Banner 1

Banner 1

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Operação Ardenas 44: MP cumpre 3 mandados de prisão e 9 mandados de busca e apreensão em Divinópolis de Goiás e Buritinópolis/GO





O Ministério Público de Goiás deflagrou na manhã desta quinta-feira (23), a Operação ‘Ardenas 44’ nos municípios de Divinópolis de Goiás e Buritinópolis, ambas no nordeste goiano.

Foram executados 03 mandados de prisão temporária e 09 mandados de busca e apreensão, expedido pela juíza de São Domingos, Thaís Monteiro.

Os presos são o secretário de finanças José Catarino de Sousa Neto, o Diretor de Limpeza municipal Joilson Pinto Magalhães e o empresário Hilson Teixeira de Araújo.

As buscas foram cumpridas nas secretarias de educação, administração, saúde, na prefeitura  municipal e na comissão de licitação, além da residência dos presos e da empresa Hilson Teixeira de Araújo LTDA.

Investigação conduzida pela Promotoria de Justiça de São Domingos e pelo GAECO/ Entorno – Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado revelou a existência de organização criminosa incrustrada na administração pública municipal voltada para a prática de crimes de peculato (Desvio de dinheiro público), fraude em licitações, falsidade ideológica, corrupção passiva, e corrupção ativa.

Investigação desenvolvida ao longo do primeiro semestre de 2017 revelou que a empresa Hilson Teixeira Araújo LTDA foi contratada para prestação de serviço de limpeza do município de Divinópolis de Goiás em 2017 ao custo anual de 1 milhão e 300 mil reais, devendo prestar serviço com um quantitativo de 25 funcionários.

Ocorre que por exigências de agentes políticos do município a empresa realizou a contratação de 25 outras pessoas, muitas delas recebendo através da empresa Hilson mas prestando serviços em funções sem qualquer relação com a limpeza pública, como por exemplo guarda da garagem, motorista de ambulância, secretária. 

Descobriu-se ainda que outras pessoas, que recebiam pela empresa, sequer trabalham no município.

Após a desarticulação da organização criminosa as investigações prosseguem com o objetivo de identificar outros envolvidos e crimes, bem como para oferecimento de denúncia criminal.

Participaram da operação os promotores Fernanda Balbinot, Paula Moraes de Matos, Daniel Lima e Douglas Chegury, além de policiais civis e militares do COD (Comando de Operações de Divisas) e GPT (Grupo de Patrulhamento Tático).

Ardenas foi a última batalha da front ocidental travada em 1944, durante a segunda guerra mundial e que culminou na derrota do nazifacismo.

Fonte: MPGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário