Banner 1

Banner 1

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

UEG de Posse/GO receberá laboratório. Na UEG de Campos Belos/GO será construído um auditório


O Governo de Goiás, por meio do programa Goiás na Frente, investe R$ 20,1 milhões em obras de construção, reforma e ampliação de unidades da Universidade Estadual de Goiás (UEG). 

No total, são 12 projetos, já iniciados. “É um grande ciclo virtuoso. Essas obras vão garantir uma estrutura ainda melhor para o ensino e a pesquisa”, avalia o vice-governador e coordenador-geral do programa, José Eliton. 

Uma das grandes novidades da instituição foi o lançamento na terça-feira, dia 12, pelo governador Marconi Perillo do curso de Medicina, em Itumbiara.

Na UEG, os recursos do Goiás na Frente são aplicados em obras de infraestrutura, laboratórios e equipamentos necessários para o desenvolvimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas pela instituição. 

José Eliton cita o “olhar visionário” do governador Marconi Perillo ao fundar a universidade ainda na sua primeira gestão, em abril de 1999, o que delineou uma nova realidade para o Ensino Superior do estado.

Um dos destaques é a construção do campus Valparaíso. Somente por meio do Goiás na Frente, o investimento é de R$ 4,1 milhões. 

“Para que possamos ter um futuro próspero e desenvolvido, é fundamental investir em inovação, tecnologia, formação do saber e conhecimento”, afirma o vice-governador. “Tudo isso deve ser aliado ao plano de geração de empregos. São fatores fundamentais dentro deste importante programa”, assegura ele.

José Eliton observa que muitos entraves foram superados durante a gestão do reitor Haroldo Reimer. Agora, “é hora de sonhar novos desafios”. Em breve, a universidade vai entregar o diploma de número 100 mil.

“Na origem da instituição está a visão de um governador de criar uma universidade pública de qualidade”, afirma Reimer, ressaltando que há hoje 23 mil alunos matriculados nas 138 unidades da UEG, que conta com 11 cursos de mestrado e dois de doutorado. 

Ele ressaltou as parcerias com o governo do Estado e a administração municipal, para viabilização do curso de medicina em Itumbiara, como “um sonho que se torna realidade”.

Na Norte goiano, a unidade de Uruaçu contará com um auditório, com investimento de R$ 1,5 milhão. Em Porangatu serão construídos uma central de salas de aula e bibliotecas, totalizando R$ 2,3 milhões.

O Nordeste também será contemplado. A UEG de Posse receberá um Laboratório Agrotec/Núcleo de Estudos e Pesquisas de Produção de Grãos. 

O recurso é na ordem de R$ 1,2 milhão. Em Campos Belos, será construído um auditório no valor de R$ 1,5 milhão.

Na Cidade de Goiás, será construído o Núcleo de Arqueologia de Goiás, com investimento de R$ 500 mil. Em Jaraguá, uma quadra coberta no valor de R$ 450 mil.

O investimento do Goiás na Frente em Palmeiras de Goiás será na construção de uma laboratório agrícola (R$ 1,1 milhão). 

Também estão foram iniciados projetos nas unidades da UEG de Anápolis (construção de centro de aulas e biblioteca / R$ 2,5 milhões); Caldas Novas (construção de auditório / R$ 2 milhões); Morrinhos R$ (2,3 milhões / construção de centro de salas de aula e biblioteca); e São Luís de Montes Belos (R$ 500 mil – Hospital Veterinário).

Crescimento

O vice-governador José Eliton destaca que a UEG “está cada vez mais forte, consolidando o sonho que foi construído lá atrás”. Ele ressalta a importância da universidade na formação plena dos professores da rede pública no estado. 

“A instituição teve condições de trazer não mais esperança, mas a realidade de um ensino de melhor qualidade”.

O vice-governador acrescentou que a UEG tem papel fundamental para o desenvolvimento do estado. “Se hoje somos referência em crescimento econômico, essa excelência teve participação da universidade ao construir uma formação melhor”, conclui.
Fonte: 

Assessoria de Comunicação da Vice-Governadoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário