Banner 1

Banner 1

domingo, 21 de maio de 2017

Exige-se a renúncia imediata de Michel Temer


O presidente da República Federativa do Brasil, Michel Temer (PMDB), não tem mais as mínimas condições, morais e políticas, de continuar no cargo. 

Ele foi flagrado, na calada da noite, na residência oficial da presidência, fazendo negociatas com um empresário declaradamente corrupto. 

Um deputado federal do PMDB, historicamente pau mandado do presidente, foi flagrando recebendo mala de dinheiro da empresa, com meio milhão de reais, em nome do presidente.  

São acusações fortes e retiram qualquer confiança depositada no presidente da República. 

Tem mais. 

O site Antagonista trouxe uma informação extremamente preocupante, mas já esperada depois da divulgação dos flagrantes de maracutaia e roubos de dinheiro público: 

Temer está estrangulando a PF e prejudicando a Lava Jato.

O Estadão confirmou neste domingo o que antecipou O Antagonista na terça-feira, 16.

O presidente cortou 44% do orçamento de custeio de 2017 previsto para a PF, que teve de reduzir a equipe destacada para a força-tarefa em Curitiba.

De nove delegados federais atuantes até o início do ano, ela passou a ter apenas quatro para cuidar dos cerca de 180 inquéritos em andamento e "há a intenção de se acabar com a atuação exclusiva deles".

“Será o fim da Lava Jato”, disse um membro ao jornal, sob a condição de anonimato.

O Antagonista havia considerado o corte um ataque sorrateiro contra os responsáveis pelas operações que prometem levar os amigos de Temer para a cadeia.

Diante dos acontecimentos da última semana, nota-se que o movimento para barrar as investigações é sobretudo em causa própria. 

Exige-se a renúncia imediata de Michel Temer

Nenhum comentário:

Postar um comentário