Exigiu R$ 2 mil para não divulgar fotos íntimas de uma jovem nas redes sociais e foi preso por extorsão



Wemerson Pires Cavalcante, suspeito de exigir R$ 2 mil para não divulgar fotos íntimas de uma jovem nas redes sociais, foi denunciado pelo Ministério Público Estadual. As ameaças começaram em abril deste ano. O caso foi registrado em Araguaína.


Segundo o MPE, as investigações confirmaram que em janeiro deste ano, a vítima começou uma amizade nas redes sociais com Cavalcante, que nas redes sociais tinha um perfil falso com o nome de Felipe A. Azevedo. 

Segundo a promotoria, os dois passaram a manter conversas no aplicativo e trocava fotos íntimas.

A promotoria diz que a jovem parou de responder as mensagens e Cavalcante passou a intimidá-la e constrangê-la a entregar R$ 2 mil. Ele dizia que se ela não repassasse o valor, compartilharia as fotos na internet.

O MPE relatou que as ameaças se intensificaram e a vítima aceitou entregar R$ 300 ao suspeito. 

O pagamento seria realizado na avenida Filadélfia, em Araguaína. Na ocasião, a jovem decidiu registrar boletim de ocorrência e relatou os fatos à Polícia Civil.

Após tomar conhecimento do caso, agentes de polícia acompanharam a vítima até o local combinado. Ela deixou o dinheiro e saiu. Momentos depois, o suspeito chegou para pegar o valor e foi preso em flagrante. No momento, ele ainda desobedeceu uma ordem dos policiais.

O suspeito foi denunciado por extorsão e desobediência de ordem legal de funcionário público. As penas podem chegar a 10 anos de prisão.

Fonte: G1