domingo, 31 de dezembro de 2017

Este é o nosso desejo!


Uma pessoa morre em grave acidente na BR-020



A Companhia Independente Bombeiro Militar de Posse atendeu, neste sábado (30), grave ocorrência de trânsito com vítima fatal na rodovia BR-020, município de Alvorada do Norte, próximo ao posto da PRF. 

O acidente envolveu dois veículos, com três vitimas, sendo duas transportadas pelo SAMU e uma poli traumatizada, presa às ferragens, que morreu no local. 

A rodovia BR-020 é perigosa e constantemente é palco de gravíssimos acidentes, principalmente em feriados prolongados.

A Companhia Independente Bombeiro Militar de Posse adverte a todos que pretendem utilizar as rodovias nesse fim de ano que redobrem a atenção com as medidas de segurança no trânsito.

Ações simples como fazer a revisão no veículo antes de viajar, obedecer as sinalizações de trânsito - especialmente o limite de velocidade -, checar os pneus, faróis e limpadores do para-brisa são práticas que podem salvar vidas.

Em 2017, quase 400 detentos fugiram de presídios em Goiás, inclusive Campos Belos


No ano de 2017, um total de 392 detentos fugiram de presídios goianos. Segundo informações da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap), apenas 147 desses presos foram recapturados, o que corresponde a 38% dos foragidos.

Houve, no total, 89 eventos de fugas nas unidades prisionais da Seap. O feriado de Natal, por exemplo, foi marcado por três fugas no Estado, com 39 presos foragidos dos municípios de Jaraguá, Águas Lindas e Inhumas.

Em Jaraguá, criminosos encapuzados entraram na cadeia municipal e libertaram 15 detentos no dia 23. 

Durante a ação, agentes penitenciários foram agredidos. No presídio de Águas Lindas, no entorno do Distrito Federal, 10 detentos fugiram na madrugada do dia 25, enquanto três agentes faziam a vigilância no local. 

Já na tarde do dia 25, outros 14 detentos escaparam durante o banho de sol do presídio de Inhumas.

Segundo balanço feito pela Seap, mais de 10 agentes penitenciários ficaram feridos em serviço neste ano e um agente foi morto. Com relação ao número de detentos mortos nos presídios em Goiás, a Seap informou que totalizaram 47 óbitos.

Após a fuga de 39 presos em presídios goianos, a Polícia Militar intensificou as ações preventivas nas áreas próximas às unidades prisionais, em todas as regiões do Estado. 

A corporação também está apoiando e participando de operações realizadas em conjunto com a Seap para recapturar e inibir novas tentativas de fugas por parte dos presos.

Fugas

As fugas em presídios goianos começaram no início do ano. Já no dia 6 de janeiro, 10 detentos fugiram da Unidade Prisional de Alexânia. Os fugitivos teriam serrado a grade superior do pátio e empreendido fuga. 

Ainda em janeiro, 14 detentos fugiram da Unidade Prisional de Edéia após renderem agentes prisionais que estavam de plantão.

No mês de fevereiro, quatro detentos fugiram após cavarem um buraco no teto da Unidade Prisional de Campos Belos e no município de Jussara, sete fugiram e um morreu após renderem um agente prisional. Em março, houve fugas em Aparecida de Goiânia, Catalão, Rio Verde e Uruana. 

Além disso, 12 presos serraram grade e fugiram da Unidade Prisional de Maurilândia no mês de abril. 

Já no mês de maio, as fugas foram empreendidas em Piracanjuba e Guapó, onde seis detentos ficaram feridos após uma explosão. No fim de julho, nove detentos fugiram em Jussara, outros quatro morreram e três ficaram feridos durante a rebelião.

No segundo semestre do ano, as fugas continuaram. No dia 1º de agosto, três detentos fugiram da Unidade Prisional de Indiara. 

Em setembro as fugas ocorreram nos municípios de Aparecida de Goiânia, Crixás, Nova Crixás e em Itumbiara, onde um agente foi baleado e 12 detentos fugiram. 

Em outubro, houve duas fugas em Anápolis em três dias: quatro detentos fugiram no dia 2 e outros três no dia 5. Durante o mês de novembro houve três fugas em Aparecida de Goiânia e uma em Piracanjuba.

Mortes

Em Catalão, um detento foi encontrado morto na cela que dividia com outros 14 detentos, no mês de janeiro. Em maio, um preso foi encontrado enforcado com lençóis, em Jaraguá. 

Em outubro, um detento morreu após agressão no município de Anápolis. Em Jataí, um dos presos morreu após ser baleado por um agente, no fim de novembro.

No último dia 27, um detento foi encontrado decapitado na Unidade Prisional de Jaraguá. No dia seguinte um presidiário do regime semiaberto morreu enquanto tentava fugir do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. 

Rebeliões nos municípios de Aparecida de Goiânia, Jussara, Luziânia também deixaram mortos. Além dessas mortes, um detento morreu após acidente elétrico no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, quando tentava desmontar uma barraca no mês de fevereiro.

Rebeliões

Em janeiro, houve um princípio de rebelião na Unidade Prisional de Cromínia, mas não houve mortos nem feridos. 

Em Rubiataba, um princípio de rebelião assustou os moradores deixando dois presos feridos. Ainda em janeiro, houve tumulto no presídio de Jaraguá, quando agentes prisionais encontraram três telefones celulares dentro da unidade.

Em fevereiro, uma rebelião em Aparecida de Goiânia deixou cinco detentos mortos e 35 feridos. Nesse mesmo mês houve um princípio de rebelião em Anápolis e em Jussara, onde um detento foi morto e sete fugiram. 

Catalão também foi cenário de um princípio de rebelião no mês de março. Outra rebelião em Aparecida de Goiânia deixou nove detentos feridos e um morto.

No mês de maio, houve um princípio de rebelião no Complexo de Delegacias Especializadas, no Setor Cidade Jardim, em Goiânia. Já em julho, uma rebelião em Jussara deixou quatro presos mortos e três feridos. 

No município de Luziânia, três detentos morreram durante rebelião, um agente penitenciário também foi morto e outro ficou ferido. Em outubro houve princípio de rebelião em Cristalina e em novembro, no município de Catalão.

Greve

No início de janeiro, cerca de 2 mil vigilantes penitenciários temporários paralisaram as atividades. Eles reivindicavam equiparação salarial com o efetivo, melhores condições de trabalho e de armamento, além do pagamento do auxílio de risco de vida em seu valor original.

A Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) garantiu que a situação nas unidades prisionais de Goiás foi contornada no mesmo dia.

Crise nos presídios

Segundo dados do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) de junho de 2016, Goiás está em 11º lugar no ranking nacional em número de detentos. Os dados, divulgados no último dia 9, apontam que a população prisional do estado corresponde a 16.917 pessoas. Desse total, 16.272 estão no sistema prisional.

Um grave problema é observado em relação ao número de vagas nas unidades prisionais do estado. 

Em Goiás, há apenas 7.150 vagas, o que causa um déficit de 9.767, ou seja, os estabelecimentos penais comportam mais presos do que o número de vagas disponíveis. Além disso, os dados indicam que 40% dos presos estão sem condenação e quase metade deles ainda não foi julgada, o que mostra o atraso do judiciário em Goiás.

Com texto e fonte do Mais Goiás 

Raio atinge casa e deixa rapaz ferido em Formosa (GO)


Um raio atingiu uma casa na Rua 13, em Formosa (GO), na manhã deste sábado (30/12). 

A descarga elétrica que atingiu a estrutura, fez com que os estilhaços de uma das paredes atingissem um jovem de 18 anos que estava deitado no sofá no interior da residência. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o rapaz apresentou leves escoriações na parte posterior da cabeça. Ele que estava sozinho, foi atendido no local e não precisou ser removido ao hospital. 

Os militares fizeram a avaliação do local e verificaram danos, aparentemente, superficiais na parede que teria sido atingida. Além das instalações elétricas posicionadas nela. 

O quadro de distribuição de energia também foi impactado.

Fonte: CorreioWeb

Autoridades do nordeste de Goiás cobram ações de Marconi Perillo



Por Roberto Nabofarzan, de O Vetor

Na tarde desta sexta-feira, 29, o governador Marconi Perillo recebeu, no décimo andar do Centro Administrativo Pedro Ludovico Teixeira, uma comitiva liderada pelo prefeito de Alto Paraíso de Goiás, Martinho Mendes da Silva.

A audiência foi realizada por pedido do deputado estadual Iso Moreira, representante da região nordeste do estado na Assembleia Legislativa, para definir o inicio ou conclusão de obras no município.

Alto Paraíso de Goiás é uma das cidades brasileiras escolhidas para ser piloto na implementação de ações baseadas nos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), e a que mais caminhou no sentido de se tornar referencia em sustentabilidade para o Brasil e o mundo.

Sempre com a visão de dar transparência as ações, e valorizando parcerias, Martinho Mendes convidou representantes dos poderes constituídos e da sociedade organizada para o acompanhar na audiência. 

Integraram a comitiva o vice-prefeito Marlon Bandeira, o presidente da Câmara de vereadores, Marloni Bernardes, o vereador Tito, a secretária de Turismo, Andréia Lopes, o presidente do Conselho de Pastores de Alto Paraíso de Goiás, Pastor Divino.

Também foram convidados, a representante do Instituto Oca Brasil, Andreza Girardi, a representante da Associação Cristal, Ana Maria, o representante do Fórum Cidadão, Marcos Luz, e o agricultor e pecuarista, representante do Sindicato Rural, Francisco Marshal, além do deputado Iso Moreira e a superintendente da SECIMA, Jacqueline Vieira.

Na oportunidade, Martinho Mendes apresentou ao governador uma relação de obras autorizadas por ele, mais que ainda não foram iniciadas. 

Marconi Perillo frisou que o dinheiro está em caixa para as obras, mas que a burocracia emperra o andamento das obras, e, ato contínuo, disparou vários telefonemas determinando urgência no início de algumas obras solicitadas pelo prefeito, entre elas o calçamento das ruas do distrito de São Jorge.

“Estive essa semana em Alto Paraíso e região, acompanhei o andamento da conclusão de estradas, como a GO 239, que já está em fase final. 

A unidade do Corpo de Bombeiros será instalada ainda no primeiro semestre de 2018, e determinei que as obras em São Jorge se iniciem já no mês de janeiro. 

Vejo aqui a sociedade de Alto Paraíso representada por vários segmentos, trabalhando juntos, isso é muito importante para a conquistas de benefícios. 

O deputado Iso Moreira é um homem sério e comprometido com a região, tem me trazido muitas demandas dos municípios e nós o temos atendido dentro do possível. 

Hoje é o último dia útil do ano e ele está aqui acompanhando representantes de três importantes municípios, Alto Paraíso de Goiás, Alvorada do Norte e Santa Helena.” disse o governador.

Marconi Perillo afirmou ainda que, durante sua visita a região, por três dias, ao se hospedar em Alto Paraíso, fez uma breve enquete com as pessoas na Pousada, sobre a gestão municipal. 

“O senhor está muito bem avaliado pela comunidade, prefeito” disse o governador  à Martinho Mendes. 

Essa afirmativa feita por Marconi Perillo corrobora enquete feita recentemente no município que mostra a gestão de Martinho Mendes com 87% de aprovação pela população local.

“Isso é fruto de nosso trabalho e da seriedade com que tratamos a coisa pública. 

Enquanto a maioria dos prefeitos já estão em festas comemorativas de fim de ano, nós e nossa equipe estamos trabalhando, buscando benefícios e melhorias para nossa comunidade. 

Reunimos pessoas verdadeiramente comprometidas com Alto Paraíso de Goiás e fizemos uma viagem de quase novecentos quilômetros (ida e volta)  para definirmos obras prioritárias a serem iniciadas já no mês de janeiro. 

Martinho Mendes agradeceu ainda ao governador por ter possibilitado a assinatura do convênio no valor de 2 Milhões de reais, que serão usados para o asfaltamento de ruas e avenidas dos setores Cidade Alta e Planalto, além da recuperação asfáltica de todas as ruas da cidade, assim que passar o período de chuvas.

 “Já recebemos duas parcelas do convênio, governador. Graças a esse recurso vamos tornar o trânsito mais seguro e nossa cidade mais bonita” apontou o prefeito.

Falando em nome das pessoas que compuseram a comitiva, Francisco Marshal disse ao governador que colocar Alto Paraíso de Goiás no foco do desenvolvimento sustentável fez renascer o espírito de coletividade dentro da comunidade local.

“Governador, o senhor trouxe de volta o interesse de nossas lideranças pelo debate, pela busca de idéias convergentes que promovam crescimento e desenvolvimento para Alto Paraíso, e encontrou no prefeito Martinho Mendes o parceiro ideal para essa empreitada. 

Neste ano houve um número de palestras, seminários e audiências públicas que há muito não se via em nossa cidade, sempre com grande participação popular. 

O recente Encontro de Pastores de Alto Paraíso, que reuniu lideranças de todas as igrejas, é um exemplo dessa união pelo município” Frisou Francisco Marshal.

Em conversa reservada com o governado Marconi Perillo, o deputado Iso Moreira apontou demandas urgentes para Alto Paraíso e Região, como o levantamento de greid e encascalhamento da GO-239, no sentido Alto Paraíso/Sertão/Flores/Nova Roma e o calçamento das ruas do distrito de São Jorge.

“Tenho acompanhado o prefeito Martinho Mendes na busca por obras e benefícios junto as secretarias de governo. 

Estivemos na Agetop, tratando de assuntos como a liberação do aeroporto e na melhorias de estradas, na Seduce, buscando ações para a educação, na Secretaria de Segurança Pública, viabilizando mais segurança, reforçada a agora com o contingente de novos soldados formados no próprio município, enfim, estamos sempre atentos aos anseios de população de Alto Paraíso. 

Também através do deputado Iso Moreira os vereadores Eliel Sousa, Erick Itacarambi e Claudia do Toninho, de Santa Helena de Goiás, puderam apresentar ao governador demandas como a abertura de um colégio da Polícia Militar no município (o projeto já foi aprovado) e a regularização do aeroporto do município junto a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e sua conseqüente liberação para uso.

Já a prefeita de Alvorada do Norte, Iolanda Holiceni,recebeu do governador Marconi Perillo a confirmação da inauguração da rede de tratamento de esgoto da cidade, que deverá acontecer na segunda quinzena do mês de janeiro próximo. 

Iolanda agradeceu ainda as diversas obras que estão sendo realizadas em Alvorada do Norte, entre elas o aeroporto.

“Nossa população agradece o seu empenho governador Marconi Perillo, e também ao deputado Iso Moreira, graças aos senhores estamos conseguindo realizar obras importantes para nosso município”, afirmou a prefeita.

Iso Moreira entregou ainda ao governador Marconi Perillo ofícios solicitando do governo do estado a construção de colégios-padrão (8 salas de aulas e demais dependências) no valor de R$ 1.700,000,00 cada, nos municípios de Simolândia, Cavalcante e Teresina de Goiás; 

O custeio de atenção especializada para o Hospital de Iaciara, no valor de R$ 400.000,00; uma ambulância diesel, no valor de 140.000,00, para a secretaria de saúde de Simolândia e o asfaltamento das rodovias GO 591, que liga Cabeceiras de Goiás a divisa com Minas Gerais e GO 110 que liga Iaciara a São Domingos.



Ônibus velho e sem condições: passageiro reclama da Real Expresso



Um passageiro ficou na bronca com a empresa Real Expresso, que faz o trecho Brasília-Campos Belos (GO). 

O rapaz se sentiu desprestigiado e desrespeitado com as condições físicas apresentadas pelo ônibus que a empresa escalou para fazer o trajeto neste sábado (30).

"Meu nobre, hoje embarcamos em um ônibus da empresa Real Expresso em condições precárias. 

Ar estragado, muito velho, banheiro fedido e por resto, soltando uma peça dentro que quase acidenta um passageiro. 

Como você pode ver nas fotos, amarraram sacolas plásticas nos bancos. Um desrespeito. Empresa sem compromisso com o usuário. Mete bronca ai", pediu o passageiro. 


Crack e balança de precisão em São João da Aliança (GO)


Na última sexta-feira (29), a Polícia Militar em São João D'Aliança, nordeste de Goiás, efetuou mais uma prisão em flagrante por crime de tráfico de drogas.

A prisão ocorreu na Rua 15 de novembro, Bairro Boa Esperança, onde os agentes da lei localizaram no interior de uma residência várias pedras de crack, seis aparelhos de celular improcedentes, além de uma moto Honda CG, ano 2002 que também foi apreendida.

Na ação, foram presos A.S.S e J.R.L, que foram autuados pela prática de crime de tráfico de entorpecentes.

Os dois homens também foram acusados por corrupção de menores, tendo em vista que uma menor, segundo consta, havia sido aliciada para promover a entrega das drogas na cidade, patrocinada pelos dois autuados.

Com informações de Elias Alves

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

OnG “Aconchego” recebe o apoio do “Proativos do Bem”


A OnG brasiliense “Aconchego – Grupo de Apoio à Convivência Familiar Comunitária” será a primeira instituição do Distrito Federal, em 2018, a ser contemplada pelo projeto “Proativos do Bem”. 

Na prática, a organização passa a contar, a partir de janeiro, com uma Consultoria de Marketing e Comunicação da Proativa, agência com 16 anos de mercado e premiada em 2015 como a melhor da região Centro-Oeste.

O projeto, nascido em 2014, busca ofertar a instituições que desenvolvam trabalhos sociais serviços de Comunicação gratuitamente, pelo período de três meses, com a possibilidade de renovação por igual período.

Em 2014, o “Proativos do Bem” apoiou causas nobres como a reforma do Centro Socioeducativo Santo Aníbal Maria, no Guará, além da campanha de doações para viabilizar a participação do artista Lúcio Piantino, portador de Síndrome de Down, em uma exposição na Itália. 

Em 2015, foi a vez do Projeto Cão Guia DF, reconhecido internacionalmente pelo trabalho de inclusão de pessoas com deficiência visual. Em 2016, a instituição agraciada foi a Abrapec Taguatinga, que apoia famílias carentes que não têm condições de bancar o tratamento de câncer.

A Aconchego acaba de completar vinte anos de atuação no DF. Sua missão é promover ações e tecnologias transformadoras em prol da convivência familiar e comunitária de crianças e adolescentes em acolhimento institucional.

Presidida pela psicóloga Soraya Pereira, a OnG tem como público pretendentes à adoção, adotantes, adotados, crianças e adolescentes que vivem em instituições de acolhimento. Por ano, cerca de duas mil pessoas são atendidas pela Aconchego.

“Atualmente, a instituição conta com uma equipe de voluntários muito competente. 

Com isso, as ações ganharam repercussão nacional. Mas é necessário que se invista na divulgação, sobretudo na comunicação digital, para que se possa buscar em parceiros do setor privado formas de dar continuidade aos projetos, sem que haja a dependência de recursos públicos”, afirma a presidente da Aconchego.

Proativos do Bem - Segundo Flávio Resende, diretor executivo da Proativa Comunicação, o projeto “Proativos do Bem” reflete a preocupação da empresa e de sua equipe com a responsabilidade social. 

“Existem muitos projetos sociais que beneficiam centenas de pessoas, mas acabam não recebendo o destaque que merecem por lacunas na área de comunicação. É nesse ponto que queremos ajudar”, explica Flávio.

“Em 2017, após recebermos a inscrição de dezenas de projetos sociais, a Aconchego foi escolhida pelo excelente trabalho que presta no apoio a famílias e pessoas interessadas em adoção. 

Com este reforço de Comunicação, pretendemos mostrar à sociedade como o público pode ajudar e fortalecer o trabalho da instituição”, finaliza o diretor da Proativa.

