resistência contra as guarnições, sendo necessária a contenção com o uso da força policial.

Ainda de acordo com a PM, no momento da chegada das guarnições, os acusados estavam fazendo consumo de entorpecentes (maconha e cocaína), de forma que a casa estava totalmente encoberta pelo mal cheiro. 


Uma motocicleta Honda/CG150 Titan, sem placas, também foi encontrada no local e se constatou, logo após, ser produto de furto ou roubo, tendo sido registrada a subtração dela no último dia 16 de setembro

Um dos acusados, que está em liberdade condicional por outro crime, portava um revolver .357, com duas munições deflagradas. 

Este mesmo rapaz, segundo a polícia, é o principal suspeito de um roubo ao supermercado "Ponto Certo", no setor Cruzeiro, em Campos Belos, ação criminosa ocorrida no dia 17 de setembro, por volta das 19h.

Ainda no interior da residência, foram encontradas 16 munições de calibre .357; 10 munições calibre .32; 21 gramas de maconha e 5,8 gramas de cocaína.

Consta também contra um outro rapaz, preso na ação, registro de dois mandados de prisão e que segundo o Boletim da Polícia Militar, é pelo assalto a uma joalheria do Goiânia Shopping, estando ele na condição de foragido. 

Este mesmo homem, agora capturado pelo Deic, está sendo investigado por mais de 50 homicídios, segundo afirmam as autoridades.

Contra o terceiro acusado havia também dois mandados de prisão em aberto. 


Os três foram conduzidos à delegacia de Policia Civil local para as providências legais e devem responder, ao menos, por resistência, associação criminosa, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. 

Ação do DEIC

A ação do Departamento Estadual de Investigações (DEIC) é uma continuidade das investigações do grande assalto ocorrido no dia 18 de julho, quando um dos acusados, portando uma arma de fogo e na companhia de mais duas pessoas, roubaram cerca de R$ 300 mil em jóias, de uma Joalheria no Goiânia Shopping, fato de grande repercussão na mídia goiana. 

Segundo as investigações do DEIC, no dia seguinte ao assalto, o acusado pegou um ônibus para a cidade de Campos Belos, fugindo da atuação da Polícia e estabeleceu-se no setor Buritis, na companhia de um outro rapaz, que estava em liberdade condicional.

Logo depois, os dois passaram a cometer crimes de tráficos de drogas na cidade.

Ainda de acordo com a polícia, no dia 12 de setembro, após uma briga por domínio de área de tráfico, um dos rapazes efetuou oito disparos de arma e matou Luan Mendes Araújo, em Campos Belos, fugindo imediatamente após homicídio.

Na última terça-feira, as forças militares e civis de Campos Belos saíram no encalço de ambos os acusados, quando foram recebidos a tiros no setor industrial. 

Veja a matéria de TV, de roubo da joalheria do Goiânia Shopping