Banner 1

Banner 1

terça-feira, 27 de junho de 2017

Cachaça artesanal é objeto de pesquisa científica do curso de Matemática, em Nova Roma (GO)





No último sábado, 24, a acadêmica Yeslla Brenda Teolina dos Santos, acompanhada por seu orientador, o professor Mário Ferreira do Nascimento Filho, deram início a aplicação do projeto de pesquisa Aplicações Matemáticas Na Produção e Comercialização de Cachaça Artesanal no Povoado Chapada, no Município de Nova Roma, nordeste de Goiás. 

O projeto que integra o Trabalho de Curso de Matemática tem por objetivo investigar o conhecimento matemático aplicado na produção de cachaça artesanal dos produtores familiares desta localidade, analisando como a ciência é aplicada, confrontando sua aplicação na consolidação da economia doméstica destes grupos familiares, dando ênfase ao estudo algébrico de funções marginais com aplicação de Cálculo Diferencial e Integral - CDI.

A acadêmica observará toda a cadeia produtiva da cachaça e, ao final da pesquisa, fornecerá aos produtores planilhas com a composição de custos, receita e lucro da produção, o que futuramente servirá como subsídio para que estes produtores possam buscar registro de seus produtos no Ministério da Agricultura, otimizando assim os resultados da produção artesanal de cachaça.

Colaboram com este projeto a princípio dois agricultores familiares, César Sousa, o Curió, produtor da Aguardente Curió que segundo ele teve sua produção iniciada com o pai no ano de 1975 e que fabrica em média 130 litros de cachaça/dia, e o senhor Alencar Sousa, que iniciou a produção de cachaça em maio deste ano produzindo em média 50 litros/dia.

Novo regulamento de TC de Matemática incentiva projetos inovadores no Câmpus

O curso de Matemática ofertado pelo Câmpus Posse está há 16 anos transformando a realidade da região nordeste goiano, contudo, mesmo com sua imponente presença, é perceptível a falta de projetos com aplicações fora do contexto escolar, com ações que realmente impactem na transformação social da comunidade em geral. 

Em conformidade com a missão institucional da Universidade Estadual de Goiás (UEG) prevista no Art.4º de seu estatuto, este estudo tem a premissa de "produzir e socializar o conhecimento científico e o saber, desenvolver a cultura e a formação integral de profissionais e indivíduos capazes de se inserirem criticamente na sociedade e promoverem a transformação da realidade socioeconômica da região, do Estado de Goiás e do Brasil" (Estatuto da Universidade Estadual de Goiás, 2014).

Foi diante da importante missão da Universidade que no ano de 2017 o Colegiado do Curso de Matemática aprovou mudanças pontuais nos Trabalhos de Curso (TC) observando as diretrizes gerais que norteiam os cursos de Licenciatura da UEG.

Atualmente são desenvolvidos 19 projetos cujos temas possuem relevância ímpar para a região e seus produtos subsidiarão transformações pontuais na sociedade e na economia desta região.

Texto e Fotos: (Mário Filho / Yeslla Brenda)

Nenhum comentário:

Postar um comentário