Caso outras instituições tenham interesse em participar do projeto, basta mandar um e-mail para proativa@proativacomunicacao.com.br, solicitando a ficha de inscrição para a próxima edição do “Proativos do Bem”.

Projeto Barraginhas muda realidade da região sudeste do Tocantins


Durante o período de chuvas iniciado no Tocantins, a estimativa é de que cerca de 11 bilhões de metros cúbicos de água sejam utilizados pelas 3.560 minibarragens construídas pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), no Projeto Barraginhas, para recarregamento do lençol freático da região sudeste do Estado. 

Essa região concentra 17 municípios tocantinenses que sofrem anualmente com a seca na época da estiagem. 

A ação é realizada pelo Governo do Tocantins, por intermédio da Semarh, em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins).

As 3.560 barraginhas foram concebidas na zona rural dos 17 municípios, sendo distribuídas em propriedades rurais localizadas estrategicamente perto de nascentes, córregos e rios. 

A capacidade de cada pequena bacia é de 150.000 mil litros de água, porém na temporada chuvosa, conforme estudo técnico, as barraginhas esvaziam e enchem novamente em torno de 20 a 25 vezes.

As consequências imediatas das barraginhas, segundo o diretor de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos da Semarh, Aldo Azevedo, são a contenção de erosões, a revitalização de córregos e rios, e a propiciação de mais tempo de umidade dos solos. 

“Com as pequenas bacias, o nosso objetivo é reter essa água da chuva que pouco a pouco vai revitalizando o corpo hídrico da região”, informou. A implantação de três barraginhas por propriedade, de acordo com o diretor, é realizada tecnicamente, pois a tríade se converge para reter com maior eficiência a água da chuva. 

“Neste primeiro ano, as minibacias enchem e drenam mais rápido, somente após o 3° ano que as barraginhas começam a segurar mais”, afirmou.

Com isso, o diretor do Projeto destaca que o princípio técnico das bacias é realizado, pois ocorre o recarregamento do lençol freático. “Percebemos, com o tempo, que o fluxo abaixo dos riachos, rios e córregos se torna mais contínuo”, reforçou.

Um dos exemplos constatados pela equipe da Semarh foi a floração com um fluxo maior de uma nascente localizada a 50 metros das barraginhas na Fazenda Cangas, região rural do município de Almas. 

Segundo o produtor rural Genilton de Souza Barbosa, proprietário da fazenda, nos anos anteriores, mesmo com a chuva, a água saía bem fraca da nascente. “Veio a chuva e, com as barraginhas, percebi que a nascente está mais forte. Ela era fraquinha, fraquinha. 

A gente que mora aqui percebe que começou a mudar, pouco, mas é assim que começa algo maior”, falou. Segundo o produtor rural que planta milho, mandioca e arroz, além de criar gado e galinha – o projeto vem carregado de esperança. 

“Nunca tivemos isso aqui, não. Sei que não vai acabar com a seca amanhã ou depois, mas sei que começou uma coisa que vai ajudar lá na frente a não deixar os rios tão secos”, afirmou.

Assim como Genilton, a produtora rural Maria das Dores Félix de Paiva, do Rancho Antônio Maria, em Dianopólis, destacou que as barraginhas construídas em março deste ano ainda seguram um pouco da chuva no primeiro semestre. “As últimas chuvinhas serviram para encher e segurou até setembro, mesmo com o solo seco. 

Ajudou muito para matar a sede dos bichos daqui”, relatou. Neste caso, as 198 microbacias da região de Dianópolis, construídas em 70 propriedades rurais, serão utilizadas para recarregar o lençol freático do Rio Gameleira, afluente do Manuel Alves.

Ação

Ainda conforme Aldo Azevedo, o projeto também facilita o plantio de hortas, principalmente perto das barraginhas. 

"Com a captação da água da chuva e sua retenção, os produtores podem utilizar também para regar as hortaliças”, afirmou. Apesar da água não ser indicada para o consumo humano, o produtor rural pode utilizar para matar a sede dos animais e assim garantir a sobrevivência das suas criações.

Iniciado em abril de 2016, o projeto já atendeu 17 cidades, todas na região sudeste: Taguatinga, Ponte Alta do Bom Jesus, Taipas, Arraias, Novo Alegre, Combinado, Lavandeira, Aurora do Tocantins, Novo Jardim, Rio da Conceição, Dianópolis, Porto Alegre, Almas, Natividade, São Valério da Natividade, Santa Rosa do Tocantins e Chapada de Natividade.

O investimento total do projeto é de aproximadamente R$ 2 milhões, sendo 100% oriundos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos, para a construção de 3.564 barraginhas. Os municípios contemplados ficam todos localizados na parte sudeste do Tocantins, região semiárida de menor índice de precipitação de chuvas no Estado, com 400 milímetros por ano.

Fonte: Governo do Tocantins

Corpo de pastora é encontrado em Itumbiara (GO)


A Polícia Civil de Goiás encontrou, na noite desta quinta-feira (28), o corpo que seria da pastora evangélica Ailsa Regina Gonzaga, de 40 anos, que estava desaparecida desde o último dia oito de novembro.

Segundo as primeiras informações, obtidas com exclusividade pelo Mais Goiás, agentes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) chegaram até o corpo após prenderem, no início da tarde de ontem, em Águas Claras, no Distrito Federal, o pastor Alexandre Silva, que frequentava a mesma igreja que Ailsa Regina. 

Ele teria confessado o assassinato, e a ocultação de cadáver.

Já em estado de decomposição, o corpo da pastora foi localizado em uma mata, na saída para Aragoiânia. 

Ailsa desapareceu no início de novembro após sair do Setor Orienteville, em Goiânia, onde morava com os dois filhos, de 11, e 15 anos, para supostamente ir olhar um imóvel que pretendia alugar em outro bairro da Capital.

Na manhã desta sexta-feira (29), peritos do Instituto de Criminalística, e agentes da Deic retornarão até a mata, junto com o suspeito de ter matado a mulher, para recolher o cadáver. 

Ainda não há previsão de quando Alexandre Silva será apresentado à imprensa.

Fonte: Mais Goiás 

Onça, que botou medo em Goiânia, é solta em mata, a 300 km de distância da capital


Nesta sexta-feira, 29/12, aconteceu a soltura da onça pintada macho, capturada ontem na região do Morro do Mendanha, em Goiânia. 

A imagem foi divulgado há instantes pelo superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Goiás, Renato de Paiva. 

O animal foi levado para uma região de nome preservado que fica a mais de 300 quilômetros de Goiânia, conforme o próprio superintendente afirmou.

A onça do Mendanha rondava Goiânia desde fevereiro deste ano. Após 10 meses de tentativas sem sucesso, ela foi capturada. 

O animal conseguiu fugir anteriormente três vezes, segundo informou o órgão. A captura foi realizada com o auxílio de profissionais do Instituto Onça Pintada, que agiram com cães de caça especializados em resgates como esse.

Moradores da região denunciaram ataques a animais de criação (gado, cavalos) e domésticos (cães). A população temia ataques a humanos, apesar de haverem poucos relatos de ataques nesse perfil. 

No mês de novembro a onça foi avistada por câmeras de monitoramento de um condomínio de luxo invadindo a área habitada, pulando um alambrado de metal e transitando tranquilamente pelas ruas, próximo às casas.

O animal passou por exames na tarde desta quinta-feira, 27/11, e foi colocada uma coleira rastreadora para que técnicos consigam fazer a identificação e monitoramento do felino. 

Essa foi a primeira vez, em relatos do Ibama, que uma onça pintada foi capturada em uma área urbana.

Na terça-feira será realizada uma entrevista coletiva e mais imagens serão divulgadas.

Fonte: Mais Goiás

Higor Leite, de Campos Belos (GO), e mais sete estão fora dos planos do Fluminense para 2018


Para evitar atrasos salariais e necessidade de venda de jogadores, a diretoria do Fluminense tomou a decisão de reformular o elenco de futebol profissional. 

E a mudança foi efetivada nesta quinta-feira: Diego Cavalieri, Wellington Silva (lateral), Henrique, Marquinho, Artur, Robert, Higor Leite e Maranhão foram comunicados que estão fora dos planos para 2018.

Todos os oito jogadores foram informados nesta quinta-feira que não precisam se reapresentar no dia 3 de janeiro para o início da pré-temporada. Segundo o clube, trata-se de uma ''mudança pontual que visa reduzir a folha salarial''. Estima-se uma economia anual de R$ 20 milhões.

Alguns nomes da lista chamam mais atenção. Henrique era titular e capitão do time. Diego Cavalieri, além de titular, tem muita história no clube: chegou em 2011 e foi um dos principais jogadores no título brasileiro de 2012. 

Depois de chegar a conclusão de que não tem como honrar os compromissos firmados pela gestão passada, a diretoria busca um acordo amigável com os atletas e sua realocação em outras equipes.

O pagamento das rescisões será feito através de uma estruturação financeira que o clube pretende anunciar no início do ano. O objetivo principal é montar um time competitivo e que caiba dentro do orçamento destinado ao futebol.

- Estamos prevendo uma redução de despesa em torno de 20 milhões ao ano na folha salarial do futebol com essas ações - disse Marcus Vinícius Freire, CEO do Flu.

FORA DOS PLANOS

Diego Cavalieri: contrato até 31/12/2019
Henrique: 31/12/2018
Marquinho: 12/07/2019
Artur: 31/12/2018
Robert: 31/12/2019
Higor Leite: 31/12/2018
Maranhão: 31/05/2019

A medida visa, principalmente, evitar novos atrasos salariais com os jogadores que seguirão no clube e serão contratados. 

Além da decisão de liberar e buscar o acordo amigável com os oito atletas, a diretoria também vai chamar para conversar outros funcionários (sejam eles membros da comissão técnica ou jogadores) que ela conta para 2018, mas também percebeu que terá dificuldades no pagamento. 

Neste caso, a busca será por uma renegociação dos direitos de imagem.

O planejamento começou em outubro, mas só foi finalizado recentemente porque o departamento de futebol estava incompleto. 

Após as chegadas do diretor esportivo de futebol Paulo Autuori e do anúncio do novo vice-presidente do departamento, Fabiano Camargo, o comitê de gestão bateu o martelo sobre a restruturação no elenco e avisou os jogadores. 

O grupo é formado ainda pelo técnico Abel Braga, pelo presidente Pedro Abad, pelo CEO Marcus Vinícius Freire e pelo diretor esportivo da base, Marcelo Teixeira.

Uma das principais preocupações da diretoria era tratar com respeito jogadores que foram importantes na história do Fluminense. Falta uma semana para a reapresentação.

- São jogadores que foram importantes na história do clube e por isso a nossa preocupação em tratá-los com maior respeito. 

Fizemos questão de avisá-los o mais rapidamente possível. Entendemos a preocupação dos torcedores, mas estamos montando uma equipe competitiva e que vai lutar por títulos em 2018 - resumiu o novo vice de futebol do Tricolor, Fabiano Camargo.

Fonte: Globoesporte.com

Prefeitura de São Domingos (GO) conquista o Certificado de Regularidade Previdenciária

Prefeito Cleiton Martins
Foi expedido o Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP) do município de São Domingos, no nordeste goiano.

A partir de agora, o Município pode realizar transferências voluntárias de recursos pela União, bem como celebração de acordos, contratos, convênios ou ajustes, além de realizar empréstimos, financiamentos, avais e subvenções em geral de órgãos ou entidades da administração Direta e indireta da União, liberação de recursos de empréstimos e financiamentos por instituições financeiras federais e pagamentos dos valores devidos pelo Regime Geral de Previdência Social.

Para que haja a regularização, o Ministério da Fazenda exige que diversos itens estejam todos regularizados.  

Dois deles são a utilização dos recursos previdenciários e observância dos limites de contribuição do ente, que traz consigo várias oportunidades para o Município, sendo validada semestralmente.

Ao assumir a gestão, um dos compromissos do Prefeito Cleiton Martins era fazer a regularização do CRP. 

“Hoje está limpo, limpo definitivamente para receber qualquer tipo de emendas, seja ela na esfera estadual ou federal”, afirmou o prefeito.

“Além de retomar as obras abandonadas, conseguimos regularizar definitivamente a parte documental da prefeitura”, ressaltou o prefeito.

Com informações de Antônio Carlos 

Prefeitura de Posse (GO) inicia obra de ampliação do Hospital Municipal



A prefeitura de Posse, no nordeste goiano, por meio do prefeito Wilton Barbosa, anunciou o início das obras de ampliação do hospital municipal.

As obras foram iniciadas na terça-feira (27).

As informações foram divulgadas pelo prefeito Wilton Barbosa em uma rede social.

“Investimento que, em pouco tempo, vai se traduzir em melhoria na qualidade de vida da população”, disse o prefeito.

“Também demos boas notícias sobre a pavimentação e reparo nas ruas do município”.

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Homem é morto a facadas em Cavalcante (GO)


Um homem foi morto a facadas, dentro de uma residência, na cidade de Cavalcante, nordeste de Goiás, nesta quarta-feira (27).

O crime ocorreu por volta das 18h, numa residência localizada na avenida Elias Jorge, no setor Cavalcantezinho.

Segundo relatos de testemunhas, a vítima, Adão Vieira da Silva, apareceu para desejar um "feliz ano novo" a conhecidos, momento em que um homem, identificado apenas como Herick, o homicida, chegou também e pediu um copo de água a Thiago Antônio da Silva, testemunha e morador da residência.


Ainda segundo a testemunha, quando Thiago Antônio foi buscar a água, Herick disse para Adão: 

"Você não disse que ia me matar? então vamos acertar agora!", quando sacou uma faca de açougue e desferiu dois golpes na altura do tórax da vítima.

A grave lesão provocou a morte imediata de Adão Vieira, que não teve tempo de receber socorro.

Médicos do hospital municipal ainda estiveram no local, mas logo constataram a morte do homem, que ficou no local até a chegada do IML.

O matador fugiu do local e até a edição deste texto ainda não tinha sido preso pelo crime de homicídio doloso (aquele quando há a intenção de matar). 

Quando preso, ele deve responder na justiça criminal de Goiás, pelo crime do artigo 121, com pena que varia 12 e 30 anos.

O que fala o código penal?

Matar alguém está previsto no artigo 121 e tem pena de reclusão, de seis a vinte anos, se o homicídio for simples.

Já o homicídio qualificado, caracterizado mediante paga ou promessa de recompensa, ou por outro motivo torpe; por motivo fútil; com emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio insidioso ou cruel, ou de que possa resultar perigo comum; à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido; para assegurar a execução, a ocultação, a impunidade ou vantagem de outro crime, tem pena maior, que vai de 12 a 30 anos de reclusão.

Agricultores familiares de Arraias (TO) melhoram renda com produção agroecológica


A produção saudável de alimentos, sem o uso de produtos químicos, conquista cada vez mais espaço entre os agricultores familiares. 

A ação vem sendo incentivada pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) em todos os municípios do Estado, mudando formas de plantio, no sentido de melhorar a qualidade dos alimentos ofertados, por meio da produção agroecológica sustentável.

Em Arraias, a Comunidade Cajueiro, localizada na zona rural, é um exemplo desse trabalho. 

Lá, depois que os técnicos do Ruraltins implantaram uma horta circular agroecológica, as famílias vêm mudando hábitos e gerando renda, com uma produção bem diversificada de alimentos como alface, couve, cebolinha, coentro, abóbora, pimenta, cenoura, beterraba, quiabo e maxixe.

De acordo com a produtora e presidente da associação de moradores, Maria de Lourdes Francisca da Conceição, o projeto tem sido muito bom, pois mesmo em um pequeno espaço as famílias produzem muito, enriquecem o cardápio e geram renda com a venda do excedente. 

“O nosso sustento vem praticamente da horta que o Ruraltins trouxe pra nós. Daqui retiramos os alimentos para consumo e vendemos o restante em feiras livres, nas cidades vizinhas, além do Compra Direta e para as pessoas que vem diretamente na horta. 

Se somarmos tudo, só em 2017, alcançamos mais de R$ 80 mil, com a venda dos produtos”, comemora a produtora, acrescentando que das 60 famílias residentes no local, 12 cuidam da horta agroecológica, sob a orientação continua dos extensionistas do Ruraltins de Arraias.

Conforme Marcelo Cordeiro Martins, chefe do escritório local do Ruraltins, há cinco anos o órgão presta assistência técnica na comunidade, que aderiu ao projeto da horta e superaram as expectativas. 

“Em 2012 fomos contemplados com a horta, e a Comunidade Cajueiro foi beneficiada porque já adotava práticas agroecológicas, mas precisavam da nossa parte de orientação e tecnologias apropriadas. 

Desde então, as famílias vem nos surpreendendo, e a cada ano que passa o projeto cresce mais em produtividade, trazendo vantagens e benefícios. 

Com a renda obtida, a comunidade já conseguiu comprar um veiculo para a entrega dos produtos e o próximo passo será ampliar a área, implantando uma horta coberta, para que a comunidade continue a produzir, mesmo no período chuvoso”, disse o extensionista. 

Outras ações em Agroecologia

De acordo com a gerente de Agroecologia do Ruraltins, Geane Rodrigues, além das hortas agroecológicas, diversas ações estão sendo desenvolvidas em todo Estado, dentre elas a Chamada Pública em Agroecologia, da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento (Sead), que atende 1.250 agricultores.  

“Quando apresentamos, aos agricultores, as formas de produção orgânica, como usar as folhas na adubação, extratos naturais a base de plantas para o controle de pragas e doenças, dentre outras opções, eles acham interessante, pois reduz custo, são de fácil manuseio, além de garantir a produção de alimentos saudáveis. 

Na agroecologia levamos em conta o modo de vida desses produtores, que já produzem de forma mais saudável. 

O que o Ruraltins faz é apresentar tecnologias que otimizem essa produção mais natural, aprimorando os conhecimentos, sempre respeitando a cultura de cada localidade, sendo assim uma troca de experiência entre técnicos e os pequenos produtores.  

Assim, os produtores estão resgatando hábitos antigos de produção, levando em consideração produtos extraídos da própria natureza ou encontrados na propriedade onde vivem”, avaliou a gerente.

Recursos

Na Chamada Pública de Agrocologia, estão sendo investidos R$ 6,5 milhões. A ação contempla oito municípios na região central, sete na região sul e 11 no extremo Norte. 

As atividades estão no terceiro ano, com prazo de encerramento previsto para julho de 2018.

Fonte: Ruraltins

Inscrições para processo seletivo em três hospitais estaduais terminam nesta sexta; Salários de até R$ 8,2 mil


O Instituto de Gestão e Humanização (IGH) - Organização Social abriu processo seletivo para 120 vagas nos hospitais: Materno Infantil (HMI), Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa) e da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL). 


Há ainda oportunidades para o escritório da organização social. As inscrições vão até a próxima sexta-feira (29).

A carga horária das vagas variam entre 12h e 44h semanais, e os salários entre R$ 1.269,64 e 8.211,82. O processo seletivo também inclui vagas para pessoas com deficiência.

Confira o edital

Os cargos disponíveis são:

Farmacêutico; Técnico em Nutrição e Dietética; Auxiliar de Farmácia; Enfermeiro; Técnico em Enfermagem; Cirurgião Ortopedista; Cirurgião Geral; Médico Clínico Geral; Médico Infectologista; Médico Pediatra; Médico Intensivista Pediátrico; Cirurgião Pediátrico; Médico Neonatologista; Médico Emergencista Pediátrico; Médico Dermatologista Pediátrico; Médico Ginecologista e Obstetra; Médico Pneumologista; Médico Gastroenterologista e Hepatologista; e Médico Cirurgião Plástico.

