Banner 1

Banner 1

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Câmara de Vereadores de Campos Belos adia sessão que vai apreciar veto contra o PL antinepotismo. A pressão de bastidores é forte


A Câmara de Vereadores de Campos Belos nordeste de Goiás, adiou a apreciação do veto do prefeito Eduardo Terra ao PL (Projeto de Lei 004/2017), que tenta proibir a contratação de parentes de prefeito e de vereadores, sem concurso, contratados, muitas das vezes, meramente por apadrinhamento. 

A sessão legislativa estava marcada para a noite da próxima segunda-feira (5). 

Agora, foi adiada para o dia 19 de fevereiro (segunda-feira), depois do carnaval. 

Segundo fontes ouvidas pelo blog, é grande a movimentação de bastidores para tentar barrar o projeto. 

Há vereador que está insistindo em votação secreta, que é inconstitucional, apenas com o intuito de esconder o voto de cada parlamentar. 

Grande parte dos vereadores de Campos Belos, que usa da artimanha do apadrinhamento político, tem o desejo de manter o veto do prefeito, mas teme ficar com a imagem arranhada junto aos eleitores. 

Fontes dizem também que tem até parlamentar querendo mudar de lado. No início votaram com o projeto, agora ameaça mudar o voto. 

Só para lembrar: votaram a favor do projeto da vereadora Karinna, os vereadores Gilbertinho, Ivone, Márcio Valente, Lucinha, Arione, e a própria Karinna.  

Quais desses vão mudar de lado?  quais desses desejam que a sessão seja secreta?

Votaram contra o projeto e a favor da emenda proposta pelo vereador Baiano, de excluir os agentes políticos do PL, os vereadores Gilson, Rodrigo, Nego da Patrol e Adroaldo Baiano. 

Também chegou a hora de o vereador Juranda fazer a diferença. 

Por ser o presidente da Casa, normalmente ele não vota durante a apreciação dos dispositivos. 

Mas para um assunto tão importante e histórico seria interessante que o presidente da Casa também votasse. 

Este blog, desde o início, se posicionou a favor do PL, proposto pela Vereadora Karinna, que tenta proibir a contratação de parentes, sem concurso. 

Não é um desejo, apenas. 

É um posicionamento político para se tentar acabar com essa prática cultural antiga, nefasta, desonesta, que virou até moeda de troca. 

Prefeitos Brasil afora empregam parentes de vereadores em troca de apoio e vice-versa. 

É o chamado nepotismo cruzado, que já foi proibido na esfera federal, mas que nos municípios as autoridades insistem em manter a prática. 

No Judiciário Federal a coisa era tão escancarada que dava nojo. 

Por exemplo, um desembargador de um tribunal qualquer empregava a filha ou a mulher de outro magistrado, que, em troca, empregava parentes daquele desembargador em outro Tribunal. 

Uma vergonha. 

Assim acontecia no Congresso Nacional e nos Ministérios. 

Para acabar com a farra, a luta foi grande da imprensa e do Ministério Público. A prática, enfim, é uma proibição constitucional. 

O vereador Baiano, de Campos Belos, disse, recentemente, que não é contra o nepotismo, mas apresentou a emenda ao texto da vereadora Karinna porque a Constituição não proibiria a contratação de agentes políticos, mas apenas os demais agentes públicos. 

Agentes políticos são as pessoas eleitas (presidente, governadores, deputados, prefeitos, vereadores e membros do Poder Judiciário). 

Não faz nenhum sentido essa tese. 

São os agentes políticos os principais alvos da Lei antinepotismo. São eles quem mais empregam parentes e que mais usam o poder político para coagir. 

Qual o sentido em se proibir os demais agentes públicos e deixar os agentes políticos de fora?


Se esse PL não for aprovado, será uma vitória do atraso e das pessoas que não querem ver a sociedade e nem a gestão política e da coisa pública avançarem. 

Querem manter tudo como do jeito que estar, para continuar as relações promíscuas de poder. 

Fique de olho, caros cidadão, caro eleitor. O voto dos vereadores também é seu voto.  

4 comentários:

  1. Estamos de Olho, os vereadores que votarem contra a PEC, é por que tem parentes trabalhando. Tem vereador q tá com a família toda empregada. Aiai...

    ResponderExcluir
  2. O pior de Tudo e a câmera de vereadores ir para Caldas novas participar de uma Reunião política
    Que vai durar 15 dias por conta da câmara municipal!
    Bora abrir o Olho eleitores de Campos belos
    Será que isso é uma Reunião política ou farra política
    Se colocar na ponta da Caneta isso vai gerar um gasto de 50 mil
    Farra com dinheiro da população, Saúde, Educação, segurança, Iluminação.
    Espero que alguém consiga fazer essa Matéria

    ResponderExcluir
  3. Cidadão de Campos Belos, estes vereadores que querem votos secreto deve ter algum a temer.
    Mais já sabemos quem votou contra e a favor da primeira vez, que venha as eleições saberemos em quem vota.

    ResponderExcluir
  4. "SAMBA DO CRIOLO DOIDO"

    EM 29 SETEMBRO 2017,FOI PUBLICADO A CALADA DA NOITE NO DIÁRIO MUNICIPAL DE GOIÁS O DECRETO 174/2017, QUE EM SEU ART 4º INCISO IV ESTÁ BASTANTE CLARO QUE OS NOMEADOS PARA ASSUMIREM
    CARGO PÚBLICO NO MUNICIPIO DEVEM APRESENTAR DECLARAÇÃO DE NEPOTISMO SEGUNDO RC Nº 26/09 DO TCM/GO QUE
    REGULAMENTA A LEI DA FICHA LIMPA 1.118/12
    QUE POR SINAL FOI SANCIONADO PELO PREFEITO
    SARDINHA COM PARTICIPAÇÃO DO SEU PROCURADOR
    A ÉPOCA O ATUAL PREFEITO "DUDU OU MENINO DA BOTA" COM QUEIRA, SARDINHA FOI O PRIMEIRO A SENTIR O GOSTO DO DESTILADO.

    DE DUAS UMA: A VEREADORA KARINA INVENTOU A RODA OU O PREFEITO EDUARDO TERRA (DUDU) NÃO
    SABE O QUE ESTA ASSINANDO.AO VETAR O PROPOSTA
    DE LEI DA VEREADORA KARINA

    ATT EDIJALDO

    ResponderExcluir