Banner 1

Banner 1

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Força tarefa faz plano de ação para localidades desprovidas de serviços de saúde no Nordeste Goiano


A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) realiza uma força-tarefa em Cavalcante, a 557 quilômetros de Goiânia, com o propósito de desenvolver um plano de ação voltado à prevenção, detecção, notificação e tratamento das doenças negligenciadas. 

O evento, Encontro de Gestores e Técnicos da Região Nordeste 1, acontece nos dias 24 e 25 de maio, com a participação de profissionais de saúde e representantes de diversas entidades e instituições localizadas que atuam direta e indiretamente com a saúde nos municípios de Campos Belos, Cavalcante, Divinópolis, Monte Alegre e Teresina de Goiás, que compõem a região.

São consideradas doenças negligenciadas aquelas que afetam as populações pobres, que residem em localidades desprovidas de serviços de saúde. São, na maioria das vezes, doenças milenares ou seculares, que persistem em função dos poucos investimentos dos setores público e privado. 

O plano de ação a ser traçado em Cavalcante terá como foco a hanseníase, doença de Chagas, leishmanioses, tracoma e tuberculose.

O Encontro de Gestores e Técnicos da Região Nordeste 1 é coordenado pela Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa), com o apoio da Regional de Saúde Nordeste 1. 

A gerente de Vigilância Epidemiológica da Suvisa, Magna Maria de Carvalho, destaca que na região há casos de hanseníase, suspeitas de um caso de doença de Chagas aguda em uma gestante e subnotificação de leishmaniose.

Em função destes e de outros agravos, a equipe da SES-GO debaterá com os participantes uma forma sistemática de realizar acompanhamentos e diagnóstico das doenças. 

Na programação do evento consta uma exposição sobre panorama atual das principais doenças negligenciadas na Região Nordeste do Estado de Goiás, a ser feita pela superintendente da Suvisa, Maria Cecília Martins Brito. 

Serão discutidos aspectos epidemiológicos, sociais e econômicos (leishmaniose visceral, leishmaniose tegumentar, doença de Chagas, tracoma, tuberculose e hanseníase), a cargo dos técnicos da Suvisa.

O evento ainda inclui uma oficina sobre a proposta de elaboração do Plano de Ação e uma de uma plenária para aprovação do documento final. 

Os profissionais de saúde da Suvisa e da Regional de Saúde Nordeste 1 também farão atividades de apoio institucional voltada à capacitação dos técnicos em leishmaniose, laboratório em saúde pública, visita aos Núcleos de Vigilância Epidemiológica para monitoramento da hanseníase e tuberculose, orientações sobre o Sistema de Informação de Agravos e notificação e educação em saúde. 

Além disso, vão se reunir com representantes da Comunidade Kalunga, que residem em Cavalcante, Monte Alegre e Teresina de Goiás.

fonte: Governo de Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário