Banner 1

Banner 1

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Divinópolis de Goiás: "Afastaram meu pai, motorista da ambulância, sem o devido processo legal", diz leitora


A prefeitura de Divinópolis de Goiás afastou do trabalho um servidor concursado de suas funções como motorista da ambulância, sem dar maiores explicações.

O motivo seria uma cobrança de diárias não recebidas.  

O blog não teve acesso à versão da prefeitura, mas o certo é que não houve o devido processo legal, com o contraditório e a ampla defesa, como é de praxe em casos dessa natureza. 

A prefeitura precisa explicar os motivos do afastamento do servidor.   

"Prezado Dinomar Miranda, 

Sou de Divinópolis de Goiás e gostaria que vc me ajudasse o meu pai, que é funcionário público Municipal de Divinópolis de Goiás a mais de 20 anos e agora foi afastado porque foi cobrou diárias do prefeito e do secretário de saúde.

Ajude-me a divulgar o que estão fazendo com ele. O nome dele é Mauro Solimar", pediu a leitora do Blog. 

"Boa noite, eu já era seu seguidor e agora estou precisando da sua força.

Sou funcionário da prefeitura de Divinópolis, concursado, trabalho há 21 anos de motoristas de ambulância fui humilhado pelo secretário de saúde e pelo prefeito da cidade, que me tiraram da sem me comunicar nada, por capricho do Secretário  e do prefeito mesmo. 

Eu acho o motivo foi por que eu tinha R$ 2.800 reais em diárias a receber junto com outros dois motoristas e procuramos o prefeito para resolver. 

No dia seguinte, me tiraram da escala. Fui até o secretário e ele disse que era aquilo mesmo.

Fui ao prefeito e  ele me disse que era um problema do Secretário.

Dois depois voltei ao secretário, quando ele me escalou para a secretaria, onde não tem ambulância", disse o servidor.  

3 comentários:

  1. Existe o secretário de saúde por sinal muito eficiente educado e prestativo na sua função.
    Agora existe funcionários que nao obedece ordem do seu chefe.
    Vivo batendo de frente com com os chefes.e o caso do sr Mauro quem em Divinópolis nao conhece ele e sua arrogancia com o próximo.
    Ele é simplesmente um motorista.
    Nao está atribuído a ele dar ordens
    Ele sim tem que receber ordens.

    Nao obedeceu o seu chefe o colocou
    Em outro setor da secretaria de saúde para compri horário por indiciplina.

    Mas continua recebendo em diA


    Agora vem a filha dele que nem mora mais em Divinópolis.
    Tentar prejudicar a administração do município.
    Postando coisas que ela nao tem conhecimento que se passa no município.

    Hospital e público mas tem ordens
    E comando.
    Nao e bagunçado para chegar a hora que quiser e ir desrespeitando funcionários.
    Desrespeito a funcionário público e crime.
    Tem que chamar a polícia mesmo.



    Força
    Humberto estamos com vc

    ResponderExcluir
  2. Pelo que sei o sr Mauro
    E concursado para ser motorista
    Da secretaria de saúde de Divinópolis.
    Ele nao e concursado para ser motorista de ambulância.
    O sr secretário de saúde simplesmente tirou ele de ser motorista de ambulância e colocou a disposição da secretaria de saúde
    Para dirigir carros da secretaria de saúde.
    Nao tem nada de errado nisso
    Está correto sr secretário.

    Vc está de olho em diária de viagens
    Né sr Mauro

    ResponderExcluir
  3. A saga continua!
    Força Mauro!

    ResponderExcluir