Banner 1

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Combate à corrupção: no "Dia Nacional da Vergonha", deputados goianos fazem um papelão. Veja os nomes, para lembrar


Na noite desta quarta-feira (2), os deputados federais decidiram, em sessão na Câmara dos Deputados, pelo não prosseguimento da denúncia pelo crime de corrupção contra o presidente Michel Temer (PMDB). 

O dia que passou a ser conhecido como o "Dia Nacional da Vergonha" marcou também o posicionamento de cada deputado em relação ao que ele entende por corrupção ou por fisiologismo. 

Foram 264 votos pelo barramento da denúncia, elaborada pelo Ministério Público Federal (MPF), contra 227 que votaram pelo prosseguimento do caso para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Para que o presidente fosse investigado pela Corte mais alta do País eram necessários o mínimo de 342 votos contra o parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que na CCJ pediu a rejeição da denúncia contra Temer. 

Com decisão tomada pelos deputados nesta quarta, a denúncia – baseada em delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS — é suspensa e só pode ser retomada depois que Temer deixar a Presidência da República.

Dentre os 17 deputados federais por Goiás, Temer pôde contar com o apoio de 12, que votaram “sim”, ou seja, a favor (de Temer) do relatório substitutivo de Abi-Ackel. 

Apenas quatro votaram “não”: Rubens Otoni (PT), Marcos Abrão (PPS), Flávia Morais (PDT) e Fábio Sousa (PSDB).

O delegado Waldir (PR) – que no dia 10 de julho havia bradado sua indignação por ter sido substituído da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Câmara – foi o único goiano que não compareceu à sessão.

Confira como votou cada deputado goiano.

Lembrando:

Votos “sim”: favoráveis à rejeição da denúncia e favoráveis a Temer

Votos “não”: contrários à rejeição da denúncia e contrários a Temer

Alexandre Baldy (PTN) – SIM
Célio Silveira (PSDB) – SIM
Daniel Vilela (PMDB) – SIM
Delegado Waldir (PR) – AUSENTE
Fábio Sousa (PSDB) – NÃO
Flávia Morais (PDT) – NÃO
Giuseppe Vecci (PSDB) – SIM
Heuler Cruvinel (PSD) – SIM
João Campos (PRB) – SIM
Jovair Arantes (PTB) – SIM
Lucas Vergilio (SD) – SIM
Magda Mofatto (PR) – SIM
Marcos Abrão (PPS) – NÃO
Pedro Chaves (PMDB) – SIM
Roberto Balestra (PP) – SIM
Rubens Otoni (PT) – NÃO
Thiago Peixoto (PSD) – SIM

No Tocantins, a pouca vergonha também correu solta. 

Apenas dois dos oito deputados federais, César Halum (PRB) e Irajá Abreu (PSD), votaram contra Temer. 

Carlos Henrique Gaguim (PTN) - SIM
César Halum (PRB) - NÃO
Dulce Miranda (PMDB) - SIM
Irajá Abreu (PSD) - NÃO
Josi Nunes (PMDB) - SIM
Lázaro Botelho (PP) - SIM
Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM) - SIM

Vicentinho Júnior (PR) - AUSENTE

Os parlamentares do DF também fizeram feio. Anota aí: 

Fraga - sim
Augusto Carvalho - não
Érika Kokay - não
Izalci - sim
Laerte Bessa - sim
Rosso - sim
Ronaldo Fonseca - sim
Roney Nemer - licença pela morte do pai


7 comentários:

gregorio de matos guerra disse...

Dois erros aí: deputado pastor João Campos votou com a QUADRILHA. Parece ter sido "convencido" na sessão pelo ministro Imbassay. Delegado Valdir acovardou-se como ausente.

Anônimo disse...

Já votei muito em um certo deputado do qual não votarei mais, decepção, uma vergonha ....

Anônimo disse...

Deputado Pedro Chaves não honrou seus eleitores. Esse não tera meu voto de confiança nunca mais.

Anônimo disse...

Bom. Temos que lembrar e na hora do voto, pois eles estão glorificando um ladrão.e esquecendo quem eles realmente devem explicação.

Anônimo disse...

Pedro Chaves, acabou de enviar agora para Campos Belos, verba orçamentaria no valor de 900.000,00 para Recuperação Asfáltica.... Como sempre, atuante no nosso município.. não vou deixar de valorizar isso é nunca.
Só nesses últimos 12 meses, já foram quase Dois Milhões de verba orçamentaria ... como deixar de votar nele, para votar em qualquer outro que conhece nossa cidade só se olhar no mapa??

Sei que o voto dele, foi questão politica partidária e respeito isso... continuo agradecido pelo bom trabalho de Pedro Chaves para a nossa cidade. e votarei nele. de novo.

Anônimo disse...

Pedro Chaves nunca mais

Anônimo disse...

Esta verba que está vindo para cidade (Campos Belos) será que não vai ficar mais cara para o nosso bolso depois, pense nisto.