A inscrição é gratuita e os interessados deverão se dirigir até o Escritório Regional do IGH em Goiás, localizado na Avenida Perimetral, quadra 37, lote 74, s/n, Setor Coimbra, das 8h às 12h, com formulário de inscrição devidamente preenchidos e documentos em mãos, de acordo com o edital. 

Outras informações poderão ser obtidas no telefone (62) 3956.2972.

Retrospectiva: Zé Eliton fortalece presença nos municípios



Foram mais de cinco meses de viagens sucessivas para visitas a quase todos os municípios. 

De maio a setembro, o vice-governador Zé Eliton, coordenador do plano de investimentos do governo de Goiás, o Goiás na Frente, percorreu todo estado para celebrar os convênios com as prefeituras e viabilizar o repasse direto de recursos do tesouro estadual para obras nos municípios.

As visitas começaram em maio, quando o governo realizou os encontros regionais para apresentação do Goiás na Frente aos prefeitos de cada região do estado e dizer à população que o plano de investimentos do governo seria executado com o máximo de transparência e que todo cidadão poderia acompanhar essa execução passo a passo, comprovando que cada centavo do dinheiro seria empregado nas obras definidas pela prefeitura. 

Em sua maior parte, os prefeitos decidiram que os recursos estaduais iriam para obras de pavimentação asfáltica e recapeamento de vias urbanas deterioradas.

Foram 11 encontros regionais do vice-governador Zé Eliton com prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais, servidores públicos e lideranças locais. Tiveram início no dia 3 de maio, no Entorno do Distrito Federal com o encontro regional da Cidade Ocidental. No mesmo dia, foi realizado o encontro da região Nordeste, com o encontro regional de Posse. 

No dia 9, o programa chegou a Ipameri e a Goiatuba, contemplando duas outras regiões. No dia 12, o encontro foi na cidade de Guapó, na região Metropolitana da capital. No dia 15, o governo realizou os encontros em Aruanã, no Vale do Araguaia, e em Jaraguá. 

No dia 19, o vice-governador Zé Eliton, sempre ao lado do governador Marconi Perillo, esteve em Planaltina de Goiás e em Uruaçu. Por último, houve encontros regionais em Jussara e em Jataí.

Em cada encontro regional, foram anunciados os investimentos estruturantes do governo para a região, além dos repasses aos municípios. 

Na região do Entorno Sul do Distrito Federal, por exemplo, o governo investirá R$ 850 milhões do Goiás na Frente, que no total prevê R$ 9 bilhões em investimentos até dezembro de 2018. Para a região Nordeste, foram destinados R$ 414 milhões para obras que irão impulsionar o desenvolvimento regional.

Em Ipameri, o governo anunciou para a região Sudeste investimentos da ordem de R$ 230 milhões. Para a região Sul, conforme destacou o vice-governador Zé Eliton em Goiatuba, serão destinados recursos no valor de R$ 406 milhões. 

Na região Metropolitana, os prefeitos dos 33 municípios serão contemplados com obras avaliadas em R$ 915 milhões, incluindo os repasses diretos às prefeituras. O Vale do Araguaia receberá benefícios e obras que somarão mais de R$ 207 milhões, segundo anunciou o governo no encontro de Aruanã. 

Já o Vale do São Patrício receberá obras e serviços avaliados em R$ 712 milhões, de acordo com o vice-governador que participou do encontro regional em Jaraguá. Ao Entorno Norte do Distrito Federal, o governo destinou R$ 205 milhões, conforme anúncio feito em Planaltina de Goiás.

O programa Goiás na Frente contemplou, ainda, a região Norte do estado, com R$ 422 milhões em obras nos 26 municípios, segundo anúncio feito no encontro regional de Uruaçu; a região Oeste, com o montante de R$ 430 milhões, conforme declarações do vice-governador em Jussara; e a região Sudeste, com R$ 311 milhões, segundo disse Zé Eliton em Jataí.

Caravanas 

No mês de junho, o vice-governador e coordenador do programa Goiás na Frente iniciou uma itinerância pelo interior do estado, quando pôde conversar mais demoradamente com os prefeitos e seus auxiliares e demais líderes políticos e comunitários em todas as regiões do estado. 

Além dos convênios que selaram a parceria entre o governo de Goiás e os municípios, Zé Eliton assinou ordens de serviços do governo para obras de infraestrutura e saneamento, logística e de equipamentos públicos para saúde, educação, segurança, turismo e outras áreas; e inaugurou obras estaduais e municipais.

A caminhada começou em Posse, onde Zé Eliton vistoriou as obras de construção do Ambulatório Médico de Especialidades (AME), que atenderá toda a região. 

No mesmo dia, ele inaugurou 21 habitações populares em Guarani de Goiás, obra construída pelo governo em parceria com o Movimento Popular Camponês. 

Em Abadiânia, ainda no dia 1º de junho, Zé Eliton assinou ordem de serviço para construção da GO 474, no trecho ligando Abadiânia ao Lago Corumbá.

Ainda em junho, Zé Eliton, além de prestigiar as festividades nas cidades participantes do circuito das cavalhadas, esteve em vários municípios, ouvindo a comunidade e anunciando obras do Goiás na Frente. 

Em muitos deles, o vice-governador e coordenador do plano de investimentos do governo inaugurou obras do governo concluídas este ano. 

Entre outras cidades visitadas, esteve Barro Alto, Santa Rita do Novo Destino, Goianésia, Vila Propício, Cristalina, Valparaíso, Planaltina de Goiás, Cachoeira Alta, Paranaiguara, São Simão, Hidrolina, Crixás, São Francisco de Goiás, Palmeiras de Goiás, Hidrolândia e Bom Jesus.

“O vice-governador Zé Eliton, que é o coordenador do programa, é um municipalista, veio do interior e sabe das dificuldades que os municípios estão enfrentando”, disse o prefeito Vando Vitor Alves, de Palmeiras de Goiás. Segundo afirmou, “Palmeiras vai ganhar muito em obras de infraestrutura com esses recursos que chegam em boa hora”.

Para o prefeito de Valparaíso de Goiás, Pabio Correia Lopes, a chegada dos recursos do Goiás na Frente foi excelente. 

“Vão ser mais de R$ 7 milhões que irão beneficiar a comunidade de Valparaíso, graças à sensibilidade do governo que tem reconhecido as dificuldades dos municípios, colocando toda a sua equipe prontamente para nos ajudar”, observou o prefeito.

O vice-governador esteve, também, com a agenda do Goiás na Frente, nos municípios de Castelândia, Maurilândia, Turvelândia, Santo Antônio da Barra, Acreúna, Anápolis, Águas Lindas, Santo Antônio do Descoberto, Cocalzinho, Pirenópolis, Orizona, Vianópolis, Silvânia, Leopoldo de Bulhões, Bonfinópolis, Goianápolis e Itumbiara. As cidades de Amaralina, Mara Rosa, Alto Horizonte, Nova Iguaçu, Campinorte, Uruaçu e Terezópolis foram visitadas por Zé Eliton no dia 28 de junho.

