Banner 1

Banner 1

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Nas eleições do Tocantins, pode-se desperdiçar o criador da Ficha Limpa por políticos surrados e tradicionais



O juiz Marlon Reis é um dos idealizadores da Ficha Limpa.

Ele é um dos principais nomes contra a corrupção no país. 

Por sua história de luta, seria um grande nome para assumir um cargo público em qualquer lugar neste Brasil efervescente.

E não é que o eleitor pode desperdiçar esse nome em uma eleição para governador ?!

Tudo porque no estado do Tocantins, os moradores vão escolher um novo governador neste domingo (3). 

Mais de um milhão de eleitores são esperados nas urnas para votar e escolher qual dos sete candidatos na disputa vai comandar o Palácio Araguaia até o fim do ano, numa eleição suplementar para tapar a vaga deixada por Marcelo Miranda, afastado do cargo por compra de votos. 

O idealizador da Ficha Limpa é um dos candidatos. Mas Marlon Reis (REDE) não está bem das pernas. 

Concorrem com ele velhas e surradas raposas da política tocantinense:  Kátia Abreu (PDT); Marcos Souza (PRTB); Amastha (PSB), Mauro Carlesse (PHS) e o senador Vicentinho Alves (PR).

Pesquisa feita há pouco tempo indicou o juiz na quinta colocação. Se tudo caminhar como sugerem as pesquisas, vai ganhar um político tradicional. 

Uma baita desperdício. 




2 comentários: