Banner 1

Banner 1

sábado, 2 de setembro de 2017

Caixa d'água derrete com calor e impressiona moradores no Tocantins; veja vídeo




Uma caixa d'água derretida impressionou os moradores de Miracema do Tocantins, na região central do estado. 

A dona da lanchonete onde o incidente aconteceu, Lucilene Farias da Silva, garante que o calor de quase 40ºC foi o responsável pelo problema.

Um vídeo, feito pelo radialista Paulo Cavalcante, mostra a caixa derretida e viralizou nas redes sociais. 

Já são mais de 19 mil visualizações em apenas quatro horas. Muita gente ficou se perguntando se é possível que apenas a temperatura tenha causado o derretimento.

O professor de engenharia civil Miguel Angelo de Negri, do Centro Universitário Luterano de Palmas, explica que sim. 

"Existem casos, realmente de derretimento de caixas d'água por excesso de calor. 

Dependendo da marca ou material , têm caixas que não suportam calor excessivo e apresentam deformações geralmente na sua base. Não é tão raro acontecer esse fenômeno, uma vez que as fibras de polietileno, têm limitações de temperatura", disse ele.

Lucilene contou que começou a perceber o problema há cerca de uma semana, quando houve um vazamento na caixa. 

Depois de alguns dias, percebeu que a água tinha parado de chegar e foi verificar a caixa, nos fundos da lanchonete. "Ficamos dois dias sem água, agora conseguimos fazer vir direto da rua, mas vamos ter que comprar outra caixa agora", disse ela.

Para evitar a situação, o professor explica que é necessário tomar alguns cuidados na hora de construir um imóvel. "Esse tipo de reservação deve seguir normas de construção e fabricação e serem colocadas sob proteção (telhado)."

Temperaturas no Tocantins

As cidades da região central e do sul do Tocantins sofrem com a secura e o calor. Em Palmas, a temperatura já passa dos 40ºC e bateu recorde para o ano na última semana. 

Nesta sexta-feira (1º) mais de 40 cidades entraram em estado de emergência para baixa umidade e receberam alerta vermelho, de grande perigo, do Intituto Nacional de Meteorologia.

A recomendação é para que os moradores evitem exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 16h, além de aglomerações em ambientes fechados. Para reduzir os efeitos provocados pelo "tempo seco" é aconselhável uso de soro fisiológico para olhos e narinas.

Fonte: g1

Nenhum comentário:

Postar um comentário