Banner 1

Banner 1

sábado, 27 de janeiro de 2018

Crise: População faz doações para policiais civis que dormem em delegacias. Em Iaciara/GO comunidade está fornecendo alimentação aos policiais



Policiais civis que estão dormindo em delegacias, alegando que o salário é muito baixo para conseguir pagar aluguel, estão ganhando doações da população de acordo com o promotor do Ministério Público, Douglas Chegury.

Agentes e escrivães recebem R$ 1,5 mil. O governo anunciou que eles receberão um auxílio para melhorar as condições.

Alguns profissionais contam que foram designados para cidades muito longe de suas casas. Com o salário insuficiente, adaptaram quartos em cômodos das delegacias. Assim que o expediente termina, às 18h, eles fecham as portas e ficam trancados no interior da unidade.

Porém, várias vezes eles têm de atender a moradores. "A gente não tem privacidade, segurança, a gente apreende armas e drogas, se algum bandido quiser roubar, é um local perigoso", avalia um escrivão que não quis ser identificado.

De acordo com o promotor do MP, os profissionais estão recebendo apoio da população em algumas cidades. “Em Iaciara, o conselho da comunidade, como uma forma de estimular esses policiais civis para que eles continuem na região, desempenhando o excelente trabalho na segurança, tem fornecido não apenas alimentação, mas inclusive aparelhos de ar condicionados, porque as temperaturas são muito elevadas, para serem instalados em cômodos da delegacia onde eles estão vivendo”, afirmou.

Chegury afirma ainda que essa situação não é a adequada. “Legalmente falando não é o ideal. O correto seria que esses policiais que entraram agora no serviço público recebessem um salário com um pouco mais de dignidade, mas essa foi a alternativa encontrada para auxiliar esses policiais”, completou.

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), anunciou que a categoria vai ser uma das que vai ser beneficiada com um auxílio. “Todos os que fizeram concurso sabiam que os três primeiros anos seriam assim. Além de um reajuste, eles vão receber um auxílio de R$ 500 para alimentação. Todo mundo que ganha menos de R$ 5 mil no estado vai ter, a partir desse ano, um auxílio de R$ 500”, afirmou.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário