Banner 1

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Ministério Público Federal apura omissão da UFG de Jataí em casos de assédio moral e sexual


O Ministério Público Federal em Rio Verde (MPF/GO) instaurou, nessa quinta-feira (11), Inquérito Civil para apurar supostas omissões no combate a práticas de assédio moral e sexual denunciadas na Universidade Federal de Goiás (UFG) - regional Jataí. 

A investigação surgiu a partir da recente repercussão na mídia sobre a denúncia do estupro de uma estudante por um professor do curso de Medicina Veterinária, ocorrido em dezembro de 2016, durante um congresso em Goiânia.

Além disso, também foram levantadas ações judiciais contra condutas de assédio moral cometido por docentes da UFG da mesma regional. 

Para investigar as ações ou omissões institucionais, o procurador da República Jorge Medeiros oficiou a Universidade solicitando o envio de lista contendo todos os casos de assédio moral e/ou sexual denunciados naquela unidade nos últimos cinco anos.

O MPF/GO cobra ainda que a UFG – regional Jataí envie informações sobre a realização de cursos de conscientização com a comunidade universitária, a identificação do órgão responsável por receber as denúncias de assédio na Universidade e as providências adotadas, em caso de comprovação da prática.

Veja o documento 

Fonte: MPF

Nenhum comentário: