quinta-feira, 28 de junho de 2018

Combate às drogas: Proerd forma 200 alunos em Campos Belos (GO)




No último dia 26, ocorreu a formatura do Programa Educacional de Resistência as Drogas (Proerd) em Campos Belos.

O programa é uma parceria entre Polícia Militar, família e as escolas


Na cidade, cerca de 200 alunos, de várias escolas públicas, se formaram.

O curso teve a duração de quase três meses e foi ministrado pelo instrutor Soldado J.Santos, com apoio da Prefeitura Municipal e a Secretária de Educação.

O Proerd consiste num esforço cooperativo estabelecido entre a Polícia Militar, a Escola e a Família, tendo objetivo ensinar aos estudantes boas estratégias de tomada de decisão para ajudá-los a desenvolver habilidades que os permitam conduzir suas vidas de maneira segura e saudável.

E construir um mundo no qual os jovens de todos os lugares estejam capacitados para respeitar os outros e para escolherem conduzir suas vidas livre do abuso de drogas, da violência e de outros comportamentos perigosos.


Os objetivos específicos do programa incluem: 


Desenvolver nos jovens estudantes habilidades que lhes permitam evitar influências negativas em questões afetas às drogas e violência, promovendo os fatores de proteção.

Estabelecer relações positivas entre alunos e policiais militares, professores, pais, responsáveis legais e outros líderes da comunidade escolar.


Permitir aos estudantes enxergarem os policiais militares como servidores, transcendendo a atividade de policiamento tradicional e estabelecendo um relacionamento fundamentado na confiança e humanização.


Estabelecer uma linha de comunicação entre a Polícia Militar e os jovens estudantes.


Abrir um diálogo permanente entre a "Escola, a Polícia Militar e a Família", para discutir questões correlatas à formação cidadã de crianças e adolescentes.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os cometários aqui publicados são de inteira responsabilidade dos autores. Este Blog não se responsabiliza pelos comentários postados pelos leitores, que poderão ser responsabilizados e penalizados judicialmente por abuso do direito da livre manifestação.