Banner 1

Banner 1

sábado, 16 de setembro de 2017

Morre o ex-prefeito de Posse (GO), o médico Edgar Pereira


A cidade de Posse (GO) perdeu um de seus grandes filhos, o "Dr. Edgar Pereira dos Santos" morreu nesta semana e deixou uma história muito importante e marcada no município, como médico e ex-prefeito.

Filho de Claudionor Pereira dos Santos e Judite Pereira dos Santos, o médico Edgar Pereira dos Santos nasceu no dia 8 de agosto de 1940, na cidade de Posse, e sempre manteve uma grande ligação com esse município do interior goiano.

Foi em Posse que ele iniciou e concluiu a primeira etapa dos estudos. Disposto a cursar Medicina, mudou-se para Goiânia, onde concluiu o então curso científico. 

O passo seguinte foi o ingresso na Faculdade de Medicina da Unesp, em Botucatu, no interior de São Paulo, onde se formou em 1970 e fez também a residência em cirurgia geral.

Já formado, Edgar Pereira dos Santos voltou à cidade natal para realizar seu sonho de ser médico em Posse. Ele chegou ao município em agosto de 1971, se tornando o primeiro médico não só de Posse, mas de toda a região nordeste de Goiás.

Edgar Pereira dos Santos realizou um sonho, mas se deparou com muitos desafios. E foi vencendo cada um, com determinação, sabedoria, coragem e conhecimento.

O primeiro obstáculo enfrentado foi a falta de estrutura na região, que não contava com nenhuma unidade hospitalar. Em 2 de outubro de 1971, ele fundou o Hospital São José, que hoje leva o nome de Hospital Dr. Arquimedes Vieira de Brito, em homenagem ao único profissional de saúde que tinha no município.

No início de seu funcionamento, o hospital não contava com leitos próprios. Outro desafio que não intimidou Edgar Pereira dos Santos. Com a ajuda da comunidade, ele equipou o hospital com camas comuns, doadas pela população, e começou a trabalhar.

E trabalho não faltou ao jovem médico. Antes mesmo da conclusão do centro cirúrgico, Edgar Pereira dos Santos se viu obrigado a fazer uma cesariana e a operar uma apendicite supurada com anestesia local, porque não tinha agulha de raque no hospital.

Aos poucos, foi formando sua equipe de auxiliares. Com o apoio da esposa, Varmen Leodoro Pereira dos Santos, levou as duas parteiras que atuavam em Posse para trabalharem no hospital. Antes, as parteiras foram orientadas sobre o uso de luvas e a esterilização de materiais.

Trabalhando em Posse há 40 anos, Edgar Pereira dos Santos foi durante três décadas o único cirurgião da região. Nesse período, se deparou com muitas situações, que mais do que conhecimento em Medicina, exigiram do médico coragem e determinação para agir rápido e salvar a vida dos pacientes a espera de atendimento.

Foi assim, que operou o esôfago de um paciente, há 35 anos e hoje vê esse paciente em boas condições de saúde. Ao longo desses anos, Edgar Pereira dos Santos fez outras mais de 10 mil cirurgias.

As dificuldades enfrentadas para o exercício da Medicina e a sobrecarga de trabalho não o impediram de se dedicar à política. Pelo contrário, Edgar Pereira dos Santos acredita que o médico deve participar da política para lutar por obras e melhorias para a área da saúde.

Assim, entre 1976 e 1982, foi vice- prefeito de Posse e, de 1992 a 1996, foi prefeito da cidade, tendo construído grandes obras que compõe o complexo de saúde de Posse, como o hospital, maternidade e laboratório.

Em 2008, assumiu a Secretaria de Saúde de Posse e elaborou o projeto de hemodiálise e banco de sangue para o município. Um projeto, que por questões políticas, não saiu do papel.

Viúvo, ele era pai da médica geriatra Daniela, do médico veterinário Edgar Henrique, da enfermeira padrão Fabrícia e da médica pediatra Karenyna. Avô de Eduarda, Rafaela e Rafael Lucas, Edgar Pereira dos Santos é também um grande orgulho da Medicina goiana.

Fonte: Diário de Posse

2 comentários:

  1. Caro Dinomar,
    Oriente seus colabores a serem mais ágeis, esta noticia é requentada
    já vai acontecer a missa de sétimo dia. Seja ligeiro como era ano passado para denunciar, agora a coisa é diferente mandamos as denuncias gravíssimas e o blog seleciona e Ministerio Público nem toma conhecimento. Esta mesma possivelmente não será publicada. O pau que batia no Ninha não é o mesmo que bate no Eduardo. Esta havendo distinção entre Xico e Francisco. Cuidado com o descrédito. Jornalista que se preza não pode receber dinheiro para elogiar, tampouco para denegrir. Aqui estamos vendo "calaboca" de imprensa, com dinheiro de remédios e merenda. Quem usa dinheiro de remédio e de merenda em proveito próprio não vai pro CÉU vai arder no fogo do inferno.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com esse comentario em termo do ministerio publico nem tomar conhecimento dos fatos gravissimos q vem ocorrendo, e outra o pau q batia no NINHA tem que ser o mesmo PRA BATER no EDUARDO sim, até pq PREFEITO é pra trabalhar e mostrar recursos, e soluçoes pros problemas da sociedade! Agora Acredito q o DINOMAR é transparente e esteja do lado do povo e da transparencia!

    ResponderExcluir