Banner 1

Banner 1

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Conheça Isaura, a idosa que mora no aeroporto de Brasília há 24 anos





O personagem interpretado pelo astro Tom Hanks no filme “O Terminal”, de Steven Spielberg, foi baseado em uma história real. 

E poderia muito bem ter sido inspirado no Aeroporto Juscelino Kubitschek, onde a aposentada Isaura Lima Lopes, 83 anos, escolheu morar.

Em meio ao vaivém diário de 50 mil passageiros, Dona Isaura não passa despercebida. Os funcionários que trabalham no terminal a conhecem. 

A Inframerica, administradora do Aeroporto JK, também tem ciência de sua presença no local. Pouco ou nada se tem certeza, porém, sobre sua história. O que se sabe é o que ela mesmo conta.

Sem ouvir desde os 38 anos, Dona Isaura carrega a Bíblia e cartazes. E costuma falar alto pelo terminal, o que acaba chamando a atenção das pessoas. Mas, se quiser que ela compreenda a sua mensagem, é preciso escrever perguntas ou comentários em um pedaço de papel.

A idosa diz que nasceu em Goiana, município de Pernambuco, e não tem contato com a família. A mãe, segundo conta, morreu quando Isaura tinha 11 anos. 

Diz ainda que foi noiva duas vezes, mas não chegou a se casar. “A partir daí, comecei a servir a Deus e costumo dizer que sou guiada por Ele”, garante.

Depois de 40 anos viajando de cidade em cidade, ela veio para o Distrito Federal. 

Chegou em 1992 e começou a frequentar o aeroporto no ano seguinte. A frequência no terminal, que era de algumas horas, se transformou em dias, meses, anos. 

Dona Isaura diz que mantém uma quitinete alugada em Valparaíso (GO), no Entorno, mas, nesses últimos 24 anos, passou a maior parte do tempo no JK. Ela também circula por outros aeroportos do país.No JK, ela é vista empurrando um carrinho do próprio terminal.  

Nele, leva uma mala pequena, duas bolsas, uma garrafinha de água, mais de uma Bíblia, papel cartolina e pincéis, usados para escrever suas mensagens.

Em meio aos apetrechos, um frasco de álcool gel, que ela costuma passar nas mãos e nas cadeiras, antes de se sentar, além de jornais. Dona Isaura diz que concluiu apenas o ensino fundamental. 

Mas é bem articulada, fala e escreve sem erros de concordância. E também mostra que está antenada nos assuntos que dominam a pauta política do país, como o fim do foro privilegiado. Tanto que, em um cartaz, ela trata o assunto como “abuso de poder”.

A senhora de 1,50m, aproximadamente, não encontra dificuldades para se acomodar em duas cadeiras do aeroporto e dormir. Quando precisa usar o banheiro, vai ao espaço destinado a deficientes físicos. Lá, faz suas necessidades, se lava e penteia os cabelos.

Vaidosa, antes de dar entrevista ao Metrópoles esta semana, fez questão de colocar o lenço na cabeça e trocar de roupa. Um detalhe: Dona Isaura usa também lenços umedecidos para fazer sua higiene pessoal.

Simpática, sempre atrai a atenção de passageiros que, curiosos, se aproximam de Dona Isaura para entender melhor sua mensagem.

Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário:

Postar um comentário