Banner 1

Banner 1

segunda-feira, 12 de março de 2018

Qualidade de vida e natureza: grupos de pedalada intensificam-se no Sudeste do Tocantins e Nordeste Goiano



Grupos de pessoas que passaram usar bicicletas esportivas para pedalada é cada vez maior na região Sudeste do Tocantins e no Nordeste de Goiás. 

São centenas de pedalistas que praticam esse tipo de esportes para sair da rotina e prevenir-se contra doenças causadas pela obesidade e pela falta de exercícios físicos, como o derrame. 

Esta modalidade de esportes já era vista na região, mas se intensificou no último mês de dezembro, quando a prefeitura municipal de Lavandeira, através da secretária municipal de Meio Ambiente, Limpeza Urbana e Turismo, mobilizou a região para a 1ª Pedalada Ecológica do município e 1ª do Consórcio intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável (CIDS) dos municípios do Vale do Rio Palmas, durante programação de aniversário de 22 anos de emancipação política do município.

Com cerca de 80 pedalistas na primeira edição de Lavandeira, em dezembro de 2017, o movimento de ciclistas na região aumentou cerca de 50% em apenas dois meses.

O objetivo da pedalada ecológica é disseminar a política de educação ambiental entre os ciclistas, que preferem pedalar na natureza pelas estradas rurais. 

Foi com esse afinco, que o jovem Rafael de Aurora mobilizou os pedalistas para fazer um amistoso passeio, no último final de semana, na região do Mosquito, um santuário ecológico no município de Lavandeira, onde conta com quase uma centena de cachoeiras, grutas e cavernas.

Cada vez mais entusiasmados, os amantes do pedal criaram um grupo de whatsapp, denominado de "Família Pedal", para se comunicarem e propor novas programações a cada final de semana. 

Neste domingo (11), o pedal foi ao rumo do paredão, localizado a cerca de 20 km de Combinado, na divisa com o município de Novo Alegre. 

Entre os grupos do Pedal, o movimento conta com pedalistas de Aurora, Lavandeira, Taguatinga, Combinado, Novo Alegre, Campos Belos, Arraias e até Alto Paraíso de Goiás, sempre em conexão com os parceiros de trilhas. 

Para o empresário campos-belense Tavinho Batista, pedalar é sempre um motivo prazeroso, principalmente depois de se superar de um acidente quase fatal

Já o pedalista Vitalino de Combinado, que usa prótese em uma de suas pernas, o pedal lhe deu superação e ânimo. Ele está sempre pronto para ir mais longe, na companhia de sua bicicleta esportiva, uma amiga de todos os dias. 

Segundo Rodrigues di Sousa, secretário de Meio Ambiente de Lavandeira, o objetivo da Pedalada Ecológica é unir os ciclistas em prol da preservação ambiental e interagir saúde com meio ambiente. 

Por isso, já está programado também como política de educação ambiental, a 1ª Pedalada Ecológica de Combinado e a 3ª Pedalada Ecológica do CIDS do Vale do Rio Palmas. 

Já em outubro será a vez de Aurora do Tocantins realizar sua 1ª edição e 4ª Pedalada Ecológica do (CIDS).

Com texto e informações do Tribuna do Interior





Nenhum comentário:

Postar um comentário