Banner 1

Banner 1

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Radialista precisa de ajuda para esposa fazer tratamento fora da cidade e prefeitura teima em não atender


O radialista Edmar Cardoso, conhecido pelo seu "vozerão" na cidade de Campos Belos, é extremamente carismático e costuma, há muitos anos, ajudar pessoas através das ondas do rádio. 

Agora, quem precisa de ajuda é ele, para fazer um sério tratamento que sua esposa tanto necessita, inclusive com transplante, fora cidade. 

A bronca é que ele não está encontrando no Poder Público aquele ombro amigo.

A pergunta é: por que tanta demora da prefeitura de Campos Belos em estender a mão à família do radialista? 

O drama de Edmar Cardos segue abaixo, no seu relato.

"Estava precisando que poder público disponibilizasse ajuda para o tratamento fora de domicilio, em Brasília, pois a minha esposa vem sendo tratada pelo SUS.

É um tratamento de mielomultiplo, que já está na fase de transplante. Para ela receber o transplante, a assistência social de Brasília me passou um pedido do apoio TFD, que  é um programa que custeia gasto com paciente fora de domícílio, com as despesas de aluguel de uma casa mobilada, e mais ajuda em alimentação e transporte diários para hospital apos transplante para acompanhamento.

Trouxe o pedido para Secretário de Saúde de Campos Belos e relatei o pedido e ele disse que não tinha como atender o TFD. 

Segundo ele, a regulação deles aqui só seria Goiânia, mas tentaria ver com prefeito, ajuda pela própria prefeitura.

Mas até momento não deu a resposta. 

Ontem procurei o Ministério Público daqui para um apoio na cobrança, mas a secretária disse que o Ministério Público daqui não poderia interferir, em virtude de se tratar de atendimento em Brasilia.

Que deveria tentar falar com município de forma pacífica e ver o que eles poderiam ajudar.

Mas segundo as autoridades da prefeitura, o município não tem obrigação de atender aquela toda exigência.

Eu disse que já tinha procurado, mas não se consigo falar com o prefeito, sempre quando agente vai lá, eles falam que está viajando. 

Eles me instruíram a falar com Cristiano, secretario de Administração, para ver conseguiria resolver. 

Chegando lá, mais uma vez falam que está viajando. Me instruiu a falar com assistência social daqui, mas deve ocorrer a mesma coisa,  me mandar falar com o gestor".

Comentário deste Blogueiro 

Sinceramente, beira o descalabro a burocracia para se ajudar um munícipe que tanto precisa. 

Edmar Cardoso paga R$ 30 reais todos os meses de taxa de iluminação pública. 

Edmar Cardoso também paga quase 50% (metade) de tudo que ele recebe mensalmente e "doa" ao governo, todos dos dias, na forma de impostos, quando paga a conta de água, quando compra um quilo de carne, quando vai à padaria.  

Essa verba para custear o apoio TFD à esposa de Edimar Cardoso é dinheiro público, nosso, que damos ao Estado, para na hora da precisão, ele vir na forma de benefício, de apoio. 

Só que quando se precisa, dá nisso. Um burocracia infernal. 

Em realidade, falta vontade dos gestores de Campos Belos em ajudar as pessoas. Essa é a verdade. É muito burocracia.

E se tem burocracia, porque o atendimento que ele conseguiu é em Brasília e não em Goiânia, os secretários da prefeitura deveriam era dar as mãos ao radialista, e como conhecedores dos meandros da burocracia, tentar encontrar uma solução no mais curto prazo possível. 

Mas o que fazem os vários secretários? 

Empurram com a barriga; transferem as responsabilidades, passam a conta ao prefeito. 

Senhores, não é essa a postura que sociedade exige dos servidores públicos, mesmo que temporários, como vocês são. O nome já diz: os senhores são servidores, do verbo servir. 

Depois exigem que este Blog não tenha uma postura crítica em relação a todos eles.

6 comentários:

  1. O Ministério Público daqui não poderia interferir, em virtude de se tratar de atendimento em Brasília?
    Acredito que o servidor que deu esta informação não deve estar totalmente a par da regulamentação sobre o assunto, senão vejamos:
    [...] TFD consiste em uma ajuda de custo ao paciente, e em alguns casos, também ao acompanhante, encaminhados por ordem médica à unidades de saúde de outro município ou Estado da Federação, quando esgotados todos os meios de tratamento na localidade de residência do mesmo, desde que haja possibilidade de cura total ou parcial, limitado no período estritamente necessário a este tratamento e aos recursos orçamentários existentes.
    (Fonte: http://www.mp.go.gov.br/portalweb/hp/2/docs/cartilha-tfd-sespa.pdf Acesso em 26/10/17)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses secretários lá sabem de lei?sabem nada.Isso é incompetência Não.SÓ tem número nessa prefeitura, um bando de gente batendo cabeça e empurrando um pro outro é impressionante a ingerência dessa prefeitura.Nao sei se isso se sustenta não porque só piora a cada dia.É desolador a situação de quem precisa recorrer a prefeitura.Deus nos acuda.Esse é ruim de serviço.

      Excluir
  2. Lamentável isto! Coloca-se um pessoal mal preparado ou incompetente, sem compromisso ou sem força de vontade no poder público que só pode dá nisto daí. Começando do prefeito e seus secretários ao MP. Infelizmente Campos Belos está esquecido, "Socorro Senhor Deus! Alguém aí de cima olhe por nós, porque aqui em baixo só tem sanguessugas e pessoas que se preocupar só com o próprio umbigo"!
    ...E a última esperança parece que morreu, olha que era só um menino e morreu com as botas na mão!!!

    ResponderExcluir
  3. Quanto descaso com esse cidadão... Cadê a verba destinada a assistência social??? Cadê a secretária de assistência social para amparar esse cidadão..estão fazendo esse descaso todo, porque não são parentes deles..

    ResponderExcluir
  4. Em face de varias representações feita pelo MP de Cavalcante, via mandado de segurança individual c/c pedido de liminar, contra a prefeitura de Cavalcante e de Teresina, os pacientes tem conseguido a tutela da lei obrigando os municípios a fornecer medicamentos e transportes para os usuários do SUS qdo evidenciarem a inercia do municipio em ajudar aqueles que necessitam dos serviços ora em tese, é lamentavel, porem, a familia desta paciente deve procurar o MP de Campos Belos e solicitar o apoio.

    ResponderExcluir
  5. A gestão ou seria a festão porque só sabem fazer festa nem procuram saber o caso é já falam não. Não tem um que procura resolver ou amenizar a situação. Se eu não fosse funcionário daqui eu pegaria minha família e ia embora por 3 anos.Gosto daqui mas tá difícil conviver com tanto descaso e irresponsabilidade dessa gestão/festão.Ninguem sabe nada, resolve nada.Agora por fim veio a mudança, A prefeitura abre só até meio dia, Parabéns ótima mudança só assim o senhor não precisa atender o povo que te incomoda né.E depois quer que os meios de comunicação fiquem calados, tem que falar mesmo.Esses preFAKES tem que aprender a respeitar e já tá passando da hora do povo parar de falar e agir.MP já tem na cidade agora é denunciar tudo.Tem um advogado aí que ganha mais de 12 mil por mês que só veio pra detonar com a cidade.O povo é pacato mas uma hora a bomba explode.Aqueles que atacam quem fala mal do preFAKE está na hora de manifestar o que tem a dizer? Isso não é questão de oposição mais não pq eu mesmo votei nele é questão que a cidade está acabando.Esse menino tem que reorganizar essa bagunça. Como um.municipe tem que recorrer a outros meios pela saúde da esposa e o poder público nem aí.Ta na hora da população tomar providências. E valeu Dinomar...é isso aí, Pelo jeito só temos vocês.

    ResponderExcluir