Banner 1

Banner 1

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Professores de Aurora do Tocantins deflagram greve


O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Estado do Tocantins (Sintet) mobilizou a categoria, que decidiu entrar de greve a partir dessa quarta-feira (14/09).

Os profissionais efetivos que trabalham em sala de aula entrarão em greve por tempo indeterminado, diz o comunicado divulgado pela entidade.

O motivo, segundo o Sintet, é a indignação da categoria que "esgotou toda a paciência diante do descaso, a falta de respeito e a total falta de compromisso do prefeito Caçula do PTB". 

Ainda de acordo com os dirigentes sindicais, o que mais causa indignação é que a valorização profissional era prioridade nos discursos do então candidato a reeleição. 

"No entanto, mais de nove meses se passaram após a posse para o segundo mandato, e não há qualquer sinal de que o nosso Plano de Cargos Carreira e Salários seja uma realidade nas nossas vidas. 

Ao contrário disso, o que se vê é uma administração cada vez mais enraizada na falta de transparência, coerência com o dinheiro público e total desvalorização dos profissionais efetivos do nosso município", afirma o comunicado, enviado à imprensa.

4 comentários:

  1. Bom era antigamente nas gestões anteriores,professores e funcionários da prefeitura ficavam 3,4 ou ate 5 meses sem receber não reclamavam e nem faziam greve.

    ResponderExcluir
  2. Os tempos mudam e o povo não estão mais leigos como antes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ser leigo é uma coisa ficar 5 meses sem receber e outra.

      Excluir
  3. Antes a fiscalização não era tão próxima como nos dias atuais. E o povo também não está leigo como antes, hoje cada um sabe do seu direito.

    ResponderExcluir