Banner 1

Banner 1

quinta-feira, 22 de março de 2018

TSE cassação diploma de Marcelo e Cláudia por 5 votos a 2, com aplicação imediata


Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta quinta-feira (22) cassar o mandato do governador de Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), e da vice-governadora, Cláudia Lelis (PV).

Por 5 votos a 2, os ministros da Corte consideraram a existência de caixa 2 na campanha de 2014, com utilização de recursos não declarados à Justiça Eleitoral.

A decisão tem efeito imediato e o governador deverá deixar o cargo para realização de novas eleições. O vencedor deverá ocupar o cargo até o final deste ano.

Até a nova eleição, que deverá ocorrer entre 20 e 40 dias, assumirá o cargo de governador o presidente da Assembleia Legislativa de Tocantins, Mauro Carlesse (PHS).

Entenda o caso

Durante a campanha eleitoral de 2014, um avião foi apreendido em Goiás levando R$ 500 mil, além de santinhos de Marcelo Miranda e outros políticos. 

De acordo com o Ministério Público Eleitoral (MPE), o veículo utilizado para levar o dinheiro até a aeronave estava no nome do PMDB, atual MDB.

O pedido de cassação do governador e da vice foi proposto pela coligação "A mudança que a gente vê", do ex-governador Sandoval Cardoso, e pela Procuradoria Regional Eleitoral do Tocantins.

A defesa do governador alegou que a investigação policial, feita por delegacia especializada em tráfico de drogas de Goiás, aconteceu de forma irregular e que provas encontradas no celular dos envolvidos também foi obtida ilegalmente.

Texto: g1

Um comentário:

  1. Boa notícia. Agora gostaria de saber como o prefeito Fernando Pereira, vai fazer com àquelas pessoas que ele arrumou contrato para trabalharem no Estado? Vai lotar a prefeitura? Porque você prometeu empregos, agora queremos. Promessa e dívida.

    ResponderExcluir