terça-feira, 3 de julho de 2018

Inaugurações movimentam câmpus de Tocantinópolis, Gurupi e Arraias




Durante a semana, a Universidade Federal do Tocantins (UFT) promoveu a retomada das obras do novo prédio da reitoria, no Câmpus de Palmas, e a inauguração da Unidade Cerrado em Miracema. 


Contudo, a agenda de inaugurações segue em andamento nos próximos dias nos câmpus de Tocantinópolis, Gurupi e Arraias.

O reitor Luís Eduardo Bovolato destaca que as inaugurações reforçam as estruturas físicas dos câmpus com edificações padronizadas e proporcionam melhores condições para estudantes, professores e técnico-administrativos. Além de representar avanços significativos na estrutura para o ensino, pesquisa e extensão.

Devido aos cortes no orçamento das universidades por parte do governo federal, as obras ficaram paralisadas entre março de 2015 e janeiro de 2017. 

“Nós conseguimos reduzir o passivo de obras. Em 2016, eram 32 obras paralisadas, hoje são apenas quatro. 

Apesar das dificuldades, a gestão entrega à comunidade um conjunto de obras confortáveis e modernas, desenvolvido de acordo com as necessidades específicas”, explica o reitor.

Bovolato destaca que essa é uma etapa vencida pela universidade, que dará sequência a novos desafios. 

As etapas seguintes correspondem a equipamentos e mobiliário. Além de estruturas físicas complementares como passarelas, cantinas e reprografia. “Aos poucos vamos cumprindo essas etapas e às novas demandas que surgirão. 

Como eu digo: a Universidade nunca está pronta. É um processo de construção permanente”. Ele acrescenta que a partir desta etapa, a universidade pode pensar em novos horizontes, como a implantação de novos cursos.Tocantinópolis

No Câmpus de Tocantinópolis será inaugurada a Unidade Babaçu na segunda-feira (2), às 9h, com o bloco de salas de aulas 3P e o prédio da biblioteca, ambos compostos por três pavimentos. 

O primeiro custou R$ 5.367.910,12 e o segundo R$ 3.765.463,45.

A Unidade Babaçu beneficiará os estudantes ao abrigar novas salas de aula e laboratórios. A nova estrutura atende a uma demanda antiga da comunidade do Câmpus de Tocantinópolis. 

Pois parte da estrutura física da unidade atual foi herdada de quando o Câmpus ainda pertencia à Fundação Universidade do Tocantins (Unitins), antes de 2003.Gurupi

No Câmpus de Gurupi será inaugurado o bloco de salas de aulas 3P na quinta-feira (5), às 17h. 

O valor da obra é de R$ 8.326.742,30. No primeiro pavimento encontram-se quatro auditórios e duas salas de aulas. O segundo pavimento conta com doze salas de aulas e no terceiro pavimento encontram-se os laboratórios de:

• Físico-Química;
• Eletroquímica;
• Silvicultura;
• Cultura de células;
• Bioquímica e genética aplicada;
• Química Geral;
• Química Analítica;
• Biotecnologia de alimentos;
• Fermentação;
• Patologia Florestal;
• Agronomia e;
• Geologia/Mineralogia.Arraias

No encerramento desta sequência de inaugurações, o Câmpus de Arraias inaugura o novo prédio para a biblioteca na sexta-feira (6). O valor da obra é de R$ 4.361.977,76. 

O pavimento térreo é composto pelo hall principal, guarda volumes, sala de referencia, empréstimo, xerox, acervo geral, sala de aquisição, hall de serviço, recepção administração, sala técnica e DML (depósito de material de limpeza).

O pavimento superior é composto por sala de acervo raro, sala de reunião, coordenação, bibliotecário, processamento técnico, administração, arquivo/depósito, copa, preservação de livros, sala técnica e DML (depósito de material de limpeza, mestrados e doutorados, periódicos e coleções gerais, estudo individual e em grupo, sala áudio e vídeo e acervo especial).

Fonte: UFT