Banner 1

Banner 1

sábado, 12 de agosto de 2017

Trágico: bebê e irmã morrem durante incêndio dentro de casa, em Formosa




Um menino de 1 ano e a irmã, de 3 anos, morreram na madrugada deste sábado (12) em um incêndio na casa em que moravam no Parque Lage, em Formosa, no Entorno do Distrito Federal. 

Segundo o Corpo de Bombeiros, a suspeita é de que uma vela provocou as chamas.

De acordo com a corporação, a equipe chegou à residência sete minutos após ser acionada. Porém, as crianças já estavam mortas.

Segundo testemunhas, os pais tinham saído de casa e deixado os filhos sozinhos dormindo. Como não tem energia elétrica no imóvel, eles teriam deixado pelo menos uma vela acesa.

Os pais foram conduzidos para a delegacia para os procedimentos necessários.

Ainda neste domingo, a Polícia Civil divulgou uma nota sobre o trágico acidente.

"A 11ª Delegacia Regional de Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Central de Flagrantes de Formosa, vem através desta nota esclarecer os fatos referente ao incêndio ocorrido no setor Parque Lago na cidade de Formosa, que acabou vitimando duas crianças.

Na noite do dia 11 (onze) do mês de agosto do corrente ano o casal – que vive em União estável e possui três filhos – saiu da residência e se dirigiu à casa de um vizinho para buscar brinquedos que seriam destinados aos seus filhos. 

Como a residência não possui energia elétrica, uma vela teria sido acendida no quarto em que se encontravam as duas crianças. A vela acesa ficou em cima de uma cômoda, sem nenhum suporte isolante.

Segundo informado pelo casal (formado pelo adulto T.M.S.M e pela adolescente M.N.M.) a saída teria durado aproximadamente duas horas. Quando retornaram as crianças aparentemente já se encontravam sem vida.

Os elementos de informação levam a crer que a cômoda que servia de suporte à vela teria se incendiado e grande quantidade de fumaça teria sido inalada pelas duas crianças, intoxicando-as e levando-as a óbito. A comprovação da causa da morte ficará a cargo da perícia médico legal a ser realizada pela Polícia Científica.

A perícia de local de crime também compareceu à residência, sendo constatado a queima do móvel onde se encontrava a vela e também de parte do colchão em que as crianças estavam.

Os pais foram conduzidos pela Polícia Militar até a Central de Flagrantes de Formosa, sendo ambos autuados pela prática do crime de homicídio culposo. 

A mãe, a adolescente M.N.M. foi liberada para responder ao ato infracional em liberdade, nos termos do Estatuto da Criança e do Adolescente. Já o pai T.M.S.M. teve sua liberação fundamentada pelo pagamento de fiança.

As vítimas são A.B.N.S, criança do sexo feminino, com três anos de idade e A.D.N.S, criança do sexo masculino e apenas um ano e oito meses de idade.

Maiores esclarecimentos sobre a dinâmica do ocorrido ficarão a cargo da autoridade policial responsável pela condução inquérito policial (titular da Equipe A) após a conclusão do laudo pericial de local de crime e da perícia médico legal.

POLÍCIA CIVIL: compromisso com a verdade e com a justiça."








Nenhum comentário:

Postar um comentário