Banner 1

Banner 1

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

MP desmonta grupo por extração ilegal de ouro em São Domingos (GO)




O Ministério Público de Goiás (MP-GO) desarticulou, na noite desta terça-feira (12), uma organização criminosa voltada para a prática de crime ambiental e de usurpação de ouro, durante a Operação Montezuma. 

O grupo extraía o minério em uma jazida clandestina no município goiano de São Domingos, distante 615 quilômetros da capital.

Durante a operação, foram presos cinco garimpeiros e apreendidos equipamentos utilizados nas práticas criminosas. 

De acordo com o promotor de Justiça Douglas Chegury, que coordenou a operação, o grupo extraía em média um quilo de ouro por semana. Atualmente, o preço do quilo do minério está cotado em R$ 130 mil e calcula-se que o grupo já tenha negociado cerca de R$ 1 milhão.

Douglas contou que, após a extração do material, o ouro era purificado em moinhos localizados no distrito vizinho de Roda Velha, no  município baiano de São Desidério. Para isso, os garimpeiros cavavam túneis de mais de 10 metros de profundidade, de onde era retirado o material. 

Em seguida, o cascalho e as pedras com resíduos de ouro eram triturados em um moinho escondido em um galpão de Roda Velha. Após serem triturados, o ouro era separado com o uso de mercúrio.

Ele revelou ainda que a investigação durou um mês e terá continuidade  para apurar participação de empresários e identificar os receptadores do ouro retirado criminosamente. 

A operação levou o nome de Montezuma em uma uma referência ao líder asteca do século 16, que foi explorado pelo espanhol Hernan Cortez, que dominou o império indígena em busca de ouro.

Fonte: MPGO

2 comentários:

  1. Parabéns ao ministério público na pessoa do nosso promotor de justiça doutor Douglas Chegury. Um incansável na defesa da natureza e do dinheiro da população. O crime não tem fronteira e só com promotor arretado como ele a bandidagem treme.

    ResponderExcluir
  2. Concordo! Dr Douglas fez um limpa aqui em São Domingos. Botou um bando de bandido para correr da prefeitura de volta para Brasília!

    ResponderExcluir