sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Começa a mobilização na Região sudeste do Tocantins para formação do comitê de bacia hidrográfica do Rio Palmas



Começou recentemente a mobilização da Região sudeste do Tocantins para formação do comitê de bacia hidrográfica do Rio Palma, o principal rio da região, portador de imensa riqueza e de muita vida. 

Seriamente ameaçado, o rio tem passado por uma agonia terrível nos últimos anos.  

Doze municípios compõem a bacia hidrográfica do Rio Palma: Paranã, Arraias, Novo Alegre, Lavandeira, Combinado, Aurora, Conceição,Taipas, Ponte Alta do Bom Jesus, Novo Jardim e Dianópolis.

Segundo a engenheira ambiental, Naraiany Alves, responsável pela gestão ambiental em quarto municípios, a mobilização para criação do sexto Comitê de bacia hidrográfica do Tocantins está sendo realizada pela SEMAH- Secretaria de Meio Ambiente do Estado e Recursos Hídricos, em parceria com os doze municípios. 

"O primeiro encontro ocorreu com os prefeitos de cada cidade, pois a criação do colegiado depende também da anuência dos gestores. 

O segundo envolvimento é voltado para três segmentos: poder público, sociedade civil organizada e usuários de água. Estamos trabalhando firme para zelar e cuidar cada vez mais desse nosso tesouro", afirma Naraiany Alves.

Os comitês são colegiados e tem sua importância por ser uma ferramenta de gestão descentralizada.

A engenheira Ambiental é responsável pela gestão ambiental em quarto municípios: Aurora, Combinado, Lavandeira, e Novo Alegre, sendo estes agora já parte integrante do CIDS- Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Vale do Rio Palma. 

Resta agora a sociedade local conhecer o projeto e participar intensamente dessa corrente de proteção do Rio Palma. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário