Banner 1

Banner 1

terça-feira, 24 de outubro de 2017

FAB emprega aeronave para combate ao fogo na Chapada dos Veadeiros




A cidade de Anápolis (GO) servirá de base de apoio para a operação que a Força Aérea Brasileira (FAB) fará para ajudar a controlar o incêndio florestal no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, no Noroeste do estado. 

Foi disponibilizado para os trabalhos uma aeronave Hércules C-130, com capacidade para o transporte de 12 mil litros de água. 

A aeronave decolou às 14h30 desta terça-feira (24/10). De acordo com a FAB, cinco saídas estão previstas para quarta-feira (25/10).Duas tripulações da aeronave e equipe de apoio, totalizando 26 militares, estão atuando na missão. 

O C-130 conta com um sistema chamado Modular Airborne Fire Fighting System (MAFFS) e é composto por cinco tanques de água, dois tubos que se projetam pela porta traseira do avião. 

“A cada saída, a aeronave gasta em média 60 minutos de deslocamento até o local de maior foco de incêndio na Chapada dos Veadeiros. São necessários, em média, 30 minutos para reabastecimento de água. 

A cada duas decolagens, é necessário fazer o abastecimento da aeronave também”, explicou a FAB em nota. Um segundo C-130 Hércules ajudou no transporte de todo equipamento utilizado na operação.

 Nesta manhã, também foram enviados para a Chapada dos Veadeiros dois helicópteros da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). 

De acordo com a corporação, duas aeronaves seguiram para o município de Alto Paraíso. De acordo com o coronel Renato Costa, que coordena a operação, os helicópteros serão usados para oo transporte das tropas e voluntários que trabalham no local e farão o monitoramento do incêndio na área. 

Os helicópteros têm capacidade para lançar água por meio do "bambi bucket", que é um tipo de balde que comporta até 540 litros e lança o líquido a partir do helicóptero. A previsão é que o grupamento permaneça no parque até a próxima segunda (30/10). Ação voluntária tenta apagar fogo

Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), desde 10 de outubro, uma série de incêndios atingem o parque nacional, queimando campos, veredas, cerrados e florestas. 

O mais recente começou no dia 17, e já alcançou mais de 54 mil hectares. Além do ICMBio, atuam na região o Ibama, o Corpo de Bombeiros de Goiás e do DF, com mais de 110 brigadistas e bombeiros. Uma rede de voluntários da Chapada dos Veadeiros têm prestado apoio e mobilizado a população principalmente por redes sociais. 

O fogo, apesar dos inúmeros esforços, ainda segue sem controle e são considerados criminosos.

Polícia Militar do DF envia helicópteros 

Além do reforço dado pelo Corpo de Bombeiros e por funcionários do Zoológico de Brasília, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) também vai disponibilizar ajuda para o combate ao incêndio na Chapada dos Veadeiros, em Goiás. 

De acordo com a corporação, duas aeronaves seguiram, na manhã desta terça-feira (24/10), para o município de Alto Paraíso. 

De acordo com o coronel Renato Costa, que coordena a operação, os helicópteros no transporte das tropas e voluntários que trabalham no local e farão o monitoramento do incêndio na área. 

O coronel afirma que a equipe é composta por dois pilotos, um mecânico e uma pessoa responsável pelo apoio operacional. "Nosso foco será o transporte das pessoas para que elas tenham um acesso mais rápido e seguro aos locais próximos aos focos de incêndio na Chapada", explicou. 

Os helicópteros têm capacidade para lançar água por meio do "bambi bucket", que é um tipo de balde que comporta até 540 litros e lança o líquido a partir do helicóptero. 

A previsão é que o grupamento permaneça no parque até a próxima segunda (30/10). "Nós vamos trocando a tripulação ao longo da semana e também as aeronaves em caso de necessidade". 

Segundo ele, dependendo da gravidade dos incêndios, outras aeronaves podem ser somadas a esta operação. "Temos plenas condições de manter nossas operações de segurança aqui no DF e ajudar as pessoas lá (na Chapada)", afirmou.

A força-tarefa disponibilizada pelo Distrito Federal conta com integrantes da Polícia Militar, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), Corpo de Bombeiros (CBMDF), além de funcionários do Zoológico de Brasília e voluntários.

Fonte: CorreioWEB

Nenhum comentário:

Postar um comentário