terça-feira, 10 de abril de 2018

Câmaras frias estão estragadas na maioria dos IMLs do Tocantins. Arraias e Dianópolis sofrem com a falta do serviço


As unidades do Instituto Médico Legal (IML) das principais cidades do estado estão sem câmaras frias para guardar corpos. 

Um levantamento feito pelo G1 apurou que Araguaína, Gurupi e Porto Nacional estão com os equipamentos estragados e em Paraíso do Tocantins a unidade não tem o equipamento.

Na maioria dos casos, as vítimas são levadas para Palmas, que também estaria com os equipamentos estragados desde o último final de semana.

Conforme consta no site da Secretaria de Segurança Pública (SSP), o estado possui atualmente 14 unidades do IML. 

Porém, pelo menos quatro unidades estão desativadas: Pedro Afonso, Dianópolis, Miracema e Arraias.

As outras cidades que possuem unidades do IML são: Natividade, Araguatins, Colinas, Guaraí e Tocantinópolis.

Em Natividade, a única câmara fria também não está funcionando e Guaraí não tem o equipamento. Tocantinópolis possui duas câmaras, uma com capacidade para seis corpos e outra para dois. Só que um dos equipamentos está parado há mais de um ano e o outro nunca funcionou.

O G1 não conseguiu verificar a situação das unidades de Araguatins e Colinas.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP), responsável pelos IMLs do Tocantins, foi questionada sobre a situação das câmaras frias no estado, mas ainda não respondeu.

Fonte e texto: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário