Banner 1

Banner 1

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Nosso cerrado, nossa fauna: os fofinhos tatus galinhas


O nome científico é bem complicado, Dasypus Novemcinctus L, mas é bem mais fácil chamá-lo pelo nome vulgar, tatu galinhas.

Mas não é só esse, essa espécie também é conhecida como tatu de folha, tatu veado, tatu verdadeiro e tatuetê. 

Porém, daqui para frente vamos chamá-lo somente de tatu galinha, que pode ser encontrado no Brasil, nos Estados Unidos e no norte da Argentina.

No cerrado brasileiro, o bichinho é quem manda. 

Sua principal característica é o fato de ter uma carapaça praticamente nua, com as laterais bem comprimidas, muito convexa, com nove cintas de placas que se movem, além de olhos miúdos, orelhas acentuadas, cabeça e cauda compridas. 

A cauda ainda tem a ponta fina e é cônica.

Por que Tatu Galinha?

O nome vulgar está associado ao sabor da sua carne que é muito parecido com aquela de uma galinha. 

Além disso, o animal tem patas e penas parecidas com as da galinha. É essa explicação para que o tatu carregue um “galinha” como “sobrenome”.

A propósito, caçar e comer tatu, uma cultura antiga na nossa região, agora é totalmente ultrapassado, politicamente incorreto e também crime que considero muito grave.

E cá para nós. Que horror comer bichinhos tão lindos, né!



Nenhum comentário:

Postar um comentário