Banner 1

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Herói: 'Eu também já fui salvo', diz PM que resgatou 20 pessoas em um incêndio





O cabo Heitor Theodoro da Silva, 34 anos, que resgatou 20 pessoas em um incêndio em Samambaia Sul, contou, na manhã desta quinta-feira (11/5), que já esteve do outro lado da história: ele também foi salvo por companheiros de profissão. 

Quando trabalhava na Fundação Casa, antiga Fundação Estadual para o Bem Estar do Menor (Febem), em São Paulo, esteve em uma rebelião de internos que queriam usá-lo como refém para negociar suas demandas.

Acoado na ala da coordenação, viveu momentos de tensão, sem saber se sobreviveria. 

"É muito angustiante. Trabalhei por sete anos na Febem e já vi situações de todo o tipo. Já resgatei vigilantes furados, sangrando após ação dos internos e também já fui salvo. 

Essa situação é a pior que tem. Bom mesmo é poder salvar a vida de alguém", completou, na conversa com as repórteres Adriana Bernardes e Paula Pires, transmitidas pelo Facebook do Correio. 

O amor pela profissão surgiu ainda na infância, quando Theodoro era escoteiro. Sempre em estado de alerta e na busca por ajudar o próximo, ele decidiu seguir a carreira de policial militar. 

Uma das características da carreira que mais agrada o cabo é o fato de a profissão ser dinâmica. "Não temos uma rotina. Andamos sobre uma faca, porque vamos, eventualmente, esbarrar com situações que demandam da gente uma decisão importante. Com ela, precisamos arcar com o ônus e o bônus", explicou. 

Reecontro com as vítimas 

Mais de 24 horas depois do incidente, o cabo se reencontrou com as famílias que ajudou. Segundo ele, foi um momento de muita emoção e gratidão. "Não tem dinheiro que pague", disse, emocionado. 

Questionado sobre a grandiosidade do ato, o policial afirmou, novamente, que só fez o que era certo: "A vida é um eterno retorno. Gentileza gera gentileza. Na minha profissão, sempre busquei ajudar o próximo".

Ao assistir novamente ao vídeo do resgate, Theodoro contou que se sente anestesiado. Às vezes, até duvida que é ele mesmo quem aparece nas imagens. O cabo não imaginava a proporção que o salvamento atingiria e sequer imaginava que estava sendo filmado. 

"Antes da farda, é o homem que está aqui. Atrás disso tudo, vive um ser humano como outro qualquer. Tenho em mim um sentimento de dever cumprido", pondera Ação coletiva 

Ele ressaltou também que, embora tenha entrado sozinho no prédio, ele teve a ajuda dos companheiros da corporação, que, do lado de fora, ajudavam a conter os ânimos das vítimas e a instruí-las durante o incêndio. 

"A ação policial não é só minha. Outros policias também fazem esse trabalho. A população precisa ter a Polícia Militar como amiga, porque em todos os lugares existem bons e maus profissionais, mas o bem sempre vai sobressair", finalizou.

O cabo Theodoro avistou o incêndio em um prédio na quadra 316 sul, de Samambaia, enquanto fazia a patrulha na região. Ele percebeu a necessidade de agir quando avistou, na sobreloja do local que estava em chamas, uma criança. 

O policial então arrombou a porta de ferro, encarou as labaredas de fogo e resgatou – sozinho – 20 pessoas que dormiam em suas casas. Após o resgate, o policial teve queimaduras superficiais no corpo e sentiu dificuldade de respirar, por causa da quantidade de fumaça inalada.  

Promoção por bravura 

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) vai promover por ato de bravura o cabo Heitor Theodoro da Silva.

A promoção para terceiro sargento, recomendada por Rollemberg, será analisada por uma comissão formada por policiais militares. 

O governador queria também outorgar a medalha do Mérito Tiradentes ao PM, mas pelas regras do decreto que criou a honraria apenas policiais com mais de 10 anos de serviço podem ser condecorados. 

O policial está há seis anos e meio na corporação. A homenagem chegou a ser anunciada, mas não poderá ocorrer.

Rollemberg se encontrou com o cabo Heitor Theodoro nesta manhã (11/05) e o parabenizou pela coragem. “O cabo Theodoro é um exemplo para nós brasilienses e para os brasileiros. Com sua atitude corajosa e profissional, propiciou o salvamento de mais de 20 pessoas”, disse Rollemberg em vídeo que gravou sobre o assunto.


O incêndio ocorreu quando o policial fazia patrulha na região. Ele arrombou a porta de ferro do local, entrou com o prédio em chamas e resgatou sozinho 20 pessoas que dormiam. 

Ele teve queimaduras superficiais no corpo e sentiu dificuldade de respirar, por causa da quantidade de fumaça inalada. Mas está bem.






Fonte: Correio Web 

Um comentário:

Hailton Juscelino disse...

Grande Heitor
Deus o encorajou e disse ide la no meio desse fogo vc é o anjo escolhido não temas eu estarei contigo nessa e em outras missões
Meu nobre la no ceu existe livro um com o nome das pessoas eu tenho certeza que o seu esta escrito com letras douradas
Parabéns pela bravura
Pois vc mostrou ao povo que a policia existe pessoas boas que muitas vezes põe a vida em risco pra salvar outras
Que Deus sempre abençõe vc e toda sua familia