Banner 1

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Prefeito de Combinado (TO) veta projeto de lei antinepotismo. Matéria tinha sido aprovada por unanimidade pelos vereadores


O prefeito de Combinado, município do sudeste do Tocantins, vetou, nesta semana, o Projeto de Lei antinepotismo, aprovado por unanimidade pelos vereadores da cidade, no último mês de setembro.

Na época, os parlamentares da cidade decidiram que não se poderia mais empregar parentes em cargos públicos no Município. 

Conhecido como nepotismo, a prática patriarcal e hoje culturalmente não mais aceita, há muito tempo já é regra nas Administrações Públicas Federal, Estadual e Municipal. 

Procurado sobre as razões do veto, o prefeito Lindolfo do Prado Neto (PV) disse ao blog que é a favor da Lei antinepostimo, mas vetou porque o presidente da Casa Legislativa alterou o projeto inicial. 

"O próprio jurídico da Câmara confirma isso", disse o prefeito. 

O veto do prefeito já está em tramitação na Casa. Como tinha sido aprovado por unanimidade, teoricamente o veto do prefeito seria derrubado sem qualquer problema. 

Mas não é isso que diz o vereador Dione do Pastel. 

Segundo o parlamentar, o veto corre sérios riscos de ser mantido, porque ao menos três vereadores mudaram de posição e agora se posicionam contra o projeto que eles mesmo aprovaram. 

Semana que vem, quando ocorre a apreciação do veto do prefeito, é que iremos saber que votou a favor e quem votou contra. 

A propósito, é bom lembrar aos senhores vereadores de Combinado (TO) que este blog vai publicar os nomes e o posicionamento de cada um deles diante da matéria. 

Nada mais justo. Eles terem o ônus ou o bônus de suas decisões. 

Negativa de documento

O vereador Eli Pereira de Moraes, um dos que esteve à frente da Lei Antinepotismo, disse ao blog que o prefeito Dofim também negou documentos pedidos por ele, em processo de fiscalização parlamentar, sobre licitações e contratos licitatórios em andamento. 


4 comentários:

Anônimo disse...

esse prefeito se comporta como o pior da historia de combinado, pela sua capacidade de agredir as pessoas e achar que é o dono da cidade e triplicar os familiares nos melhores cargos públicos, e vem querer enganar o povo com suas lábias em radio, ou entre seus puxa-sacos.

Anônimo disse...

Só quem acredita em papai Noel,para acreditar que o prefeito iria aprovar...rsrs ledo engano,se realmente ele estivesse aprovado certamente não estaríamos no Brasil.....

Anônimo disse...

UMA VERGONHA ESSE GESTOR.
SE DIZ TAO RESPONSAVEL E AGORA VEM COM ESSE VETO. MAS... TEM RAZAO POIS A FAMIKIA OCUPA VARIOD CARGOS DA ADMINISTRACAO.
E ESSE VEREADORES QUE AGORA SÃO A FAVOR DEVERIAM TOMAR VERGONHA NA CARA.
MUITO BEM DINOMAR PUBLICA OS NOMES DELES MESMO PRA POPULACAO SABER QUE É OS VEREADORES SEM RESPONSABILIDADE QUE VOTARAM A FAVOR DO PROJETO E HOJE É CONTRA.

E QUANTO AOS DOCUMENTOS EXIGIDO PELO VEREADOR ELI.
ELE NAO VAI FORNECER PORQUE AS PESSOAS QUE GANHARAM ALGUMAS LICITACOES SAO PARENTES.

A IRMA TEM A LICITACAO DE AQUISICAO DE UNIFORMEZ.

O MARIDO DA CHEFE DE CONTROLE INTERNO TEM A LICITACAO DE FORNECIMENTO DE PECAS E SERVICOS.

O MARIDO DA SECRETÁRIA DE EDUCAO TEM A LICITACAO DE ALUGUEL DE TENDAS E SOM.

ISSO É UMA VERGONHA.

CADE O MINISTERIO PUBLICO E TRIBUNAL DE CONTAS DESSE ESTADO?

Prof.Helcio disse...

Parabéns ao Blog Dinomar Miranda por trazer o assunto à Sociedade.

Prefeito jogou o Discurso de honestidade e compromisso com a sociedade no lixo.

Resta agora os vereadores mostrarem que são realmente fiscais da saciedade e que irão Honrar os votos que os elegeram.

Nepotismo pelo que se vê, está além do Campo de empregos públicos. O favorecimentos em licitações marcadas com empresas de familiares está evidente!