Pular para o conteúdo principal

Acampamento/Pescaria marca os 32 anos do Renascença Futebol Clube, em Campos Belos



 

Por Roberto Nabofarzan, 

E lá se vão trinta e dois anos desde que nos reunimos no Colégio Estadual Professora Ricarda para oficializar o nome do time, até então chamado de “time dos veteranos” ou “Time dos velhos”.

Na realidade, a maioria dos integrantes estavam na faixa entre os vinte e cinco a trinta anos, mas já deixávamos de participar dos campeonatos regionais pelos grandes times da época, Campos Belos, Misto e Juventude. 

A regra primeira para se integrar ao time era ter trinta anos ou oitenta quilos de peso, muitos passarão com louvo no fator peso.

Eleito o primeiro presidente, João Januário de Almeida apresentou o nome Renascença, que ele trazia de um grupo que frequentou no estado da Bahia, e foi prontamente aceito pela maioria.

Mandávamos nossos jogos no antigo campo do Mixto, no Setor Buritis, hoje tomado por residências. 

Nossas famílias assistiam as partidas e depois íamos bebemorarmos as vitórias ou derrotas, afinal o importante era mesmo a resenha.

A sede própria só veio anos depois, no início nos reuníamos na porta de uma Bar na Praça da Matriz, em frente ao Hotel Boa Sorte, que era de Dona Emília e depois passou a ser administrado pelo Cardoso, sogro de Elton Modesto. 

Mais tarde abri o Bar do Betão, que passou a ser nosso ponto de encontro e, quando mudei, ficou sendo a primeira sede oficial, na Avenida Campos Belos, na casa alugada de Seo Salatiel Assunção Costa.

Acima do nosso campo ainda era tudo mato, mas um senhor que não me recordo o nome, abriu um bar na frente de sua casa, nas proximidades de onde é hoje o Fórum. 

Havia uma enorme árvore, frondosa, sombra aconchegante. Selma Victor e a mãe de meus filhos, Sueli, levaram Cynthia e Átila, nossos primogênitos, para um passeio e descobriram o local. 

Foi ali a base para todos os acampamentos/pescarias que acontecem até hoje. A elas se juntaram outras mães e filhos, não vou citar nomes para não cometer a injustiça do esquecimento de uma ou outra.

Inicialmente íamos para o Rio Bezerra, próximo da Ponte, acima do Balneário, depois para o Bezerra Ponte, entre Arraias e Monte Alegre, depois as excursões para a Praia do Dominguinhos, em Paranã, e tudo caminhou até os dias de hoje, onde o Rancho do Grito, agora de propriedade do Dr. Zito e família, se tornou, há aproximadamente uma década, o local oficial do acampamento/pescaria do Renascença Futebol Clube.

É preciso ressaltar que nos acampamentos/pescarias no Rancho do Grito, realizados entre agosto/setembro de cada ano, apenas os homens participam, até a esposa do caseiro viaja. 

Evita dissabores entre casais e permite liberdade de vocabulário, um verdadeiro clube do Bolinha.

Há muito o que narrar sobre a amizade fraterna de nosso grupo nesses trinta e dois anos, a saudade dos que voltaram para junto do pai eterno, dos que se mudaram e não mais voltaram ao nosso Campos Belos de açúcar, os que mudaram de cidade mais não abandonam o grupo, como Eugênio Feitosa e eu; de nossa independência financeira, pois nunca dependemos de dinheiro público. 

Fazíamos o Carnaval de Salão e de rua, nos oitenta, com banda famosa contratada, pagávamos e ainda sobrava dinheiro para nossas viagens e farras.

Participávamos das barraquinhas juninas, promovíamos bailes com gente famosa da época, como Sula Miranda e outros, sempre com nossos atletas e famílias atuando como porteiro, bilheteiro, garçom, leiloeiro e tudo que fosse necessário para sobrar o lucro que garantia nossas viagens, acomodações, bebidas e etc.

Há um movimento, já configurado, para o retorno de alguns veteranos companheiros para a direção de nosso clube, visando a integração entre o novo e o experiente, no intuito de tornar nosso grupo cada vez mais forte e unido.

Estou coletando dados para fazer uma biografia mais ampla possível de nossa história. 

Por enquanto, apenas um preâmbulo para ilustrar o que foi o 30° Acampamento/Pescaria do Renascença no Rancho do Grito em 2018. Uma história de amor, amizade e respeito.

Postagens mais visitadas deste blog

Urgente: Polícia frusta assalto a banco, em Campos Belos (GO). Há bandidos mortos. Gerente do Banco do Brasil foi sequestrado

Uma mega operação da Polícia Militar de Goiás, da Polícia Civil e da Polícia Militar do Tocantins frustou o que seria um dos maiores assaltos a banco de Campos Belos, no nordeste de Goiás. 
Ação da polícia ocorreu ainda há pouco. 

Ao menos oito homens fortemente armados se preparavam para assaltar e tocar o terror na cidade, quando foram interceptados e trocaram tiros com a Polícia. 

Há muitas viaturas da polícia nas ruas da cidade, parte do comércio fechou e há até um helicóptero da polícia civil dando apoio às operações da PM. 
As informações ainda são desencontradas.

Nos veículos dos bandidos foram encontrados fuzis e várias armas de fogo. 

Segundo informações, há mortos entre os bandidos.  

De  acordo com o major Carvalho, Comandante da PM em Campos Belos, os bandidos chegaram a sequestrar o gerente do Banco do Brasil e a família.

Ainda de acordo com o oficial, o gerente e a família foram libertados, sem ferimentos e confirmou que dois bandidos foram mortos. 

Seis estão foragidos. Ousados,…

Feminicídio brutal: Homem mata esposa e filho, em Campos Belos (GO)

Uma noite terrivelmente trágica abateu a cidade de Campos Belos, neste sábado (2). 

Um homem armado no setor Bom Retiro, identificado como Joecilio Pereira da Silva, de 38 anos, um pedreiro atuante em Campos Belos, voltou para a residência e iniciou uma forte discussão com a mulher dele, Catiane da Silva Dias, de 37 anos, uma cabeleireira da cidade.

As primeiras informações dão de conta que a mulher pediu a separação do casal.

Atordoado e sem aceitar a separação, ele teria passado o sábado bebendo em um bar próximo e no início da noite voltou para casa com a intenção de cometer o crime de feminicídio.

Um dos filhos do casal, Diemerson Pereira Dias, um estudante de 18 anos, partiu em defesa da mãe, quando o homem sacou uma arma e atirou duas vezes contra a mulher e depois deu outros dois tiros contra o filho.

Ambas as vítimas foram atingidas e morreram no local.

O segundo filho do casal, uma adolescente de 15 anos, fugiu da cena criminosa, temendo também ser assassinada pelo pai.

Os …

Milagre: em Novo Alegre (TO), carro capota, criança é arremessada e fica pendurada em árvore

Um verdadeiro milagre. É assim que pode ser descrito o fato que ocorreu nesta sexta-feira (15), numa rodovia estadual, no sudeste do Tocantins. 

Era por volta das 6h da manhã, quando um veículo Fiat Uno preto, placas JDU-3158, de Brasília (DF), capotou na rodovia TO-110, entre as cidades de Novo Alegre e Combinado (TO). 
No carro, seguiam duas mulheres e uma criança numa cadeirinha de bebê. 
Em determinado momento, a motorista do Fiat perdeu o controle do carro, que capotou diversas vezes, saiu da pista e foi parar em um barranco próximo ao leito da rodovia, totalmente destruído.  
O acidente ocorreu após dois km da cidade de Novo Alegre, sentido Combinado, na entrada de uma fazenda, de propriedade de "Dona Florinda".

No momento do capotamento, a criança, que estava na cadeirinha de bebê mas sem o cinto de segurança, foi arremessada violentamente para fora do veículo e jogada para cima de uma árvore.
Ela não caiu e ficou pendurada nas galhas de um cajueiro, numa altura de cerca de…