O prefeito de Itumbiara, José Antonio, disse à época que aquele era o “momento mais especial dessa gestão”, porque ao iniciar o mandato e enfrentar os primeiros meses de baixa arrecadação, puderam contar com “o braço forte do governo”, auxiliando em investimentos importantes para a cidade. 

“Itumbiara se sente muitíssimo contemplada com essa parceria, e tenho certeza de que vamos colher os frutos em breve, com obras em toda a cidade”, garantiu.

Ao receber os recursos do Goiás na Frente, o prefeito de Uruaçu, Valmir Pedro, comemorou duplamente, uma vez que a cidade sediará o Hospital Regional da região e para isso a cidade precisava de uma melhor infraestrutura para receber melhor as pessoas que irão procurar tratamento no hospital. 

“Agora vamos ter oportunidade de fazer investimentos importantes; Uruaçu é uma cidade estratégica para a região, e priorizamos o recapeamento das vias urbanas para deixar a cidade mais bonita para o turismo e os que virão se tratar”, disse ele.

No dia seguinte, a agenda do Goiás na Frente foi cumprida nas cidades de Itumbiara, Buriti Alegre, Água Limpa, Rio Quente, Morrinhos e Piracanjuba. 

No dia 30, o vice-governador esteve Aragoiânia, Abadia de Goiás e Trindade, para selar o convênio entre o estado de Goiás e as prefeituras daqueles municípios. “Esse convênio com o governo do estado irá permitir recapear mais de 300 mil metros quadrados de asfalto na nossa cidade”, destacou o prefeito de Trindade, Janio Darrot.

No mês de julho não foi diferente. Zé Eliton começou visitando, no dia 5, as cidades de Senador Canedo e Nerópolis; no dia seguinte, as cidades de Palmeiras de Goiás, Itaberaí, Itauçu, Inhumas e Goianira; e no dia 7, as cidades de Mundo Novo, Nova Crixás, Mozarlândia, Araguapaz e Faina. 

No dia 10, o governo realizou no Palácio Pedro Ludovico Teixeira uma grande solenidade de assinatura de convênios do Goiás na Frente com vários outros municípios.

Em Mozarlândia, o prefeito Adalberto José Ferreira, o Adalberto da Pax, disse que a cidade recebia com satisfação a comitiva do governo e todos os recursos do tesouro estadual. 

“Esse dinheiro chega em ótima hora, porque os municípios estão com dificuldades”, explicou. Segundo ele, “Goiás é um estado privilegiado, porque tem um governo determinado e próximo do seu povo”.

Em seguida, no dia 11, Zé Eliton retomou a caminhada pelo interior, começando por Iporá, Diorama e Arenópolis e seguindo no mesmo dia para a cidade de Piranhas, depois Bom Jardim, Baliza e Aragarças. No dia seguinte, ele esteve em Palminópolis, Jandaia, Paraúna, São João da Paraúna, Firminópolis, Turvânia, Nazário e Santa Bárbara.

A agenda foi retomada no dia 18, com assinatura de convênio e inauguração da base da Rotam na cidade de Luziânia e assinatura de convênio e inauguração do Comando de Operações de Divisa (COD) na Cidade Ocidental. 

De lá, Zé Eliton seguiu para Novo Gama, Vila Boa, Flores de Goiás, Nova Roma e Iaciara. No dia seguinte, dia 19, o vice-governador e comitiva do Goiás na Frente seguiram para Sítio D’Abadia, Damianópolis, Mambaí, Buritinópolis, Simolândia, Alvorada do Norte, Guarani de Goiás e Posse.

Para o prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormim, a união de forças entre estado e municípios, “capitaneada pelo governador Marconi Perillo e que tem o vice-governador Zé Eliton à frente dessas ações”, vem em ótima hora. 

“Com certeza, em Luziânia e no distrito do Jardim Ingá, esses recursos serão aplicados em pavimentação, o que resultará em melhor qualidade de vida para nossa população”, disse Tormim.

No dia 21 de julho, Zé Eliton seguiu para as cidades de Santa Izabel, Rialma, Ceres, Carmo do Rio Verde, São Patrício, Uruana e Rianópolis para assinatura de convênio do Goiás na Frente. 

No dia 26, esteve em Guaraíta, Itapuranga, Morro Agudo, Rubiataba, Ipiranga e Nova Glória, para o mesmo fim. No dia seguinte, os compromissos do vice-governador e coordenador do Goiás na Frente foram firmados com as cidades de Santa Rita do Araguaia, Portelândia, Mineiros, Perolândia e Jataí. A agenda do vice-governador Zé Eliton foi cumprida no dia 28 nas cidades de Matrinchã, Itapirapuã, Jussara, Santa Fé, Britânia e Aruanã.

Em Mineiros, o prefeito Agenor Rezende declarou que “o vice-governador Zé Eliton é um político preparado, que está à frente da distribuição e acompanhamento do programa Goiás na Frente”. Segundo Agenor, diante da chegada dos recursos, toda a comunidade é beneficiada. “Estamos muito satisfeitos com isso”, acentuou.

Nos dois meses subsequentes, Zé Eliton visitou dezenas de outras cidades, dentro da programação do Goiás na Frente, mantendo a agenda intensa no interior, com vistas a concluir a assinatura dos convênios, ao mesmo tempo em que coordenou o lançamento de novas vertentes do programa, o Goiás na Frente Habitação e o Goiás na Frente Terceiro Setor, ambos de cunho social e que visam a redução das desigualdades sociais. 

O objetivo das novas vertentes do programa é zerar o número de famílias com vulnerabilidade social no estado até dezembro do próximo ano. 

Fonte: Assessoria do Vice-Governador 

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Dianópolis: Jovem de 19 anos é encontrado morto nas margens de estrada


O corpo de Geovane Martins Sousa, de 19 anos, foi encontrado nesta terça-feira (26) próximo da fazenda Oriente, na zona rural de Dianópolis, região sudeste o Tocantins. 

Segundo a Polícia Militar (PM), ele tinha marcas de golpes de faca no peito.

Testemunhas contaram aos policiais que encontraram a vítima momentos depois do crime nas margens da TO-387, que liga os municípios de Taipas do Tocantins e Dianópolis. 

O suspeito fugiu e não foi localizado. A arma usada no assassinato também não foi encontrada.

O Corpo de Bombeiro foi ao local, mas encontrou Sousa sem vida. O corpo dele foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Porto Nacional.

Fonte: G1